Concerto para violino n.º 2 (Bartók)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O concerto para violino n.º 2 de Béla Bartók, BB 117 (escrito entre 1937 e 1938), foi dedicado ao violinista virtuoso húngaro Zoltán Székely, que pediu a composição em 1936,[1] e é um exemplo de primeira qualidade do estilo verbunkos.

Bartók compôs o concerto em uma difícil situação de vida, ocupada com uma grande preocupação pela força crescente do fascismo. Ele tinha uma firme posição antifascista, e por isso tornou-se o alvo de vários ataques na Hungria pré-guerra. Entretanto, a composição está escrita com uma atmosfera particularmente otimista.[1]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O concerto tem os seguintes três movimentos:

  1. Allegro non troppo
  2. Andante tranquillo
  3. Allegro molto

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]