Conclave de 1655

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Conclave de 1655
O Papa Alexandre VII
Data e localização
Pessoas-chave
Decano Carlos Fernando de Médici
Vice-Decano Francesco Barberini
Camerlengo Antonio Barberini
Protopresbítero Luigi Capponi
Protodiácono Giangiacomo Teodoro Trivulzio
Eleição
Eleito Papa Alexandre VII
(Fabio Chigi)
Participantes 66
Ausentes 3
Veto (Jus exclusivae) Do rei Filipe IV de Espanha ao cardeal Giulio Cesare Sacchetti
Cronologia
Conclave de 1644
Conclave de 1667
Brasão papal de Sua Santidade o papa Alexandre VII

O Conclave de 1655 foi a reunião de eleição papal realizada após a morte do Papa Inocêncio X. Durou de 18 de janeiro a 7 de abril de 1655.[1][2]

Quando o Papa morreu, havia sessenta e nove cardeais. No entanto, o cardeal Pier Luigi Carafa faleceu em 15 de fevereiro de 1655 em Roma. Sessenta e dois cardeais estavam presentes no início e depois entraram mais quatro, elevando para sessenta e seis o número de membros do Colégio Eleitoral na votação final[1][2]. Ao final, foi eleito Fabio Chigi, secretário de Secretariado da Santa Sé.

Cardeais votantes[editar | editar código-fonte]

Não presentes ao conclave[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Catholic Hierarchy» (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2011. 
  2. a b «The Cardinals of the Holy Roman Church» (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2011.