Concordância (editoração)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Concordância.
Concordância hebraico-latina da Bíblia de Mordecai.

Uma concordância, também conhecida como índice verbal, segundo a editoração, é uma lista – feita preferencialmente em ordem alfabética – usada em um livro, periódico ou qualquer outro meio de caráter editoral. Geralmente as concordâncias listam cada instância juntamente com o contexto geral de cada uma das palavras citadas; as mesmas geralmente podem ser de difícil interpretação para o leitor. As concordâncias são compiladas apenas para trabalhos de especial importância como por exemplo no Vedas, na Bíblia, no Alcorão e também nas obras de Shakespeare, James Joyce e outros autores clássicos latinos e gregos, por exemplo.[1][2]

Uma concordância não deve ser confundida com um índice, por exemplo, que contenha informações adicionais como comentários, definições ou indexação cruzada.

Na era pré-computação, pesquisas digitais não existiam, sendo assim as concordâncias ofereciam aos leitores de longas obras como por exemplo livros sagrados, o equivalente aos resultados de uma pesquisa na internet nos dias atuais.

Uso na linguística[editar | editar código-fonte]

As concordâncias são frequentemente usadas na linguística, ao estudar um texto. Por exemplo:

  • Comparando diferentes usos da mesma palavra;
  • Analisando palavras-chave;
  • Analisando a frequência das palavras;
  • Encontrando e analisando frases e expressões idiomáticas;
  • Criação de índices e listas de palavras (também útil para publicação).[3][4]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bloomfield, Maurice (1990). A Vedic Concordance. [S.l.]: Motilal Banarsidass Publ. ISBN 81-208-0654-9 
  2. Wisbey, Roy. «Concordance Making by Electronic Computer: Some Experiences with the Wiener Genesis». Modern Humanities Research Association. The Modern Language Review. 57 (2): 161–172. doi:10.2307/3720960 
  3. «Linguistic Toolbox». Yatsko.zohosites.com. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  4. «Introduction to WordSmith». lexically.net. Consultado em 20 de janeiro de 2021