Concordância de Xabregas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Entrada na Concordância de Xabregas a partir da Linha de Cintura, junto ao Apeadeiro de Chelas.
Concordância de Xabregas
Continuation backward
L.ª NorteS. Apolónia
Unknown route-map component "SKRZ-G2o"
Viaduto de Xabregas × Lg. Mq. Nisa
Continuation backward Unknown route-map component "LKRW+l" Unknown route-map component "KRWgr"
L.ª NorteCampanhã
Station on track Unknown route-map component "LSTR" Large bridge
(Braço de Prata)viaduto
Unknown route-map component "LSTRl"
Unknown route-map component "LSTR+r" + Unknown route-map component "LSTRr"
Enter and exit tunnel
Túnel da Madre de Deus
Unknown route-map component "LSTR" Unknown route-map component "SKRZ-G2o"
× Cç. de Chelas
Unknown route-map component "LSTR" Unknown route-map component "SKRZ-G1o"
× Cç. do Carrascal
Unknown route-map component "LSTR" Unknown route-map component "CSTR-L"
Unknown route-map component "LSTR" Unknown route-map component "SKRZ-GDo"
Unknown route-map component "SHI1l" Unknown route-map component "SHI1r"
L.ª CinturaBraço de Prata
Unknown route-map component "dRP2q"
Unknown route-map component "RP2q" + Unknown route-map component "vBHF-eBHF" + Unknown route-map component "vBUE"
Unknown route-map component "dRP2q"
Chelas× Cç. da Picheleira
Unknown route-map component "CONTgq" Unknown route-map component "SPLer"
L.ª CinturaAlcântara-Terra
A Concordância de Xabregas fecha o triângulo entre a Linha de Cintura e a Linha do Norte, ligando Chelas a Santa Apolónia.

A Concordância de Xabregas é um segmento do sistema ferroviário português, situado em Lisboa. Fecha o triângulo da bifurcação de onde termina a Linha de Cintura (PK 11,5), ao PK 4 da Linha do Norte, ligando o PK 2 desta com o PK 6,7 daquela (junto ao apeadeiro de Chelas) numa extensão de 1,7 km. Totalmente em via única (electrificada), apesar de ligar duas linhas em via quádrupla.

História[editar | editar código-fonte]

A construção da Linha de Cintura estava concedida à Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses desde 1886; um segundo alvará, publicado em 23 de julho do ano seguinte, previa i.a. duas concordâncias para garantir o acesso direto B.Prata-Benfica (vd. Concordância de Sete Rios) e S.Apolónia-Campolide; esta foi a Concordância de Xabregas, inaugurada a 5 de setembro de 1891, mais de três anos após a entrada em funcionamento do segmento adjacente da Linha de Cintura.[1]

Percurso e uso[editar | editar código-fonte]

Inicia-se por bifurcação da Linha de Cintura a oeste do apeadeiro de Chelas e desce pelas Olaias, passando por um túnel sob o Bairro Madre de Deus, até entroncar com a Linha do Norte, dando acesso a Santa Apolónia.

É usada por comboios de mercadorias com destino à Linha da Matinha (Porto de Lisboa) oriundos da vários locais da Linha do Oeste (Martingança, Ramalhal, etc.); e também é usado por um serviço de passageiros que diariamente liga Santa Apolónia a Caldas da Rainha, pela Linha do Oeste. Esta linha não é usada comercialmente pelos comboios suburbanos de Lisboa — nem CP, nem Fertagus.

Referências

  1. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário». Lisboa. Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682): 61, 62 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Concordância de Xabregas
Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.