Condado (Pernambuco)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Condado
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Condado
Bandeira
Hino
Gentílico condadense
Localização
Localização de Condado em Pernambuco
Localização de Condado em Pernambuco
Condado está localizado em: Brasil
Condado
Localização de Condado no Brasil
Mapa de Condado
Coordenadas 7° 35' 09" S 35° 06' 21" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes Norte: Itambé; Sul: Itaquitinga e Tracunhaém; Leste: Goiana; e Oeste: Aliança.
Distância até a capital 58 km
História
Fundação 1962 (60 anos)
Administração
Prefeito(a) Antonio Cassiano da Silva[1] (Republicanos, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 89,643 km²
População total (estatísticas IBGE/2014[3]) 25 632 hab.
Densidade 285,9 hab./km²
Clima Tropical (As')
Altitude 129 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,602 médio
PIB (IBGE/2012[5]) R$ 136 117 mil
PIB per capita (IBGE/2012[5]) R$ 5 520,18
Sítio http://www.condado.pe.gov.br/ (Prefeitura)

Condado é um município brasileiro do estado de Pernambuco. O município é formado apenas pelo distrito sede.

História[editar | editar código-fonte]

O município que hoje é conhecido por Condado era chamado de Goianinha e originou-se da cidade de Goiana, pois era um distrito goianense. Goianinha começou a ser povoada no fim do século XVII.

Surge a história, em 1835, acolhendo os legistas de Goiana, que fora ocupada pelos revolucionários, sob o comando de Antônio Carneiro e coadjuvado pelos seus irmãos, no movimento conhecido por “Guerra dos cabanos”. As forças legistas de Goiana abandonaram a cidade e se acantonaram na povoação de Goianinha.

Foram eleitos em 1856 Juízes da Paz do distrito de Goiana: o Dr. José Inácio da Cunha Rabelo, Cel. Henrique Luiz da Cunha de Melo e o Major Manuel Corrêa de Oliveira Andrade.

São Sebastião se tornou o padroeiro da localidade, pois em 1870 uma epidemia de [[varíola|bexiga}} ia destruindo quase toda população, quando, através de uma promessa fervorosa ao mesmo santo, foi conseguida a extirpação do mal epidêmico.

Em 1896 Condado foi elevado à categoria de vila. Em 1934 foi criada Paróquia de Nossa das Dores do Condado. Só em 1943 Goianinha passou a se chamar Condado por sugestão do geógrafo, historiador e professor Mário Melo, em homenagem a um engenho e riacho local. A lei que emancipa a cidade é de 1958, a Lei 3340. A cidade só veio a ser instalada de fato em 1962, com a eleição do primeiro prefeito: Honorato Cabral de Sousa Campos. A data escolhida para tal foi 11 de Novembro.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O relevo de Condado participa, em sua maior parte, da unidade dos Tabuleiros Costeiros. Nessa unidade geoambiental os solos presentes são Latossolos e Podzólicos nos topos de chapadas e topos residuais; solos Podzólicos com Fregipan, Podzólicos Plínticos e Podzóis nas pequenas depressões nos tabuleiros; pelos Podzólicos Concrecionários em áreas dissecadas e encostas e Gleissolos e Solos Aluviais nas áreas de várzeas. Uma pequena área do município está na unidade das Baixadas Litorâneas do Nordeste, caracterizada por restingas, mangues e dunas.

A vegetação nativa é predominantemente do tipo Floresta Subperenifólia, com partes de Floresta Subcaducifólia e transição cerrado/ floresta.

O município de Condado encontra-se inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Goiana.

Referências

  1. «Eleição para prefeitura de Condado». Cidade Brasil. Consultado em 16 de abril de 2021 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa Populacional 2014». Estimativa Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2014