Condado de Somerset (Pensilvânia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Se procura por outros condados com o mesmo nome, veja Condado de Somerset.
Condado de Somerset
Somerset County
Condados dos Estados Unidos Estados Unidos
Dados gerais
Estado Pensilvânia
Sede Somerset
Data de fundação 17 de abril de 1795 (228 anos)
Maior cidade Somerset
Características geográficas
Área 2 800 km²
- Área água 17 km² (0,6%)
População 80 023 (2000)
Densidade 29 hab/km²
Website: www.co.somerset.pa.us
Portal Portal Estados Unidos

O Condado de Somerset é um dos 67 condados do Estado americano da Pensilvânia. A sede do condado é Somerset, e sua maior cidade é Somerset. O condado possui uma área de 2 800 km²(dos quais 17 km² estão cobertos por água), uma população de 80 023 habitantes, e uma densidade populacional de 29 hab/km² (segundo o censo nacional de 2000). O condado foi fundado em 17 de abril de 1795.

História[editar | editar código-fonte]

11 de setembro de 2001[editar | editar código-fonte]

O Voo United Airlines 93 (ICAO: UAL 93) era um voo doméstico regular de passageiros que foi sequestrado por quatro terroristas da Al-Qaeda a bordo como parte dos ataques de 11 de setembro. O avião acabou caindo no condado de Somerset, na Pensilvânia, após uma tentativa dos passageiros e da tripulação de recuperar o controle do avião dos sequestradores. Todas as 44 pessoas a bordo foram mortas, incluindo os sequestradores. A aeronave, um Boeing 757-222, fazia o voo matinal diário programado da United Airlines do Aeroporto Internacional de Newark, em Nova Jérsia, para o Aeroporto Internacional de São Francisco, na Califórnia.

Os sequestradores invadiram o cockpit da aeronave 46 minutos após a decolagem. O capitão e o primeiro oficial lutaram com os sequestradores, que foi transmitido ao Controle de Tráfego Aéreo. Ziad Jarrah, que havia treinado como piloto, assumiu o controle da aeronave e a desviou de volta para a costa leste, na direção de Washington, D.C., capital dos EUA. Khalid Sheikh Mohammed e Ramzi bin al-Shibh, considerados os principais instigadores dos ataques, alegaram que o alvo pretendido era o Capitólio dos EUA.

A investigação do FBI concluiu que o avião fora sequestrado por quatro terroristas[1], entretanto os passageiros tentaram recuperar o controle do avião e impedir a ação dos terroristas. Com o conflito, os terroristas teriam causado a queda do avião. Entre as evidências, há o registro de briga e gritos na caixa preta, declarações de parentes e amigos que conversaram com os passageiros por telefone e objetos encontrados nos destroços.[2]

Há versões extra-oficiais que afirmam que o avião supostamente foi atingido por um míssil do próprio governo americano, como um meio de proteger a sede do governo.

Porém, não há evidências sólidas para sustentar essa possibilidade, as quais se argumenta que o governo teria escondido.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.