Conde de Tentúgal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coronet of Count - Portugal.svg
Conde de Tentúgal
Criação D. Manuel I
1 de Janeiro de 1504
Ordem Grandeza
Honras Honras de Parente
Tipo juro e herdade
1.º Titular D. Rodrigo de Melo, 1.º Marquês de Ferreira
Linhagem Melo (Olivença)
Casa de Bragança
Actual Titular D. Olímpia Álvares Pereira de Melo Guerrand-Hermés

Conde de Tentúgal de juro e herdade com Honras de Parente da Casa Real é um título nobiliárquico criado pelo Rei D. Manuel I de Portugal, por Carta de 1 de Janeiro de 1504, a favor de D. Rodrigo de Melo (um nobre descendente da Casa de Bragança). O 1º Conde foi posteriormente elevado a Marquês de Ferreira pelo Rei D. João III de Portugal.[1][2]

Tradicionalmente usado pelos herdeiros dos Marqueses de Ferreira e, posteriormente, dos Duques de Cadaval, o título de Conde de Tentúgal foi outorgado com Honras de Parente da Casa Real, com tratamento de sobrinho d´El-Rei, honra raramente concedida. De notar que o Ducado de Cadaval foi igualmente outorgado com Honras de Parente, mas com tratamento de primo d´El-Rei.

À Casa de Tentúgal e Ferreira pertenciam os Senhorios de Alvito, Vidigueira, Vila Nova, Vila Ruiva, Vilalva, Vila de Frades e S. Cocovado, por outorga do Rei D. Fernando I de Portugal. Tiveram ainda os Senhorios de Povos, Castanheira e Quinta de Água de Peixes.[3]

Titulares[editar | editar código-fonte]

  1. D. Rodrigo de Melo (1468–1545), 1.º Marquês de Ferreira
  2. D. Francisco de Melo (1520–1588), 2.º Marquês de Ferreira
  3. D. Nuno Álvares Pereira de Melo (1555–1597)
  4. D. Francisco de Melo (1588–1645), 3.º Marquês de Ferreira, 14.º Condestável de Portugal
  5. D. Nuno Álvares Pereira de Melo (1638–1727), 1.º Duque de Cadaval, 4.º Marquês de Ferreira
  6. D. Jaime Álvares Pereira de Melo (1684–1749), 3.º Duque de Cadaval, 5.º Marquês de Ferreira
  7. D. Nuno Caetano Álvares Pereira de Melo (1741–1771), 4.º Duque de Cadaval, 6.º Marquês de Ferreira
  8. D. Miguel Caetano Álvares Pereira de Melo (1765–1808), 5.º Duque de Cadaval, 7.º Marquês de Ferreira
  9. D. Nuno Caetano Álvares Pereira de Melo (1799-1837), 6.º Duque de Cadaval, 8.º Marquês de Ferreira
  10. D. Maria da Piedade Caetano Álvares Pereira Melo (1827–1898), 7.ª Duquesa de Cadaval, 9.ª Marquesa de Ferreira.
  11. D. Jaime Segismundo Caetano Álvares Pereira de Melo (1844–1913), 8.º Duque de Cadaval, 10.º Marquês de Ferreira.
  12. D. Nuno Maria José Caetano Álvares Pereira de Melo (1888–1935), 9.º Duque de Cadaval, 11.º Marquês de Ferreira.
  13. D. Jaime Caetano Álvares Pereira de Melo (1913–2001), 10.º Duque de Cadaval, 12.º Marquês de Ferreira.
  14. D. Rosalinda Álvares Pereira de Melo (1936), 13.ª Marquesa de Ferreira
  15. D. Olímpia Álvares Pereira de Melo Guerrand-Hermés (1977)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Torre do Tombo (27 de Novembro de 2015). «Casa de Cadaval» 
  2. Resenha das Famílias Titulares e Grandes de Portugal, Vol. 1, pp. 561-562.
  3. Rute Pardal. As elites de Évora ao tempo da dominação Filipina. [S.l.]: Edições Colibri. p. 71.