Conferência intercoreana de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Conferência intercoreana de 2018
Sede Casa da Paz
Cidade(s) Área de Segurança Conjunta, na Zona Desmilitarizada da Coreia
Data 27 de abril de 2018
Participantes Kim Jong-un
Moon Jae-in
Site Página oficial
Cronologia
Conferência intercoreana de 2007

A conferência intercoreana de 2018 (hangul: 2018년 남북정상회담; hanja: 2018年 南北頂上會談) ocorreu em 27 de abril de 2018,[1] no lado sul-coreano da Área de Segurança Conjunta, na Zona Desmilitarizada da Coreia,[2] entre Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, e Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte. Foi a terceira cúpula intercoreana e a primeira em onze anos. Foi também a primeira vez desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953, que um líder norte-coreano entrou no território do sul; o presidente Moon também cruzou brevemente o território do Norte.[3][2] A reunião concentrou-se no programa nuclear norte-coreano e na desnuclearização da Península da Coreia.[4][5]

Agenda[editar | editar código-fonte]

Os altos funcionários dos dois governos da Coreia realizaram uma reunião de trabalho em 4 de abril para discutir detalhes da cúpula na Casa da Paz. A cúpula abordaria principalmente a desnuclearização e a melhoria das relações intercoreanas para seu benefício mútuo.[6][7] Embora mais de 200 ONGs tenham pedido a inclusão, na agenda, de questões de direitos humanos no Norte, elas não foram incluídas.[8]

Encontro[editar | editar código-fonte]

Casa de Paz Intercoreana.
Kim Jong-un e Moon Jae-in na Área de Segurança Conjunta.
Aperto de mão na Área de Segurança Conjunta.
Kim Jong-un e Moon Jae-in apertam as mãos dentro da Casa da Paz.

A Casa da Paz foi aceita pela Coreia do Norte para a localização do encontro, dentre os locais propostos pela Coreia do Sul, localizada ao sul da linha de demarcação militar na Área de Segurança Conjunta de Panmunjeom.[9][10]

A reunião foi a primeira visita de um líder norte-coreano ao território do Sul.[11][4] Este encontro inicial dos dois líderes, que apertaram as mãos sobre a linha de demarcação da Zona Desmilitarizada da Coreia, foi transmitido ao vivo. Moon aceitou um convite de Kim para passar rapidamente para o lado norte da linha, antes de os dois caminharem juntos para a Casa da Paz.[12]

Além das conversas, os dois líderes realizaram uma cerimônia de plantio de árvores usando solo e água das duas nações e participaram de um banquete.[12] Muitos elementos da reunião foram expressamente projetados para serem simbólicos, incluindo uma mesa de reunião oval de 2.018 milímetros para representar o ano em que o encontro ocorreu.[11]

Outros participantes[editar | editar código-fonte]

Os dois líderes foram acompanhados por suas esposas, Kim Jeong-suk e Ri Sol-ju,[11] e várias outras pessoas estavam presentes no encontro:[13]

Coreia do Norte
Coreia do Sul

Conferência de imprensa conjunta e acordo[editar | editar código-fonte]

Em uma coletiva de imprensa conjunta, Kim e Moon fizeram uma série de promessas de cooperação e paz entre suas nações,[12] que incluíam uma promessa de trabalhar pela desnuclearização da península coreana, embora Kim não concordasse explicitamente em abandonar as armas nucleares do Norte. Além disso, os dois líderes concordaram em, no final do ano, converter o Acordo de Armistício Coreano em um tratado de paz completo, encerrando formalmente a Guerra da Coreia depois de 65 anos.[12] Além disso, os líderes se comprometeram a acabar com "atividades hostis" entre suas nações, retomar reuniões de famílias divididas pelo conflito, melhorar as conexões ao longo de suas fronteiras e cessar propaganda através dela.[12][14][15] Este acordo era conhecido como a Declaração Panmunjom e foi assinado por ambos os líderes na aldeia de Panmunjom, na fronteira sul-coreana.[16] A conferência de imprensa foi exibida ao vivo na televisão sul-coreana; no entanto, a cobertura ao vivo não estava disponível na Coreia do Norte[17] devido à política do país de não transmitir eventos ao vivo que envolvem seu líder.[17] Os líderes prometeram uma maior comunicação entre eles e que Moon visitaria Pyongyang neste outono.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Seoul proposes high-level talks about Pyongyang summit» (em inglês). Cheong Wa Dae. 21 de março de 2018. Consultado em 21 de março de 2018. 
  2. a b «Location of planned inter-Korean summit hints at changes in North Korea strategy, say experts» (em inglês). The Straits Times. 8 de março de 2018. Consultado em 24 de março de 2018. 
  3. «Kim offers to visit Seoul 'any time if you invite me': South Korea» (em inglês). Consultado em 27 de abril de 2018. 
  4. a b «Desnuclearização foi tema de reunião entre Kim Jong-un e Moon Jae-in, diz porta-voz sul-coreano». G1. g1.com.br. 27 de Abril de 2018. Consultado em 28 de abril de 2018. 
  5. «Coreia do Norte e do Sul prometem acordo de paz e fim de armas nucleares». Folha de São Paulo. 27 de Abril de 2018. Consultado em 28 de abril de 2018.. (pede registo (ajuda)) 
  6. «North and South Korea set date for historic summit» (em inglês). abc.net.au. 29 de março de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018. 
  7. «President Moon views inter-Korean summit as opportunity to take a firm step toward peace» (em inglês). english.hani.co.kr. 12 de abril de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018. 
  8. «north-korea-human-rights-issues-summit-agenda» (em inglês). aljazeera.com. 29 de março de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018. 
  9. Lee, Taehoon (24 de março de 2018). «South Korea says North Korea agrees to hold high-level talks». CNN (em inglês). CNN.com. Consultado em 24 de março de 2018. 
  10. «North Korean leader to visit South for first time». Korea JoongAng Daily. 8 de março de 2018. Consultado em 24 de março de 2018. 
  11. a b c d Smith, Nicola; Graham, Chris; Davies, Gareth (27 de abril de 2018). «Kim Jong-un and Moon Jae-in commit to Korean 'peace regime' to end nuclear conflict at historic summit». The Telegraph (em inglês). Consultado em 27 de Abril de 2018. 
  12. a b c d e «Koreas make nuclear pledge after summit». BBC News (em inglês). 27 de abril de 2018. Consultado em 27 de abril de 2018. 
  13. «North and South Korea summit: Who's who in each delegation». ABC News (em inglês). ABC News. 26 de abril de 2018. Consultado em 27 de abril de 2018. 
  14. Matthew Weaver; Hannah Ellis-Petersen; Lily Kuo; Matthew Weaver (27 de abril de 2018). «Korea summit: Trump hails 'end of the Korean war' - as it happened» (em inglês). Consultado em 27 de abril de 2018. – via www.theguardian.com 
  15. «Seoul seeks Moon-Kim joint press conference after April 27 summit» (em inglês). 17 de abril de 2018. Consultado em 27 de abril de 2018. 
  16. Taylor, Adam (27 de abril de 2018). «The full text of North and South Korea's agreement, annotated». Consultado em 27 de abril de 2018. – via www.washingtonpost.com 
  17. a b «Kim Jong Un's historic peace talks were broadcast everywhere except North Korea — here's why he keeps his people in the dark». BusinessInsider (em inglês). 27 de abril de 2018. Consultado em 27 de abril de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Conferência intercoreana de 2018