Confessions of a Teenage Drama Queen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Confessions of a Teenage Drama Queen
Confissões de Uma Adolescente em Crise (BRA)
Poster do Filme
 Estados Unidos
2004 •  cor •  89 min 
Direção Sara Sugarman
Produção Robert Shapiro
Matthew Hart
Roteiro Gail Parent
Dyan Sheldon (livro)
Elenco Lindsay Lohan
Alison Pill
Megan Fox
Adam Garcia
Glenne Headly
Eli Marienthal
Carol Kane
Género comédia
Música Mark Mothersbaugh
Cinematografia Stephen H. Burum
Edição Anita Brandt-Burgoyne
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Pictures
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de fevereiro de 2004
Idioma inglês
Orçamento US$ 15 milhões
Receita US$ 33.1 milhões [1]

Confessions of a Teenage Drama Queen é um filme adolescente do gênero comédia de 2004, produzido pelo Walt Disney Pictures. Foi dirigido por Sara Sugarman e estrelado por Lindsay Lohan, Alison Pill, Megan Fox e Adam Garcia.

Foi lançado nos Estados Unidos em 20 de fevereiro de 2004, alcançando o segundo lugar nas bilheterias.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Mary Elizabeth "Lola Stepp" Cep (Lindsay Lohan) é uma menina de 15 anos de idade que cresceu em Nova York e quer desesperadamente ser uma famosa atriz da Broadway. Muito de seus “dramas” começam quando sua família se muda para os subúrbios de Dellwood em New Jersey. Lola é muito confiante e no início do filme, diz ao público: "Uma lenda está prestes a nascer. Essa lenda sou eu." Na nova escola, Lola faz amizade com uma menina impopular Ella Gerard (Alison Pill), que compartilha seu amor pela banda de rock Sidarthur, a qual Lola idolatra o vocalista da banda Stu Wolff (Adam Garcia). Ela também conhece Sam, um menino bonito que simpatiza com ela, e vira inimiga de Carla Santini (Megan Fox), a garota mais popular da escola. Quando Lola faz audições para a peça da escola que se trata de uma versão musical modernizada de “Pigmalião” que é chamada de "A Eliza é 10 (Eliza Rocks)" e é escolhida em detrimento de Carla para atuar no papel principal como Eliza, Carla sente inveja, prometendo tornar a vida de Lola miserável. Lola também vence Carla em um jogo de dança em um arcade onde Carla revela que ela tem bilhetes para o concerto de despedida de Sidarthur, que recentemente decidiu encerrar as atividades. Lola por se sentir derrotada afirma falsamente para Carla que Ella e ela tem bilhetes também. Ela perde sua chance de comprar bilhetes e roupas novas quando sua mãe tira sua mesada, e a venda de bilhetes para o concerto esgota no tempo que ela convence Ella a pagar por eles. Lola explica que elas podem comprar bilhetes a partir de um cambista e faz Sam "roubar" o vestido da Eliza para usar no concerto.

Na noite do concerto, Lola e Ella pegam um trem para Nova York, mas Lola perde o dinheiro para os bilhetes e seu plano para infiltrar-se no concerto não funciona. Lola e Ella finalmente caminham pela cidade a fim de encontrar a festa pós-show de Stu e, quando chegam lá, Stu tropeça bêbado para fora do prédio e vai para um beco. As duas meninas o levam para um jantar para fazer ele ficar sóbrio, mas ele se altera e eles acabam em uma delegacia onde Lola dá endereço de Nova York de seu pai. Neste ponto a desonestidade de Lola se torna um problema, já que quando conheceu Ella, Lola tentou impressioná-la dizendo-lhe uma história dramática sobre seu pai ter morrido anos atrás. Ella valoriza a honestidade, o que faz ela se enfurecer quando descobre que a história de Lola era uma mentira. Após o pai de Lola chegar e elas explicarem o que aconteceu, Stu por gratidão leva-os todos de volta para a festa onde Ella perdoa Lola por mentir e as duas meninas veem Carla, que também as vê e parece chateada. Lola tenta falar com Stu sobre o seu trabalho, mas fica desapontada ao descobrir que ele é um bêbado. De volta à escola, Carla humilha Lola negando que viu ela ou a amiga Ella na festa e chama Lola de mentirosa. Nenhum dos outros alunos acreditam na história de Lola sobre ser presa com Stu e ter deixado seu colar na casa dele.

Depois Lola vai para casa deprimida e recusa-se a atuar na peça, mas é estimulada por Ella e chega aos bastidores a tempo para impedir Carla de assumir o seu papel. Quando está prestes a entrar no palco sua mãe lhe deseja boa sorte e finalmente a chama pelo seu apelido, "Lola" e a interpretação modernista de “Pigmalião” acontece. Depois de um grande desempenho que traz uma ovação de pé, o elenco vai para um festa na casa de Carla onde Stu chega para ver Lola. Carla tenta salvar-se da humilhação dizendo que ele está lá para vê-la, mas é desmentida quando Stu da á Lola seu colar na frente de todos. As mentiras de Carla se tornam aparentes e ela se afasta da multidão a beira de lágrimas e cai em uma fonte, recebendo risos de todos e em um gesto conciliador, Lola a ajuda e Carla aceita a derrota. Depois de dançar com Stu, Lola dança com Sam e eles finalmente se beijam.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Lindsay Lohan deu vida a protagonista Lola
Megan Fox deu vida a vilã Carla Santini


Ator/Atriz Personagem
Lindsay Lohan Lola / Mary Elizabeth Cep
Megan Fox Carla Santini
Alison Pill Ella Gerard
Glenne Headly Karen
Eli Marienthal Sam Durlenys
Carol Kane Sra. Bagolli
Adam Garcia Stu Wolf
Sheila McCarthy Sra. Gerard
Ashley Leggat Marcia Lorer
Tom McCamus Calum
Richard Fitzpatrick Sr. Gerard
Sheila Sealy-Smith Rose Baker
Maggie Oskam Paige Codmerty
Rachel Oskam Paulina Foster
Adam MacDonald Steve Jensen


Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu, em sua maioria, críticas negativas. O site especializado Rotten Tomatoes deu ao filme 13% de aprovação, baseado em 91 comentários.[2]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme arrecadou modestos 9,3 milhões de dólares em seu fim de semana de estréia (de 20 a 22 de fevereiro de 2004), ficando em segundo lugar nas bilheterias, atrás da comédia romântica Como se Fosse a Primeira Vez. Teve um bom desempenho nas bilheterias mundiais, arrecadando em seu total mais de 33 milhões de dólares.[3]

Informações[editar | editar código-fonte]

  • O filme é é baseado no romance homônimo de Dyan Sheldon, lançado em 1999.
  • As filmagens ocorreram principalmente em Compton, California.
  • A personagem de Lohan, foi inicialmente oferecida a atriz Hilary Duff, que recusou o papel por conta de outras projetos.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora original do filme foi lançada em 17 de Fevereiro de 2004 pela gravadora Hollywood Records.

Referências

  1. http://www.boxofficemojo.com/movies/?id=confessionsofateenagedramaqueen.htm
  2. «Confessions of a Teenage Drama Queen» (em inglês). www.rottentomatoes.com. Consultado em 24 de julho de 2016 
  3. «Confessions of a Teenage Drama Queen (2004) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com (em inglês). Consultado em 10 de outubro de 2018