Conflito fronteiriço sino-indiano em 1967

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Conflito fronteiriço sino-indiano em 1967
India Sikkim locator map.svg
O conflito de 1967 ocorreu entre os dois gigantes asiáticos, China e Índia.
Data 11–14 de setembro de 1967 (Nathu La)
1 de outubro de 1967 (Cho La)
Local Nathu La e Cho La, na fronteira entre a China e o Reino de Sikkim
Desfecho Vitória indiana
  • Cessar-fogo arranjado para acabar com os confrontos de Nathu La
  • Forças chinesas se retiram de Cho La[1][2][3]
Beligerantes
Flag of India.svg Índia Flag of the People's Republic of China.svg China
Comandantes
Flag of India.svg Zakir Hussain
Flag of India.svg K.B. Joshi
Flag of the People's Republic of China.svg Mao Zedong
Baixas
88 mortos, 163 feridos[4][5] 400 mortos, 450 feridos[6][7]

As escaramuças sino-indiana de 1967, também conhecidas como confrontos em Nathu La e Cho La, foram uma série de confrontos militares entre a Índia e a China, ao longo da fronteira entre o Reino de Sikkim, então protetorado indiano.

Os confrontos em Nathu La começaram em 11 de setembro de 1967, quando o Exército de Libertação Popular lançou um ataque aos postos indianos em Nathu La, e durou até 15 de setembro de 1967. Em outubro de 1967, outro confronto militar aconteceu em Cho La, quando os chineses se infiltraram na região, e terminou em o mesmo dia.[8]

O conflito ocorreu em Sikkim, que mais tarde tornou-se um estado da Índia em 1975. A Índia era responsável pela defesa de Sikkim, que era um protetorado na época. A região está em altitudes elevadas e, assim, manobras de montanha foram cruciais na batalha.

Segundo fontes independentes, as forças indianas conseguiram "vantagem tática decisiva" e derrotaram as forças chinesas nesses confrontos.[2][1][3] Muitas fortificações do Exército de Libertação Popular em Nathu La seriam destruídas,[9] onde as tropas indianas expulsaram as forças chinesas que atacavam.[1]

Durante o conflito todas as perdas indianas foram 88 mortos e 163 feridos, enquanto as baixas chinesas foram 300 mortos e 450 feridos em Nathu La, e 40 em Chola.[4] O término da batalha viu o Exército de Libertação Popular retirar-se de Sikkim.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Brahma Chellaney (2006). Asian Juggernaut: The Rise of China, India, and Japan (em inglês). [S.l.]: HarperCollins. 195 páginas. ISBN 9788172236502. Indeed, Beijing's acknowledgement of Indian control over Sikkim seems limited to the purpose of facilitating trade through the vertiginous Nathu-la Pass, the scene of bloody artillery duels in September 1967 when Indian troops beat back attacking Chinese forces. 
  2. a b Van Praagh, David (2003). Greater Game: India's Race with Destiny and China (em inglês). [S.l.]: McGill-Queen's Press - MQUP. 301 páginas. ISBN 9780773525887. (Indian) jawans trained and equipped for high-altitude combat used US provided artillery, deployed on higher ground than that of their adversaries, to decisive tactical advantage at Nathu La and Cho La near the Sikkim-Tibet border. 
  3. a b Hoontrakul, Pongsak (2014). The Global Rise of Asian Transformation: Trends and Developments in Economic Growth Dynamics illustrated ed. [S.l.]: Palgrave Macmillan. p. 37. ISBN 9781137412355. Cho La incident (1967) - Victorious: India / Defeated : China 
  4. a b "Rapprochement Across the Himalayas: Emerging India-China Relations Post Cold", p. 40
  5. "India-China relations", by Bidanda M. Chengappa, p. 63
  6. Jain, J.P. (1974). Nuclear India. [S.l.: s.n.] p. Volume 2, 339-40 
  7. China Daily, n. 24 October 1983.
  8. «Face-offs post 1962». The New Indian Express 
  9. Fravel, M. Taylor (2008). Strong Borders, Secure Nation: Cooperation and Conflict in China's Territorial Disputes (em inglês). [S.l.]: Princeton University Press. pp. 197–199. ISBN 1400828872 
Ícone de esboço Este artigo sobre um conflito armado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.