Confrontos entre Atlético Mineiro e Fluminense no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Atlético Mineiro versus Fluminense
Torcidas de Atlético e Fluminense.
Atlético Mineiro 40 vitória(s), 153 gol(s)
Fluminense 30 vitória(s), 138 gol(s)
Empates 29
Total de jogos 99
Total de gols 291
editar
Arena Independência recebendo o clássico em 2012 e Estádio do Maracanã, palco carioca.

Atlético Mineiro e Fluminense são dois clubes que disputam um dos maiores clássicos interestaduais (Minas Gerais versus Rio de Janeiro) do futebol brasileiro.[1][2][3][4][5][6][7]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Exceto os quatro grandes clubes paulistas, o clássico entre Atlético Mineiro e Fluminense é o confronto interestadual do Fluminense pelo qual foram realizados mais partidas,[carece de fontes?] já tendo definido o título nacional em 1970, quando mais de 132 000 torcedores[8] (112 403 pagantes) compareceram ao Estádio do Maracanã.

Já para o Atlético o Fluminense é o sexto adversário de outro estado contra o qual mais jogou, havendo outros dois clubes cariocas e três paulistas entre os primeiros dessa lista.[9]

Em Minas Gerais, onde ocorreram a maioria dos confrontos, 102 531 torcedores pagaram por ingressos no empate por 0–0 no Mineirão, em 21 de novembro de 1976,[10] com os jogos acontecendo desde 1930, ainda na Era Amadora.

História[editar | editar código-fonte]

O empate por 1–1 em Belo Horizonte no dia 16 de agosto de 1930, logo na primeira partida, foi a primeira com iluminação noturna a que o então presidente da FIFA, Jules Rimet, assistiu.[11]

A segunda partida entre Fluminense e Galo foi realizada em 27 de julho de 1933, a primeira pelo regime profissional, terminando em 3–3 e tendo sido disputada no Estádio de Laranjeiras, igualmente em horário noturno.[12]

Na disputa da Copa dos Campeões de 1937 (FBF), o Fluminense derrotou o Galo por 6–0 em Laranjeiras e veio a ser derrotado por 4–1 no Estádio de Lourdes, tendo o Galo sagrado-se campeão ao final, com o Flu tendo terminado esta competição como vice-campeão. Na partida disputada em Minas teve origem a passagem do hino do Galo que afirma: — Nós somos Campeões dos Campeões.[5]

O Fluminense conquistou o Torneio José de Paula Júnior em 1952, torneio quadrangular que teve, além do Galo, a participação de América Mineiro e Cruzeiro.

Na primeira partida válida por uma competição nacional organizada pela CBD, vitória atleticana por 2–0 no Maracanã em 5 de abril de 1967, tendo sido também esta a primeira partida do clássico realizada neste estádio.

O confronto entre Fluminense e Atlético Mineiro definiu o título nacional em 1970, quando mais de 132 000 torcedores[8] (112 403 pagantes) compareceram ao Maracanã, no empate por 1–1. Com as duas vitórias nas partidas anteriores, bastava o empate para dar o título ao Tricolor, enquanto o Palmeiras tinha que vencer o Cruzeiro, que como o Galo, já estava eliminado, e torcer pela derrota do Flu.

Em 1971, o campeonato nacional passaria a ser identificado com o nome de Campeonato Brasileiro, com o Galo sendo campeão com apenas 5 derrotas em 27 jogos, uma delas para o Flu, por 2–0, em partida disputada no Maracanã.[13]

Em Minas Gerais, 102 531 torcedores pagaram ingressos no empate por 0–0 em 21 de novembro de 1976, em partida válida pelo Grupo R da Terceira Fase, que classificou os dois clubes para as semifinais, com o Flu em primeiro e o Galo em segundo, em grupo que contava com outros sete times. Ao final do Campeonato Brasileiro de 1976, o Galo terminaria em terceiro e o Fluminense em quarto.

Já no Campeonato Brasileiro de 1991, Galo e Flu parariam novamente nas semifinais, mas agora com o Galo terminando em terceiro e o Fluminense em quarto, tendo havido empate no Mineirão por 1–1.

Na Copa do Brasil de 2000, o Atlético eliminou o Fluminense nas quartas de finais, com dois empates (3–3 e 2–2), com o Galo se classificando para as semifinais pelo critério de maior número de gols marcados fora de casa.

Partida emocionante na vitória por 3–2 do Fluminense pela Primeira Fase do Campeonato Brasileiro de 2001, perante 50 097 torcedores no Maracanã, com o gol da vitória sendo marcado aos 45' do segundo tempo, através do zagueiro Régis, com o Flu terminando esta fase em terceiro e o Galo em quarto, classificação que se manteria até o final.

No ano seguinte, empate por 2–2 em Minas pela Primeira Fase, em que o Galo terminaria em sexto e o Flu em sétimo, ambos com 40 pontos. Ao final do Campeonato Brasileiro de 2002, o Flu terminaria em quarto e o Atlético em oitavo.[14]

No Campeonato Brasileiro de 2012 os dois times travaram uma disputa acirrada durante a maior parte do campeonato, tendo como resultado final o Fluminense campeão e o Galo, vice.[15]

Não tendo disputado o título, Flu e Atlético fizeram boas campanhas no Campeonato Brasileiro de 2014, com o Galo terminando em quinto e o Fluminense em sexto, e o confronto direto definindo a classificação final dos dois, pois o Atlético venceu no Mineirão e empatou no Maracanã, terminando com 1 ponto a mais do que o Flu.[16]

Os juniores de Fluminense e Atlético fizeram a final da Spax Cup Sub-19 em 25 de maio de 2015, disputada na cidade de Ennepetal (Alemanha), com vitória tricolor na final por 2–1, e que teve também a participação dos alemães Borussia Dortmund, Hamburgo, Hannover 96 e TuS Ennepetal (anfitrião), do holandês Feyenoord e do inglês Southampton.[17][18][19]

Em 2016 o Atlético foi campeão da Flórida Cup, competição da qual participou o Fluminense, assim como o Fluminense foi campeão da Primeira Liga nesse mesmo ano, da qual o Galo também participou.

No empate por 1–1 em partida disputada no dia 23 de agosto de 2021 em São Januário, Fred se tornou o segundo maior artilheiro da História do Campeonato Brasileiro ao marcar o gol tricolor, alcançando então 154 tentos nessa competição.[20] Três dias depois, na vitória atleticana por 2–1 válida pela Copa do Brasil, Fred tornou-se o maior artilheiro dessa competição igualando Romário, com 36 gols, assim como o maior artilheiro desse confronto até essa data, com 6 gols.[21]

Um pênalti polêmico a favor do Galo tumultuou o jogo no qual venceu o Fluminense por 2–1 e com esse resultado o Atlético ficou perto de levantar a taça de campeão brasileiro de 2021, com 99,83% de probabilidade disso vir a acontecer a partir de então, o que ocorreria na rodada seguinte.[22][23]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Brant
Carlos Brant, 110 jogos e quatro títulos de campeão mineiro pelo Galo (1927, 28, 31 e 32), 248 jogos e sete títulos de campeão pelo Fluminense, sendo cinco deles do Campeonato Carioca (1936, 37, 38, 40 e 41), além dos títulos do Torneio Aberto de 1935 e do Torneio Municipal de 1938, fizeram dele provavelmente o jogador que mais títulos ganhou tendo jogado por Atlético e Fluminense, tendo sido também um exemplo de raça e dedicação nos dois clubes. Ao abandonar os gramados, ele se tornou um dedicado funcionário da tesouraria do Fluminense.[24][25]
Telê
Telê Santana, quinto maior artilheiro e terceiro jogador que mais vestiu a camisa tricolor, iniciou a sua carreira como técnico dos juvenis do Flu, em seguida assumindo o time principal e conquistando o Campeonato Carioca de 1969, a Taça Guanabara de 1969, então campeonato independente, e criando a base do time campeão nacional em 1970.[26] Transferindo-se para o Atlético, conquistou o Campeonato Mineiro de 1970 e o Campeonato Brasileiro de 1971, logo em sua primeira passagem, igualmente conquistando idolatria, ele que seria campeão mineiro pelo Galo também em 1988.[27]

Jogos decisivos[editar | editar código-fonte]

Jogo importante
Em 1970, o Fluminense empatou com o Atlético no quadrangular final e conquistou o Torneio Roberto Gomes Pedrosa.
Em 2021, o Atlético venceu o Fluminense por 2 a 1 e ficou muito perto de conquistar o Campeonato Brasileiro.
Mata-matas em competições da CBF
Em 2000, o Atlético eliminou o Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil.
Em 2021, o Atlético eliminou o Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil.
Competições da Conmebol
Em 1992, o Atlético eliminou o Fluminense nas oitavas de final da Copa Conmebol.
Em 1993, o Atlético eliminou o Fluminense nas oitavas de final da Copa Conmebol.
Em 2003, o Fluminense eliminou o Atlético da Copa Sul-Americana, em grupo que também contava com o Corinthians.

Outras estatísticas[editar | editar código-fonte]

Cidades e estados
Das 99 partidas realizadas, 58 foram disputadas em Minas Gerais e 40 no Rio de Janeiro, em sete cidades diferentes, três de cada estado. Uma das partidas disputadas em Minas Gerais foi em Juiz de Fora, cidade com maioria de torcedores dos clubes cariocas, pela proximidade com o Rio de Janeiro, com o mando de campo do Fluminense.[28] A sétima cidade foi Brasília, no Distrito Federal, com o mando do Atlético, para cumprir punição imposta pela CBF, por problemas de comportamento da torcida do Galo em jogo do ano anterior.[29]
Principais estádios
31 partidas foram disputadas no Mineirão e 21 no Maracanã, estádios que mais abrigaram os clássicos entre Flu e Galo. No Mineirão foram 16 vitórias do Galo, 5 do Flu e 10 empates, 52 gols para o Galo e 28 para o Flu, enquanto no Maracanã foram 7 vitórias do Fluminense, 6 do Atlético e 8 empates, com 31 gols pró Flu e 29 pró Galo. Já em Laranjeiras o Flu está invicto, com 7 vitórias e 2 empates, 24 gols a favor e apenas 7 contra, enquanto em Lourdes foram 11 jogos, com 5 vitórias do Atlético, 3 do Fluminense e 3 empates, 22 gols para o Galo e 16 para o Flu, e no Independência 12 jogos, com 6 vitórias do Galo, 2 do Flu e 4 empates, 24 gols para o Galo e 15 para o Flu.[30]
Campeonato Brasileiro
Pelo Campeonato Brasileiro Unificado foram 64 jogos, com 27 vitórias do Atlético, 16 do Fluminense e 21 empates, 95 gols a favor do Atlético e 76 a favor do Fluminense.[31]
Nas conquistas de seus quatro títulos brasileiros, o Tricolor só não jogou contra o Atlético na de 1984, por conta do Galo ter começado esta competição em grupo diferente e não ter chegado aos cruzamentos previstos pela fórmula de disputa, com o Atlético tendo jogado contra o Fluminense nas conquistas de seus dois títulos brasileiros.[32]
Conmebol
Foram disputadas 5 partidas em competições oficiais da Conmebol: 4 pela antiga Copa Conmebol e 1 pela Copa Sul-Americana, com 3 vitórias do Fluminense e 2 do Atlético. Nas edições de 1992, na qual o Galo acabaria campeão, e 1993, o Atlético eliminou o Fluminense na Copa Conmebol, assim como em 2003 o Flu eliminou o Galo na Copa Sul-Americana.[33]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Os maiores artilheiros desse confronto são os tricolores Fred, com seis gols, Russo, Vicentino, Magno Alves, com cinco gols cada um,[34] enquanto os maiores goleadores atleticanos são Diego Tardelli e Gérson, com quatro gols cada.[35]

Goleadas[editar | editar código-fonte]

Maiores vitórias do Fluminense
27 de maio de 1936 Rio de Janeiro Fluminense 6–1 Atlético Mineiro Minas Gerais Laranjeiras
20h30
Sobral Gol marcado aos 5 minutos de jogo 5'
Romeu Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30'
Floriano Gol contra marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Russo Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Lara Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Hércules Gol marcado aos 85 minutos de jogo 85'
Sandro Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Público: 3 875 pagantes
Renda: 16:051$200
Árbitro: Minas GeraisMG Antônio da Silva Pinto
13 de janeiro de 1937 Rio de Janeiro Fluminense 6–0 Atlético Mineiro Minas Gerais Campos Sales
21h30
Hércules Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' (pen.)
Russo Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49', Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53'
Romeu Gol marcado aos 60 minutos de jogo 60'
Público: Não disponível
Renda: Não disponível
Árbitro: Rio de JaneiroRJ Carlos de Oliveira Monteiro – "Tijolo"
Maiores vitórias do Atlético
19 de novembro de 1939 Minas Gerais Atlético Mineiro 5–1 Fluminense Rio de Janeiro Lourdes
16h00
Sellado Gol marcado aos 16 minutos de jogo 16', Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31'
Penedo Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48'
Paulista Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65'
Resende Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Russo Gol marcado aos 81 minutos de jogo 81' (pen.) Público: Não disponível
Renda: Cr$ 21.000,00
Árbitro: Minas GeraisMG Ari Martini
12 de agosto de 1992 Minas Gerais Atlético Mineiro 5–1 Fluminense Rio de Janeiro Mineirão
21h00
Moacir Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7', Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82'
Aílton Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55', Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Vônei Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Bobô Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19' Público: 6 081 pagantes
Renda: Cr$ 52.600,00
Árbitro: São PauloSP Ulisses Tavares da Silva Filho

Partidas com mais gols[editar | editar código-fonte]

Em três ocasiões ocorreram 7 gols em partidas envolvendo Fluminense e Atlético Mineiro: em 27 de maio de 1936 (Flu 6–1), em 30 de agosto de 1975 (Flu 5–2), e em 10 de junho de 2018 (Galo 5–2).[33]

Séries[editar | editar código-fonte]

A primeira grande série invicta desse confronto deu-se a partir do primeiro jogo da história entre as duas equipes. Com dois empates nos dois primeiros jogos contra o Galo, e com uma sequência de mais cinco vitórias, o Tricolor encadeou sete jogos de invencibilidade no confronto, marcando 25 gols e sofrendo apenas 7 nesse período.[33]
O Atlético, por sua vez, tem duas séries de invencibilidade diante do Fluminense, uma de sete jogos sem derrotas, a outra de onze. A primeira deu-se entre os anos de 1995 e 2000, com duas vitórias e cinco empates, com o Galo tendo marcado 12 gols e o Fluminense 10.[36] A segunda série atleticana durou desde o primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2011 até a vitória tricolor por 4–2 em 12 de setembro de 2016, partida válida pelo segundo turno Campeonato Brasileiro de 2016. Nessa série o Atlético venceu seis partidas e empatou outras cinco, tendo marcado 19 gols, contra 10 tentos do Flu.
A vitória atleticana por 2–1 em 30 de agosto de 2015 representou o fim de um jejum que vinha desde 14 de maio de 1980, 35 anos ou nove jogos sem vencer o Fluminense no Estádio do Maracanã.[37]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Aonde não consta informação sobre público pagante e presente, a referência é aos pagantes, acima de 30.000.[38]
  1. Fluminense 1–1 Atlético, 132 000, 20 de dezembro de 1970, Maracanã (112 403 pagantes).[nota 1]
  2. Atlético 0–0 Fluminense, 102 531, 21 de novembro de 1976, Mineirão.
  3. Atlético 2–0 Fluminense, 71 728, 13 de março de 1966, Mineirão.
  4. Atlético 2–1 Fluminense, 59 896, 28 de novembro de 2021, Mineirão (50 335 pagantes).[39]
  5. Atlético 3–1 Fluminense, 58 059, 29 de novembro de 1970, Mineirão.
  6. Atlético 2–1 Fluminense, 56 473, 23 de julho de 2009, Mineirão (55 769 pagantes).
  7. Fluminense 3–2 Atlético, 50 097, 11 de outubro de 2001, Maracanã (24 875 pagantes).[40][nota 2]
  8. Fluminense 2–2 Atlético, 44 694, 30 de novembro de 2013, Maracanã (38 779 pagantes).[41]
  9. Fluminense 0–2 Atlético, 39 700, 14 de maio de 1980, Maracanã.
  10. Atlético 3–1 Fluminense, 38 241, 27 de abril de 1977, Mineirão.
  11. Fluminense 2–3 Atlético, 34 958, 24 de fevereiro de 1980, Maracanã.
  12. Fluminense 2–3 Atlético, 33 243, 13 de dezembro de 1972, Maracanã.
  13. Atlético 3–1 Fluminense, 30 199, 18 de outubro de 1987, Mineirão.
Por décadas
1961/1970: 3.
1971/1980: 5.
1981/1990: 1.
2001/2010: 2.
2011/2020: 1.
2021/2030: 1.
No Estádio do Engenhão
Fluminense 0–2 Atlético, 24 143, 22 de outubro de 2011 (19 525 pagantes).
No Estádio Independência
Atlético 3–2 Fluminense, 20 096, 21 de outubro de 2012.
No Estádio Ipatingão
Atlético 1–0 Fluminense, 16 100, 27 de julho de 2001.
No Estádio da Alameda
Atlético 1–2 Fluminense, 12 599, 17 de novembro de 1954.[42]
No Estádio de Lourdes
Atlético 1–2 Fluminense, 12 179, 14 de outubro de 1947.[43]
No Estádio Giulite Coutinho
Fluminense 4–2 Atlético, 9 004, 12 de setembro de 2016 (7.874 pagantes).[44]

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Legenda:[33]
     Jogos não contabilizados nas estatísticas desse artigo.
StarIconGold.png Campeão em jogo válido por final de campeonato ou em rodada que decidiu o título.
StarIconSilver.png Vice-campeão em jogo válido por final de campeonato ou em rodada que decidiu o título.
Lista de jogos
Data Mandante Placar Visitante Competição Estádio Local V.CAM E V.Flu
1 16 de agosto de 1930 Atlético-MG 1–1 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 1
2 27 de julho de 1933 Fluminense 3–3 Atlético-MG Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro 2
3 14 de janeiro de 1934 Atlético-MG 1–3 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 1
4 20 de janeiro de 1934 Atlético-MG 0–2 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 2
5 27 de maio de 1936 Fluminense 6–1 Atlético-MG Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro 3
6 12 de julho de 1936 Fluminense 4–1 Atlético-MG Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro 4
7 13 de janeiro de 1937 Fluminense 6–0 Atlético-MG Copa dos Campeões de 1937 (FBF) Campos Sales Rio de Janeiro 5
8 31 de janeiro de 1937 Atlético-MG 4–1 Fluminense Copa dos Campeões de 1937 (FBF) Lourdes Belo Horizonte 1
9 20 de junho de 1937 Atlético-MG 1–1 Fluminense Taça Otacílio Negrão de Lima[nota 3] Lourdes Belo Horizonte 3
10 19 de novembro de 1939 Atlético-MG 5–1 Fluminense Taça Alaor Prata[nota 4] Lourdes Belo Horizonte 2
11 20 de outubro de 1942 Atlético-MG 3–1 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 3
12 11 de dezembro de 1945 Atlético-MG 3–2 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 4
13 24 de junho de 1947 Fluminense 2–0 Atlético-MG Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro 6
14 14 de outubro de 1947 Atlético-MG 1–2 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 7
15 5 de agosto de 1950 Atlético-MG 2–2 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 4
16 20 de junho de 1951 Atlético-MG 1–0 Fluminense Partida amistosa Lourdes Belo Horizonte 5
17 27 de junho de 1951 Fluminense 2–0 Atlético-MG Partida amistosa Laranjeiras Rio de Janeiro 8
18 29 de junho de 1952 Atlético-MG 2–1 Fluminense Torneio José de Paula Júnior [nota 5] Independência Belo Horizonte 6
19 17 de novembro de 1954 Atlético-MG 1–2 Fluminense Partida amistosa Alameda Belo Horizonte 9
20 6 de janeiro de 1957 Atlético-MG 1–1 Fluminense Partida amistosa Independência Belo Horizonte 5
8 de janeiro de 1957 Combinado América-MG/Atlético-MG 1–3 Fluminense Partida amistosa Independência Belo Horizonte
21 20 de maio de 1962 Atlético-MG 1–2 Fluminense Partida amistosa Independência Belo Horizonte 10
22 13 de março de 1966 Atlético-MG 2–0 Fluminense Partida amistosa Mineirão Belo Horizonte 7
23 5 de abril de 1967 Fluminense 0–2 Atlético-MG Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 8
24 3 de março de 1968 Atlético-MG 0–1 Fluminense Partida amistosa Mineirão Belo Horizonte 11
25 29 de setembro de 1968 Atlético-MG 0–0 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão Belo Horizonte 6
26 16 de novembro de 1969 Atlético-MG 2–0 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão Belo Horizonte 9
27 29 de novembro de 1970 Atlético-MG 3–1 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão Belo Horizonte 10
28 20 de dezembro de 1970 FluminenseStarIconGold.png 1–1 Atlético-MG Torneio Roberto Gomes Pedrosa Maracanã Rio de Janeiro 7
29 16 de outubro de 1971 Fluminense 2–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 12
30 15 de outubro de 1972 Atlético-MG 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 11
31 13 de dezembro de 1972 Fluminense 2–3 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 12
32 13 de dezembro de 1973 Fluminense 0–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 13
33 30 de agosto de 1975 Fluminense 5–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 13
34 21 de novembro de 1976 Atlético-MG 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 8
35 27 de abril de 1977 Atlético-MG 3–1 Fluminense Partida amistosa Mineirão Belo Horizonte 14
36 27 de agosto de 1978 Atlético-MG 1–1 Fluminense Partida amistosa Mineirão Belo Horizonte 9
37 24 de fevereiro de 1980 Fluminense 2–3 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 15
38 14 de maio de 1980 Fluminense 0–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 16
39 1 de fevereiro de 1981 Fluminense 2–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 14
40 18 de outubro de 1987 Atlético-MG 3–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 17
41 20 de novembro de 1988 Atlético-MG (pen.) 2 (6)(5) 2 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 10
42 5 de novembro de 1989 Atlético-MG 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 18
43 29 de agosto de 1990 Atlético-MG 4–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 19
44 13 de abril de 1991 Atlético-MG 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 11
45 22 de março de 1992 Fluminense 1–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro 15
46 9 de agosto de 1992 Fluminense 2–1 Atlético-MG Copa Conmebol Municipal Juiz de Fora 16
47 12 de agosto de 1992 Atlético-MG 5–1 Fluminense Copa Conmebol Mineirão Belo Horizonte 20
48 12 de agosto de 1993 Atlético-MG 2–0 Fluminense Copa Conmebol Mineirão Belo Horizonte 21
49 19 de agosto de 1993 Fluminense 2 (2)(4) 0 Atlético-MG (pen.) Copa Conmebol Laranjeiras Rio de Janeiro 17
50 22 de setembro de 1993 Fluminense 2–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro 18
51 23 de outubro de 1993 Atlético-MG 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 19
52 5 de agosto de 1995 Atlético-MG 2–1 Fluminense Partida amistosa Independência Belo Horizonte 22
53 8 de outubro de 1995 Atlético-MG 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 12
54 6 de outubro de 1996 Fluminense 2–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro 13
55 18 de setembro de 1997 Atlético-MG 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 23
56 15 de junho de 2000 Fluminense 3–3 Atlético-MG Copa do Brasil Maracanã Rio de Janeiro 14
57 21 de junho de 2000 Atlético-MG 2–2 Fluminense Copa do Brasil Mineirão Belo Horizonte 15
58 16 de setembro de 2000 Atlético-MG 2–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 16
59 11 de outubro de 2001 Fluminense 3–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 20
60 21 de agosto de 2002 Atlético-MG 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 17
61 24 de maio de 2003 Atlético-MG 3–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 24
62 3 de setembro de 2003 Atlético-MG 0–2 Fluminense Copa Sul-Americana Mineirão Belo Horizonte 21
63 28 de setembro de 2003 Fluminense 0–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Giulite Coutinho Mesquita 25
64 20 de junho de 2004 Atlético-MG 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 26
65 28 de setembro de 2004 Fluminense 1–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 18
66 7 de agosto de 2005 Atlético-MG 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 22
67 17 de novembro de 2005 Fluminense 0–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Raulino de Oliveira Volta Redonda 27
68 26 de julho de 2007 Atlético-MG 3–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 28
69 27 de outubro de 2007 Fluminense 1–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 19
70 11 de maio de 2008 Atlético-MG 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 20
71 17 de agosto de 2008 Fluminense 1–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 23
72 23 de julho de 2009 Atlético-MG 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 29
73 29 de outubro de 2009 Fluminense 2–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 24
74 30 de maio de 2010 Atlético-MG 1–3 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 25
23 de setembro de 2010 Fluminense 0–2 Atlético-MG Partida amistosa Sub-23 Raulino de Oliveira Volta Redonda
75 23 de setembro de 2010 Fluminense 5–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 26
76 27 de julho de 2011 Atlético-MG 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Ipatingão Ipatinga 30
77 22 de outubro de 2011 Fluminense 0–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 31
78 29 de julho de 2012 Fluminense 0–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 21
79 21 de outubro de 2012 Atlético-MG 3–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 32
80 4 de setembro de 2013 Atlético-MG 2–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 22
81 30 de novembro de 2013 Fluminense 2–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 23
82 29 de maio de 2014 Atlético-MG 2–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Ipatingão Ipatinga 33
83 9 de outubro de 2014 Fluminense 0–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 24
84 17 de maio de 2015 Atlético-MG 4–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Estádio Nacional Brasília 34
25 de maio de 2015 Fluminense 2–1 Atlético-MG Spax Cup Sub-19 Bremenstadion Ennepetal (ALE)
85 30 de agosto de 2015 Fluminense 1–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 35
86 1 de junho de 2016 Atlético-MG 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 25
87 12 de setembro de 2016 Fluminense 4–2 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Giulite Coutinho Mesquitav 27
88 21 de maio de 2017 Atlético-MG 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 28
89 21 de agosto de 2017 Fluminense 2–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 29
90 10 de junho de 2018 Atlético-MG 5–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 36
91 21 de outubro de 2018 Fluminense 1–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro 30
92 10 de agosto de 2019 Atlético-MG 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Independência Belo Horizonte 37
93 16 de novembro de 2019 Fluminense 1–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 26
94 14 de outubro de 2020 Atlético-MG 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 27
95 10 de fevereiro de 2021 Fluminense 0–0 Atlético-MG Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro 28
96 23 de agosto de 2021 Fluminense 1–1 Atlético-MG Campeonato Brasileiro São Januário Rio de Janeiro 29
97 26 de agosto de 2021 Fluminense 1–2 Atlético-MG Copa do Brasil Engenhão Rio de Janeiro 38
98 15 de setembro de 2021 Atlético-MG 1–0 Fluminense Copa do Brasil Mineirão Belo Horizonte 39
99 28 de novembro de 2021 Atlético-MG 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Mineirão Belo Horizonte 40

Notas

  1. Publicou O Estado de S. Paulo, de 22 de dezembro de 1970, em sua página 32: "Mais de 130.000 pessoas - 112.403 que pagaram ingressos e mais de 20 mil que entraram de graça - proporcionando a renda recorde de Cr$ 525.419,50, assistiram ao jogo entre Fluminense e Atlético Mineiro...".
  2. A grande diferença entre o público presente e o público pagante neste jogo, explica-se porque a SUDERJ só considerou como público pagante os ingressos efetivamente vendidos em suas bilheterias, excluindo deste total, ingressos promocionais da promoção Torcer Faz Bem, promovida pela empresa alimentícia Nestlé, que começou no ano de 2000 e trocava produtos desta empresa por ingressos de jogos pré-selecionados do Campeonato Brasileiro, comprados por esta empresa, logo, pagos.
  3. Taça amistosa.
  4. Taça amistosa.
  5. Torneio amistoso.

Referências

  1. «Fluminense x Atlético-MG - História do Confronto». Futpédia.com. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  2. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Adversários >> Nacionais >> Atlético MG». Fluzão.info. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  3. «Fluminense-RJ». GaloDigital.com. 15 de outubro de 2014. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  4. DA SILVA, Sidney Barbosa (agosto de 2005). «Fluminense-RJ». CampeõesDoFutebol.com. Consultado em 1 de novembro de 2013. Arquivado do original em 4 de novembro de 2013 
  5. a b GAMA, Gabriel (27 de julho de 2011). «Galo e Flu deu origem a verso famoso do hino alvinegro». ObservatórioDoEsporte.com. Consultado em 5 de novembro de 2013. Arquivado do original em 22 de outubro de 2013 
  6. Redação Portal do Torcedor (3 de setembro de 2013). «Cuca fecha treino e faz mistério para clássico contra o Fluminense». PortalDoTorcedor.com. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  7. CARSUGHI, Claudio (21 de outubro de 2012). «Um clássico soberbo». Carsughi.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2015 
  8. a b Jornal O Estado de S. Paulo, de 21 de dezembro de 1970
  9. DIVERSOS (3 de dezembro de 2021). «Confrontos - Futebol Profissional». Site Galo Digital. Consultado em 3 de dezembro de 2021 
  10. DE FREITAS LIMA, Ricardo - Site Estatísticas do Fluminense - Especiais - Públicos - Maiores públicos contra adversários, página disponível em 16 de julho de 2017.
  11. GALUPPO, Ricardo (2003). Raça e Amor - A Saga do Clube Atlético Mineiro Vista da Arquibancada 1 ed. [S.l.]: Dorea Books. p. 56. 173 páginas. ISBN 8572342818 
  12. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Jogos >> 27-07-1933». Fluzão.info. Consultado em 20 de novembro de 2013 
  13. «Campeonato Brasileiro 1971». GaloDigital.com. 20 de dezembro de 2010. Consultado em 21 de novembro de 2013 
  14. «Campeonato Brasileiro 2002». BolaNaÁrea.com. Consultado em 11 de janeiro de 2014 
  15. Gazeta Press (20 de outubro de 2012). «Em "final" antecipada, Fluminense e Atlético-MG se enfrentam em BH». Placar.com. Consultado em 5 de novembro de 2013. Arquivado do original em 8 de novembro de 2013 
  16. «Campeonato Brasileiro 2014». BolaNaÁrea.com. Consultado em 23 de abril de 2015 
  17. GLOBOESPORTE.COM (25 de maio de 2015). «Fluminense derrota Atlético-MG e conquista torneio sub-20 na Alemanha». GloboEsporte.com. Consultado em 25 de maio de 2015 
  18. «The Spax Cup» (em inglês). u19tournament.com. Consultado em 25 de maio de 2015 
  19. COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL FFC (25 de maio de 2015). «Sub-20 vence na Alemanha e conquista o segundo título na Europa» (em inglês). Site oficial do Fluminense. Consultado em 25 de maio de 2015 
  20. Lance!, Equipe do site (23 de agosto de 2021). «Fred, do Fluminense, se iguala a Romário como segundo maior artilheiro da história do Brasileirão». Lance!. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  21. GLOBOESPORTE, Equipe do site (26 de agosto de 2021). «Fred, do Fluminense, chega a 36 gols e se iguala a Romário como maior artilheiro da Copa do Brasil». Globo Esporte. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  22. GLOBOESPORTE, Equipe do site (29 de novembro de 2021). «Análise: Fluminense começa bem, mas pênalti polêmico e pressão do Atlético-MG decretam virada». Globo Esporte. Consultado em 29 de novembro de 2021 
  23. Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de Matemática (28 de novembro de 2021). «Campeão». Universidade Federal de Minas Gerais. Consultado em 29 de novembro de 2021 
  24. FILHO, Paulo Cezar. «Brant». Site Soumais flu. Consultado em 26 de abril de 2014 
  25. CEZAR, Marcel. «Do início do profissionalismo ao "Timinho" campeão estadual (1933 a 1951)». Site Canal Fluminense. Consultado em 26 de abril de 2014 
  26. Jornal Lance! - Em meio à críticas e quase barração, Gum chega a 350 jogos pelo Tricolor, página editada e disponível em 23 de outubro de 2016.
  27. GALO NEWS, Equipe do site (22 de abril de 2017). «Telê Santana e sua vida no Atlético». Site Galo News. Consultado em 16 de novembro de 2019 
  28. SIMÃO, Rafael (28 de novembro de 2011). «A paixão dos juiz-foranos pelo futebol». JFOnline.com. Consultado em 29 de setembro de 2013. Arquivado do original em 19 de outubro de 2013 
  29. ESPN, Equipe da (29 de abril de 2015). «Após punição, Atlético-MG muda jogo contra o Fluminense para Brasília». ESPN Brasil. Consultado em 17 de maio de 2015 
  30. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Especiais >> Adversários >> Adversários x Estádio >> Atlético MG >> 6Estádio Independência / Laranjeiras / Lourdes / Maracanã / Mineirão». Fluzão.info. Consultado em 10 de novembro de 2014 
  31. «Fluminense x Atlético-MG - Brasileiro Unificado». Futpédia.com. Consultado em 9 de outubro de 2014 
  32. DA SILVA, Sidney Barbosa (janeiro de 2005). «Campeões do Campeonato Brasileiro Série A (clicar no ano da conquista)». CampeõesDoFutebol.com. Consultado em 21 de novembro de 2013 
  33. a b c d LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Atlético-MG». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  34. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Especiais >> Maior artilheiro contra adversário >> Nacionais >> Atlético MG». Fluzão.info. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  35. «Fluminense-RJ». GaloDigital.com. 25 de outubro de 2015. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  36. ANDRADE, Gustavo (6 de outubro de 2014). «Há quatro anos sem perder para Fluminense, Atlético pode atingir "recorde" de invencibilidade». SuperEsportes.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2015 
  37. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversário - Atlético-MG». Fluzão.info. Consultado em 3 de junho de 2017 
  38. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Público >> Maiores Públicos contra Adversário >> Nacionais >> Atlético MG». Fluzão.info. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  39. CBF.COM.BR - Boletim Financeiro da FMF, página disponível em 3 de dezembro de 2021.
  40. «Atlético-MG x Bahia, quem é mais fiel?». Placar número 1208 (incluindo o púbico da promoção Nestlé). 4 de dezembro de 2001. Consultado em 16 de junho de 2020 
  41. GloboEsporte.com (30 de novembro de 2013). «Flu vira o jogo, mas Galo empata no Maracanã e amplia o drama tricolor.». GloboEsporte.com. Consultado em 30 de novembro de 2013 
  42. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Público >> Maiores Públicos em estádio >> Alameda». Fluzão.info. Consultado em 17 de novembro de 2015 
  43. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Público >> Maiores Públicos em estádio >> Lourdes». Fluzão.info. Consultado em 12 de junho de 2015 
  44. HUBER, Fred (12 de setembro de 2016). «Com Fred apagado, Magno Alves brilha e Flu bate o Galo de virada por 4 a 2». Globoesporte.com. Consultado em 13 de setembro de 2016