Conjunto não enumerável

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Um conjunto é não enumerável quando ele tem mais elementos que o conjunto dos números naturais. A noção de mais elementos para conjuntos infinitos é definida precisamente no contexto da cardinalidade dos conjuntos.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Como o conjunto das partes de qualquer conjunto X tem mais elementos que X, se X for um conjunto infinito, então P(X) será um conjunto não-enumerável.
  • O argumento de diagonalização de Cantor prova que , o conjunto dos números reais, é não-enumerável.
  • O conjunto formado por todos números ordinais contáveis, é o número ordinal chamado de , e é, se aceitarmos o Axioma da escolha, o "menor" conjunto não-enumerável, no sentido (preciso) de que qualquer conjunto não-enumerável possui um subconjunto com a mesma cardinalidade que . A cardinalidade de é representada por , usando a letra hebraica aleph.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.