Conjuntos disjuntos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A e B são dois conjuntos disjuntos.

Em matemática, dois conjuntos são ditos disjuntos se não tiverem nenhum elemento em comum. Em outras palavras, dois conjuntos são disjuntos se sua interseção for o conjunto vazio.[1]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • O conjuntos: e são disjuntos pois não possuem elementos em comum.
  • O conjunto dos números pares e o conjuntos dos números impares são disjuntos, pois não existe um número que seja par e impar ao mesmo tempo.
  • O conjunto dos números primos e o conjunto dos números pares não são disjuntos pois o número 2 é par e primo ao mesmo tempo.

Definição[editar | editar código-fonte]

Dois conjuntos e são ditos disjuntos se:

Uma família de conjuntos é dita disjunta dois a dois ou mutuamente disjunta se dados dois conjuntos quaisquer da família, eles são disjuntos. Mais formalmente falando, seja uma família de conjuntos disjuntos indexados pelo índice , então:

Observe cuidadosamente que não implica que a família seja disjunta dois a dois. Um contra-exemplo seria: .

Partição[editar | editar código-fonte]

Uma partição é uma família de subconjuntos disjuntos de um espaço cuja união é todo o espaço:

Partições aparecem naturalmente como classes de equivalência em uma relação de equivalência.

Referências

  1. «Stats: Probability Rules». People.richland.edu. Consultado em 2011-11-08.