Conquest

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Conquest
Maria Walewska[1] (PT)
Madame Walewska[2] (BR)
 Estados Unidos
1937 •  pb •  113 min 
Direção Clarence Brown
Produção Bernard H. Hyman
Roteiro S.N. Behrman
Samuel Hoffenstein
Talbot Jennings
Salka Viertel
Baseado em Pani Walewska de Waclaw Gasiorows
Elenco Greta Garbo
Charles Boyer
Reginald Owen
Gênero Romance
Música Herbert Stothart
Direção de arte Cedric Gibbons
William A. Horning
Direção de fotografia Karl Freund
Figurino Adrian
Edição Tom Held
Companhia(s) produtora(s) MGM
Distribuição MGM
Lançamento Estados Unidos 22 de outubro de 1937
Portugal 19 de abril de 1938
Idioma língua inglesa
Orçamento US$2,732,000 (estimativa)
Receita US$2,141,000
Página no IMDb (em inglês)

Conquest (bra: Madame Walewska; prt: Maria Walewska) é um filme norte-americano de 1937, do gênero romance, dirigido por Clarence Brown e estrelado por Greta Garbo e Charles Boyer.

Produção[editar | editar código-fonte]

Conquest é o único filme estrelado por Greta Garbo em que seu par tem um papel mais interessante que o seu.[3] De fato, Charles Boyer, na pele de Napoleão, recebeu a maior parte da atenção da crítica da época,[4] havendo quem dissesse, inclusive, que ele simplesmente roubou o filme.[4]

Último dos sete filmes em que Greta Garbo foi dirigida por Clarence Brown,-- os outros foram Flesh and the Devil, A Woman of Affairs, Romance, Anna Christie,Inspiration e Anna Karenina --, Conquest, ao tratar do adultério, teve problemas com a censura, o que obrigou os produtores a preparar quatro versões da película.[5] Isso fez com que os custos ultrapassassem a casa dos dois milhões e meio de dólares, valor não recuperado nas bilheterias. O fracasso assinalou o início do declínio da atriz,[4] que atuaria apenas mais duas vezes (em Ninotchka e Two-Faced Woman), antes de seu lendário recolhimento.

Segundo Ken Wlaschin, este é um dos onze melhores filmes de Charles Boyer,[6] que foi lembrado pela Academia com uma indicação ao Oscar de Melhor Ator.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após conhecer a Condessa Marie Walewska durante um baile em Varsóvia, Napoleão Bonaparte tenta inutilmente seduzi-la com flores e cartas apaixonadas. Entretanto, a Condessa é chamada a sacrificar-se e, assim, salvar a Polônia. Humilhado, o marido vai a Roma anular o casamento, enquanto o imperador divorcia-se de Josefina. Quando Marie fica grávida, Napoleão anuncia que pretende desposar a Arquiduquesa Maria Luísa de Áustria.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e
Ciências Cinematográficas
Oscar Melhor Ator (Charles Boyer)
Melhor Direção de Arte
Indicado
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz
Greta Garbo
Charles Boyer
Reginald Owen
Alan Marshal
Henry Stephenson
Leif Erickson
Dame May Whitty
Maria Ouspenskaya
C. Henry Gordon
Claude Gillingwater
Yakima Canutt
Lane Chandler
Henry Kolker
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Maria Walewska no SapoMag (Portugal)
  2. Madame Walewska no CinePlayers (Brasil)
  3. EAMES, John Douglas, The MGM Story, Londres: Octopus Books, 1982 (em inglês)
  4. a b c ERICKSON, Hal e BUTLER, Craig. «Conquest». AllMovie. Consultado em 16 de abril de 2014 
  5. Gomes de Mattos, Antonio Carlos (1991). Hollywood Anos 30. Rio de Janeiro: EBAL 
  6. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.