Constante Gomes Sodré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Constante Gomes Sodré
3.° e 10º Governador do Espírito Santo
Período 9 de setembro de 1890
até 20 de novembro de 1890
Antecessor(a) José Horácio Costa
Sucessor(a) Henrique Coutinho
Período 23 de setembro de 1897
até 6 de janeiro de 1898
Antecessor(a) Graciano dos Santos Neves
Sucessor(a) José Marcelino Pessoa de Vasconcelos
Dados pessoais
Nascimento 22 de dezembro de 1850
São Mateus, Província do Espírito Santo, Império do Brasil
Morte 29 de setembro de 1921 (70 anos)
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Ana Barbosa

Constante Gomes Sodré (São Mateus, 22 de dezembro de 185029 de setembro de 1921) foi um político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de José Gomes Sodré e de Rosa Gomes da Cunha Sodré. Pertenciam ambos a famílias das mais antigas da oligarquia mateense – Gomes e Cunha – ligadas entre si por numerosos casamentos. Rosa era irmã de Antônio Rodrigues da Cunha, barão de Aimoré.

Em 1867, frequentou a Escola de Marinha no Rio de Janeiro e no ano seguinte foi promovido a guarda-marinha, posto no qual visitou a África em 1870, passando depois por Montevidéu. Ainda como guarda-marinha contribuiu em sua província natal para a edificação de faróis.

Foi o terceiro presidente do estado do Espírito Santo, indicado pelo presidente Deodoro da Fonseca, e governou o estado de 9 de setembro a 20 de novembro de 1890.

Foi eleito vice-presidente em 1896, assumindo o governo devido à renúncia de Graciano dos Santos Neves, de 23 de setembro de 1897 a 6 de janeiro de 1898.

Casou-se com Ana Barbosa, e o casal não teve descendência. Faleceu em 29 de setembro de 1921.[1]

Referências

Precedido por
José Horácio Costa
Presidente do Espírito Santo
1890
Sucedido por
Henrique Coutinho
Precedido por
Graciano dos Santos Neves
Presidente do Espírito Santo
1897 — 1898
Sucedido por
José Marcelino Pessoa de Vasconcelos