Constituição Uruguaia de 1830

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplar da primeira constituição uruguaia exposta no Palácio do Legislativo do Uruguai.

A Constituição Uruguaia de 1830 foi a primeira constituição da atual República Oriental do Uruguai, então Estado Oriental do Uruguai. Foi promulgada em 28 de junho de 1830 e jurada pelo povo em 18 de julho do mesmo ano.

Vigência[editar | editar código-fonte]

"Boceto para la Jura de la Constitución de 1830" de Juan Manuel Blanes.

Este texto constitucional vigeu (pelo menos formalmente) até o início do século XX. O país anarquizado pelas guerras da independência e sem uma sólida organização interna, procurou instaurar a estabilidade criando um Poder Executivo forte e fazendo muito dificilmente a reforma da carta magna; mas de fato, foi suspensa em várias ocasiões. Assim que a nação recuperou a estabilidade política para ter três legislaturas sucessivas apoiando a reforma da Carta Magna, foi possível substituir este texto pelo da Constituição de 1918.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referência bibliográfica[editar | editar código-fonte]

  • Nahum, Benjamín (1994). Manual de Historia del Uruguay 1830-1903. [S.l.: s.n.]  Parâmetro desconhecido |editoria= ignorado (ajuda)
  • Méndez Vives, Enrique (1990). Historia Uruguaya. [S.l.: s.n.]  Parâmetro desconhecido |editoria= ignorado (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.