Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Bancoop é uma Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo,[1] fundada em 1996, tendo na sua criação o ministro das Relações Institucionais do governo Dilma Rousseff, Ricardo Berzoini, como diretor técnico, e João Vaccari Neto como diretor do conselho fiscal.[2] O primeiro empreendimento lançado pela Bancoop foi o Torres de Pirituba, ainda em 1996.[3] Foi presidida por Luiz Eduardo Malheiro, morto em acidente de carro em novembro de 2004.[4][5] Acusada de irregularidades e em crise financeira, a Bancoop deixou três mil famílias sem receber os apartamentos.[6]

Foi presidida posteriormente por João Vaccari Neto até 2010.[6][7]

A cooperativa ganhou notoriedade ao ser citada na Operação Lava Jato pelo entrega do suposto triplex do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no edifício Solaris,[6] já citado como de propriedade do ex-presidente pela Globo desde 2010, antes da operação,[8] mas negado pelo ex-presidente, em janeiro de 2016.[9][10]

Caso Bancoop[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Caso Bancoop

Referências

  1. «Entenda a diferença entre Bancoob e Bancoop». Portal do Cooperativismo Financeiro. 18 de abril de 2010 
  2. «Sem título». Senado Federal. Consultado em 25 de julho de 2016 
  3. «Uma conquista dos trabalhadores». Bancoop. Consultado em 25 de julho de 2016 
  4. «DIRIGENTE DA BANCOOP MORTO EM ACIDENTE TERIA RECEBIDO UM ALERTA DE SEGURANÇA DE LULA». VEJA. Abril. Consultado em 25 de julho de 2016 
  5. «Dirigentes da Bancoop morrem em acidente de carro». Afubesp. Consultado em 25 de julho de 2016 
  6. a b c Germano Oliveira (7 de dezembro de 2014). «Cooperativa entrega triplex de Lula, mas três mil ainda esperam imóvel». O Globo. Globo. Consultado em 25 de julho de 2016 
  7. Iolando Lourenço. «Defesa critica pedido de prisão preventiva de Vaccari». Agencia Brasil. EBC. Consultado em 25 de julho de 2016 
  8. Tatiana Farah. «Caso Bancoop: triplex do casal Lula está atrasado». O Globo. Globo. Consultado em 25 de julho de 2016 
  9. «Lula reafirma não ser dono de tríplex no Guarujá». Estadão. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 25 de julho de 2016 
  10. «Lula nega ser dono de chácara e tríplex; ataca MP, mídia e Judiciário». Valor Econômico. Consultado em 25 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sítio oficial