Copa Brasil de Clubes de Futebol de Areia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Brasil de Clubes
de Futebol de Areia
Dados gerais
Organização CBBS
Edições 5
Local de disputa Amazonas Manaus
Número de equipes 8-10
Sistema Misto
editar

A Copa Brasil de Clubes de Futebol de Areia é um torneio realizado pela Confederação Brasileira de Beach Soccer realizado pela primeira vez em 2011, na cidade de Manaus. Sua primeira edição teve como campeão o Botafogo e a última o Sampaio Corrêa; o Vasco da Gama, é o maior detentor de títulos, com dois.[1]

História[editar | editar código-fonte]

2011[editar | editar código-fonte]

A cidade de Manaus sediou a primeira Copa Brasil de Clubes, realizada na arena do Centro Cultural dos Povos da Amazônia, e marcou história desde então, estabelecendo o novo recorde mundial de público da modalidade: 31.549 pessoas estiveram presentes para prestigiar o clássico Flamengo x Vasco da Gama, no dia 20 de maio de 2011. O ‘Gigante da Colina’, que contou com Edmundo, venceu por 4 a 3 em partida válida pela fase de classificação.

Na decisão do campeonato, o Botafogo conquistou o título ao derrotar o Vasco da Gama por 8 a 3. Leandro (Botafogo) foi escolhido o ‘Melhor Goleiro’, André (Corinthians) ficou com o troféu de ‘Artilheiro’ (9 gols) e Juninho (Botafogo) foi eleito ‘Melhor Jogador’.[2]

2012[editar | editar código-fonte]

A segunda edição da Copa Brasil de Clubes de Futebol de Areia também foi realizada entre os dias 7 e 11 de Março numa arena montada no Centro Cultural Povos da Amazônia, Zona Sul da cidade de Manaus. Ao todo dez times participaram: o até então atual campeão Botafogo, Vasco da Gama, Flamengo, Cruzeiro, Sampaio Corrêa, Sport, Rio Branco-ES, Zico 10 e Manaus, além da seleção da Suíça.

O torneio contou com quebra de tabu (o Flamengo venceu pela primeira vez o Vasco da Gama na areia) e algumas surpresas. O detentor do título, o Botafogo, não conseguiu avançar além da fase de grupos e viu o Cruzeiro avançar as semi-finais como primeiro colocado do grupo. Além do Cruzeiro, outro time que surpreendeu foi o Sampaio Corrêa, que eliminou o Flamengo nas semi-finais.

O 'Gigante da Colina' consagrou-se campeão ao vencer o Sampaio Corrêa pelo placar de 5 x 2, tendo perdido somente uma partida ao longo da competição. Cesinha (Vasco da Gama) foi escolhido o ‘Melhor Goleiro‘ e Mauricinho (Vasco da Gama) foi eleito o ‘Melhor Jogador‘ e o ‘Artilheiro‘ (6 gols).[3]

2013[editar | editar código-fonte]

Disputada entre os dias 15 e 19 de maio de 2013, em Manaus, a terceira edição da Copa Brasil reuniu dez clubes em busca do título nacional: Flamengo (RJ), Sport Recife (PE), Vasco da Gama (RJ), Sampaio Corrêa (MA), Botafogo (RJ), Avaí (SC), Desportiva (ES), Bahia (BA), Manaus FC (AM) e Fast (AM). O torneio serviu para o treinador da Seleção Júnior Negão escolher os jogadores que disputariam a Copa do Mundo no Taiti 2013.[4]

O Flamengo venceu a final da competição, conquistando seu primeiro título ao bater o rival Sport na final por 3-2. Na disputa pelo terceiro lugar, o até então atual campeão Vasco da Gama venceu, por 6-5 o Sampaio Corrêa.[5]

2014[editar | editar código-fonte]

Última edição realizada em Manaus, a quarta edição deu-se entre os dias 26 e 30 de Março, na Praia de Ponta Negra. A competição teve um total de 16 jogos disputas com 144 gols marcados. A de equipes participantes foram: Vasco da Gama (RJ), Sport Recife (PE), Flamengo (RJ), Vilavelhense (ES), Manaus FC (AM), Sampaio Corrêa (MA), Botafogo (RJ), Avaí (SC), Vitória (BA) e Fluminense (RJ).[6]

A competição foi válida como a segunda etapa do Circuito Brasileiro de Clubes. O Vasco da Gama sagrou-se campeão ao vencer o Sport por 6 a 2 na final, tornando-se bicampeão do torneio e também da II Etapa do Circuito Brasileiro; o Flamengo contentou-se com o terceiro lugar ao bater o Vilavelhense por 4-3.[7]

2016[editar | editar código-fonte]

Após um ano de hiato, competição retornou em 2016, realizada entre os dias 4 e 8 de maio, desta vez na cidade de São Luís, na Arena Domingos Leal. Além da troca de sede, a edição contou com outra modificação, o número de equipes, reduzindo de dez para oito. Esta edição teve como campeão inédito o Sampaio Corrêa, tendo vencido o Espírito Santo na final; já o terceiro lugar foi obtido pelo Vasco da Gama sobre o Rio Branco.[8]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Ano Sede Final Disputa 3º lugar
Campeão Placar Vice-campeão 3º lugar Placar 4º lugar
2011
Detalhes
Amazonas
Manaus
Rio de Janeiro
Botafogo
8 – 3 Rio de Janeiro
Vasco da Gama
São Paulo
Corinthians
5 – 2
Rio de Janeiro
Flamengo
2012
Detalhes
Amazonas
Manaus
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
5 – 2 Maranhão
Sampaio Corrêa
Rio de Janeiro
Flamengo
3 – 1 Minas Gerais
Cruzeiro
2013
Detalhes
Amazonas
Manaus
Rio de Janeiro
Flamengo
3 – 2 Pernambuco
Sport
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
6 – 5 Maranhão
Sampaio Corrêa
2014
Detalhes
Amazonas
Manaus
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
6 – 2 Pernambuco
Sport
Rio de Janeiro
Flamengo
4 – 3 Espírito Santo (estado)
Vilavelhense
2016

Detalhes

Maranhão

São Luís

Maranhão
Sampaio Corrêa
5 – 1 Espírito Santo (estado)
Espírito Santo
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
6 – 5 Espírito Santo (estado)
Rio Branco
2017

Detalhes

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Títulos[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube
Rio de Janeiro Vasco da Gama 2 1 2
Maranhão Sampaio Corrêa 1 1 0
Rio de Janeiro Flamengo 1 0 2
Rio de Janeiro Botafogo 1 0 0
Pernambuco Sport 0 2 0
Espírito Santo (estado) Espírito Santo 0 1 0
São Paulo Corinthians 0 0 1

Federações[editar | editar código-fonte]

Federação
 Rio de Janeiro 4 1 4
 Pernambuco 0 2 0
 Maranhão 1 1 0
 Espírito Santo 0 1 0
 São Paulo 0 0 1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências