Copa Europeia/Sul-Americana de 1991

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Europeia/Sul-Americana de 1991
Evento
Data 8 de dezembro de 1991
Local Estádio Nacional, Tóquio
Melhor em campo Jugovic (Estrela Vermelha)
Árbitro Suíça Kurt Röthlisberger
Público 60.228

A Copa Europeia/Sul-Americana de 1991, também conhecida como Copa Toyota e Copa Intercontinental, foi disputada na cidade de Tóquio no Japão em 8 de dezembro de 1991. O confronto envolveu o Colo-Colo, do Chile, campeão da Taça Libertadores da América e o Estrela Vermelha, da Iugoslávia, campeão da Liga dos Campeões da UEFA.[1]

Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[2][3]

História[editar | editar código-fonte]

Depois de vencer o Olympique de Marseille na final da Liga dos Campeões de 1991, o Estrela teve pela frente o campeão da Libertadores de 1991, o Colo-Colo (CHI), comandado curiosamente por um iugoslavo, o treinador Mirko Jozic. A decisão foi toda do Estrela, que não deu chances ao rival. Jugovic, talentoso meia do time, abriu o placar aos 19´. No final do primeiro tempo, Savicevic foi expulso, dando uma dose de esperança ao Colo-Colo. Mesmo com um jogador a mais, os chilenos continuaram a não ver a cor da bola e Jugovic, aos 58´, e Pancev, aos 72´, deram números finais ao placar: 3 a 0. O Estrela Vermelha se tornava o primeiro clube do leste europeu campeão intercontinental, entrando de vez no rol dos grandes clubes do futebol mundial. Mas ali, no Japão, acabaria o período mais brilhante do clube.

Clubes Participantes[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1991.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Chile Colo-Colo Campeão da Copa Libertadores da América de 1991
UEFA Sérvia Estrela Vermelha Campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1990–91

Chaveamento[editar | editar código-fonte]

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
 Sérvia Estrela Vermelha (pen) 0 (5)  
 França Olympique de Marseille 0 (3)  
   Sérvia Estrela Vermelha 3
   Chile Colo-Colo 0
 Chile Colo-Colo 0 3
 Paraguai Olimpia 0 0
Notas

Final[editar | editar código-fonte]

8 de dezembro de 1991 Jugoslávia Estrela Vermelha 3 – 0 Colo-Colo Chile Estádio Nacional , Tóquio, Japão

Jugovic Gol marcado aos 19 minutos de jogo 19', Gol marcado aos 58 minutos de jogo 58'
Pančev Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Público: 60 000
Árbitro: Suíça Kurt Röthlisberger
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Red Star
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Colo Colo

Estrela Vermelha: Milojevic, Belodedici, Radinovic, Najdoski, Vasilijeviccartão amarelo, Mihajloviccartão amarelo, Stosic, Jugovic, Ratkovic, Saviceviccartão vermelho e Pancev. Técnico: Vladica Popović

Colo-Colo: Morón, Garrido, Margas, Miguel Ramírezcartão amarelo (Rubio), Salvatierra (Dabrowski), Mendoza, Vilches, Barticciotto, Pizarro, Yánez e Martínez. Técnico:: Mirko Jozić

Campeão[editar | editar código-fonte]

Copa Européia/Sul-Americana de 1991
Flag of Yugoslavia (1946-1992).svg
Estrela Vermelha
1º Título

Referências

  1. Bobrowsky, Josef (2 de agosto de 1999). «Intercontinental Club Cup 1991». RSSSF. Consultado em 6 de novembro de 2009 
  2. «Fifa reconhece títulos mundiais de Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo». ESPN. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  3. «Fifa reconhece Santos, Fla e Grêmio como campeões mundiais». Veja. Consultado em 28 de outubro de 2017