Copa Intercontinental de 1973

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Intercontinental de 1973
Data 28 de novembro de 1973
Local Stadio Olimpico, Roma
Árbitro Bélgica Alfred Delcourt
Público 22,489

A décima quarta edição da Copa Intercontinental ocorreu em 1973. Foi disputada entre o campeão sul-americano e o vice-campeão europeu, já que o então campeão intercontinental e europeu Ajax novamente desistiu de jogar.[1] Pela primeira vez a Copa Intercontinental foi decidida em partida única, mas não em campo neutro, e sim na Itália, país de um dos participantes.[2]

Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[3][4]

História[editar | editar código-fonte]

Um ano após ter ganho seu primeiro intercontinental, o Ajax novamente se negou a participar da competição, apesar de apresentar grandes expectativas, principalmente porque acabara de conquistar um tricampeonato na Liga dos Campeões da UEFA, fato superado apenas pelo Real Madrid, que conseguiu um pentacampeonato.

O clube italiano, apesar de estreante na disputa e não ter ganho a Copa dos Campeões da Europa, tinha boas expectativas. Era o maior campeão italiano à época, com quatorze títulos, incluindo o de 1973 e ainda jogaria em casa. O clube argentino, o maior campeão da América da época, tendo conquistado seu 2º bicampeonato na Libertadores daquele ano, tinha grandes expectativas também, apesar de nunca ter ganho o torneio intercontinental.

A Juventus vinha com uma derrota de 1–0 para o holandês Ajax. Por outro lado, o Independiente vinha com dois empates (1–1 e 0–0) e uma vitória de 1–0 contra o Colo-Colo, do Chile.

A decisão[editar | editar código-fonte]

O duelo foi disputado na Itália, em Roma. Com um gol de Bochini aos 80´, o Independiente venceu por um magro, mas histórico, 1 a 0. A Juventus desistiu de disputar a partida de volta, e o resultado deu ao clube argentino o primeiro título intercontinental de sua história. De quebra, os vermelhos se igualavam ao rival local, o Racing, com uma conquista intercontinental.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Intercontinental 1973.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Argentina Independiente Campeão da Copa Libertadores da América de 1973
UEFA Itália Juventus Vice-campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1972–73 *

*OBS: Em 1973, o Ajax campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1972–73, desistiu de disputar o torneio intercontinental e foi substituído pelo vice-campeão Juventus.

Final[editar | editar código-fonte]

28 de novembro de 1973 Juventus Itália 0 – 1 Argentina Independiente Olimpico, Roma (Itália)

Relatório Bochini Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Público: 22.489
Árbitro: Bélgica Alfred Delcourt
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Juventus
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Independiente
 
JUVENTUS:
G Itália Zoff
LD Itália Spinosi Substituído após 74a minutos de jogo 74a'
Z Itália Salvadore (C)
Z Itália Gentile
LE Itália Morini
M Itália Cuccureddu
M Itália Marchetti
M Itália Causio
A Itália Anastasi
A Brasil Mazzola
A Itália Bettega Substituído após 74b minutos de jogo 74b'
Substituição:
Z Itália Longobucco Entrou em campo após 74a minutos 74a'
M Itália Viola Entrou em campo após 74b minutos 74b'
Treinador:
Tchecoslováquia Čestmír Vycpálek
INDEPENDIENTE:
G Argentina Santoro (C)
LD Argentina Commisso
Z Argentina López
Z Argentina
LE Uruguai Pavoni
M Argentina Bochini
M Argentina Galván
M Argentina Raimondo
A Argentina Balbuena
A Argentina Magglioni
A Argentina Bertoni Substituído após 83 minutos de jogo 83'
Substituição:
M Argentina Semenewicz Entrou em campo após 83 minutos 83'
Treinador:
Argentina Roberto Oscar Ferreiro
Copa Intercontinental de 1973
Flag of Argentina.svg
Independiente
Campeão
(1º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Intercontinental Cup 1973». Fédération Internationale de Football Association. Consultado em 5 de novembro de 2014. Arquivado do original em 6 de março de 2008 
  2. «Vola in Argentina» (em Italian). La Stampa. 29 de novembro de 1973. p. 19 
  3. «Fifa reconhece títulos mundiais de Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo». ESPN. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  4. «Fifa reconhece Santos, Fla e Grêmio como campeões mundiais». Veja. Consultado em 27 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]