Copa Libertadores da América de 1972

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Taça Libertadores da América de 1972
XIII Copa Libertadores
Dados
Participantes 20
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 30 de janeiro29 de maio
Gol(o)s 176
Partidas 68
Média 2,59 gol(o)s por partida
Campeão Argentina Independiente (3º título)
Vice-campeão Peru Universitario
Melhor marcador 6 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Argentina Independiente – 13 gols
Melhor defesa (fase inicial) 3 gols:
Maior goleada
(diferença)
Oriente Petrolero Bolívia 5 – 0 Bolívia Chaco Petrolero
Estádio Ramón Tahuichi AguileraSanta Cruz de la Sierra
27 de fevereiro, Grupo 2
◄◄ Libertadores 1971 Soccerball.svg Libertadores 1973 ►►

A Taça Libertadores da América de 1972 foi a 13ª edição da Taça Libertadores da América. Foi vencida pelo Independiente, da Argentina, que se sagrou tricampeão da competição ao derrotar o Universitario, do Peru.

Participaram vinte equipes de dez países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

O torneio teve início em 30 de janeiro e encerrou-se em 29 de maio de 1972.

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Na fase inicial, as dezenove equipes (o Nacional do Uruguai, campeão em 1971 entraria na segunda fase) foram divididas em quatro grupos de quatro times cada e um grupo de três. Os times se enfrentaram em partidas de turno e returno, e o melhor classificado de cada grupo avançou para a segunda fase. Na segunda fase, formaram-se dois grupos de três times (o Nacional entrou nesta fase), e os times jogaram dentro das chaves, também em turno e returno. O melhor colocado de cada chave foi para a final. A final foi disputada em dois jogos. Caso houvesse necessidade, haveria um terceiro para o desempate.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Cidade Classificação Títulos Participação
 Argentina
(2 vagas)
Rosario Central Rosario Campeão do Campeonato Argentino de 1971 0 (não possui)
Independiente Avellaneda Campeão da Liguilla Pré-Libertadores da América 1971 2 (1964, 1965)
 Bolívia
(2 vagas)
Oriente Petrolero Santa Cruz de la Sierra Campeão do Campeonato Boliviano de 1971 0 (não possui)
Chaco Petrolero La Paz Vice-campeão do Campeonato Boliviano de 1971 0 (não possui)
 Brasil
(2 vagas)
Atlético Mineiro Belo Horizonte Campeão do Campeonato Brasileiro de 1971 0 (não possui)
São Paulo São Paulo Vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 1971 0 (não possui)
 Chile
(2 vagas)
Unión San Felipe San Felipe Campeão do Campeonato Chileno de 1971 0 (não possui)
Universidad de Chile Santiago Vice-campeão do Campeonato Chileno de 1971 0 (não possui)
 Colômbia
(2 vagas)
Santa Fe Bogotá Campeão do Campeonato Colombiano de 1971 0 (não possui)
Atlético Nacional Medellín Vice-campeão do Campeonato Colombiano de 1971 0 (não possui)
Equador
(2 vagas)
Barcelona Guayaquil Campeão do Campeonato Equatoriano de 1971 0 (não possui)
América Quito Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 1971 0 (não possui)
 Paraguai
(2 vagas)
Olimpia Assunção Campeão do Campeonato Paraguaio de 1971 0 (não possui)
Cerro Porteño Assunção Vice-campeão do Campeonato Paraguaio de 1971 0 (não possui)
 Peru
(2 vagas)
Universitario Lima Campeão do Campeonato Peruano de 1971 0 (não possui)
Alianza Lima Lima Vice-campeão do Campeonato Peruano de 1971 0 (não possui)
Uruguai
(1 vaga + atual campeão)
Nacional Montevidéu Campeão da Copa Libertadores e do Campeonato Uruguaio de 1971 1 (1971)
Peñarol Montevidéu Vice-campeão do Campeonato Uruguaio de 1971 3 (1960, 1961, 1966) 12ª
 Venezuela
(2 vagas)
Valencia Valencia Campeão do Campeonato Venezuelano de 1971 0 (não possui)
Deportivo Italia Caracas Vice-campeão do Campeonato Venezuelano de 1971 0 (não possui)

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Argentina Independiente 10 6 4 2 0 13 5 +8
Argentina Rosario Central 8 6 3 2 1 8 5 +3
Colômbia Santa Fe 4 6 1 2 3 4 9 -5
Colômbia Atlético Nacional 2 6 0 2 4 3 9 -6
  ATN IND RCE SFE
Atlético Nacional 1-1 0-1 0-1
Independiente 2-0 2-0 2-0
Rosario Central 3-1 2-2 2-0
Santa Fe 1-1 2-4 0-0

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Equador Barcelona 9 6 3 3 0 8 3 +5
Equador América de Quito 7 6 3 1 2 9 7 +2
Bolívia Oriente Petrolero 6 6 2 2 2 10 7 +3
Bolívia Chaco Petrolero 2 6 1 0 5 3 13 -10
  AEQ BSC CPE OPE
América de Quito 0-0 1-0 3-0
Barcelona 2-1 3-0 1-1
Chaco Petrolero 1-2 1-2 1-0
Oriente Petrolero 4-2 0-0 5-0

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil São Paulo 8 6 3 2 1 12 6 +6
Paraguai Olimpia 6 6 2 2 2 7 8 -1
Paraguai Cerro Porteño 6 6 2 2 2 7 11 -4
Brasil Atlético Mineiro 4 6 0 4 2 5 6 -1
  CAM CPO OLI SPO
Atlético Mineiro 1-1 0-0 2-2
Cerro Porteño 1-0 1-3 3-2
Olimpia 2-2* 1-1 0-1
São Paulo 0-0 4-0 3-1

* O árbitro encerrou o jogo antes do fim, pois o Atlético Mineiro estava com somente 6 atletas em campo. O resultado de 2 a 2 prevaleceu, porém o Olimpia ganhou os pontos.

Grupo 4[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Peru Universitario 8 6 3 2 1 9 6 +3
Chile Universidad de Chile 6 6 3 0 3 12 12 0
Peru Alianza Lima 6 6 2 2 2 10 10 0
Chile Unión San Felipe 4 6 1 2 3 5 8 -3
  ALI USF UCH UNI
Alianza Lima 1-0 3-4 2-2
Unión San Felipe 0-0 3-2 0-0
Universidad de Chile 2-3 2-1 1-0
Universitario 2-1 3-1 2-1

Grupo 5[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Uruguai Peñarol 8 4 4 0 0 12 3 +9
Venezuela Deportivo Italia 3 4 1 1 2 4 7 -3
Venezuela Carabobo 1 4 0 1 3 3 9 -6
  DIT PEN VAL
Deportivo Italia 0-1 2-0
Peñarol 5-1 4-1
Carabobo 1-1 1-2

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Peru Universitario 4 4 1 2 1 9 7 +2
Uruguai Nacional 4 4 1 2 1 7 7 0
Uruguai Peñarol 4 4 1 2 1 5 7 -2
  NAC PEN UNI
Nacional 1-1 3-3
Peñarol 0-3 1-1
Universitario 3-0 2-3

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Argentina Independiente 5 4 2 1 1 4 2 +2
Brasil São Paulo 4 4 1 2 1 2 3 -1
Equador Barcelona 3 4 0 3 1 2 3 -1
  BSC IND SPO
Barcelona 1-1 0-0
Independiente 1-0 2-0
São Paulo 1-1 1-0

Finais[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Argentina Independiente 3 2 1 1 0 2 1 +1
Peru Universitario 1 2 0 1 1 1 2 -1

Primeira partida[editar | editar código-fonte]

17 de maio - Quarta-feira
Universitário Peru 0 x 0 Argentina Independiente
Estádio: Estádio Nacional (Lima - Peru) - Público: 45 000
Árbrito: Armando Marques (Brasil)
Universitário: Ballesteros, Soría, Cuellar, Chumpitaz e Luna; Techera, Carbonell (Uribe) e Castañeda; Ramírez, Percy Rojas e Bailetti.

Técnico: Marcos Calderón

Independiente: Santoro, Commisso, , Garisto e Pavoni; Pastoriza, Raimondo e Semenewicz; Balbuena, Mircoli e Saggioratto (Bulla).

Técnico: Pedro Dellacha

Segunda partida[editar | editar código-fonte]

29 de maio - Terça-feira
Independiente Argentina 2 x 1 Peru Universitário
Estádio: La Doble Visera (Avellaneda - Argentina) - Público: 55 000
Árbitro: José Favilli Neto (Brasil)
Independiente: Santoro, Commisso, , Garisto e Pavoni; Pastoriza, Raimondo e Semenewicz; Balbuena, Maglioni e Saggioratto (Mircoli).
Técnico: Pedro Dellacha
Universitário: Ballesteros, Soría, Cuellar, Chumpitaz e Luna; Techera (Alva), Cruzado e Castañeda; Munante, Percy Rojas e Ramírez (Bailetti).
Técnico: Marcos Calderón
Libertadores 1972
Flag of Argentina.svg
Club Atlético Independiente
Campeão
(3º título)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Peru Universitário 16 12 7 4 1 19 8 11
2 Argentina Independiente 14 12 5 5 3 19 14 5
3 Uruguai Peñarol 12 8 5 2 1 17 10 7
4 Brasil São Paulo 12 10 4 4 2 14 10 4
5 Equador Barcelona SC 12 10 3 6 1 10 6 4
6 Uruguai Nacional 4 4 1 2 1 7 7 0
7 Argentina Rosario Central 8 6 3 2 1 8 5 3
8 Equador América de Quito 7 6 3 1 2 9 7 2
9 Bolívia Oriente Petrolero 6 6 2 2 2 10 7 3
10 Chile Universidad de Chile 6 6 3 0 3 12 12 0
11 Peru Alianza Lima 6 6 2 2 2 10 10 0
12 Paraguai Olimpia 6 6 2 2 2 7 8 -1
13 Paraguai Cerro Porteño 6 6 2 2 2 7 11 -4
14 Brasil Atlético Mineiro 4 6 0 4 2 5 6 -1
15 Chile Unión San Felipe 4 6 1 2 3 5 8 -3
16 Colômbia Santa Fe 4 6 1 2 3 4 9 -5
17 Venezuela Deportivo Itália 3 4 1 1 2 4 7 -3
18 Colômbia Atlético Nacional 2 6 0 2 4 3 9 -6
19 Bolívia Chaco Petrolero 2 6 1 0 5 3 13 -10
20 Venezuela Carabobo 1 4 0 1 3 3 9 -6

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

6 gols

Rojas e Ramírez (Universitário de Deportes)

Toninho Guerreiro (São Paulo)

Cubillas (Alianza Lima)

Números[editar | editar código-fonte]

Participantes: 19
Jogos: 68
Gols: 176
Média de gols por partida: 2,59
Maior goleada:
Oriente Petrolero Bolívia 5 x 0 Bolívia Chaco Petrolero
Melhor ataque: 19 gols
Argentina Independiente
Peru Universitário
Melhor defesa: 5 gols
Argentina Rosario Central

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]