Copa Libertadores da América de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Libertadores da América de 2018
LIX Copa Libertadores de América
CONMEBOL Libertadores 2018
Conmebol Libertadores logo.png
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Período 22 de janeiro – 9 de dezembro
Gol(o)s 353
Partidas 155
Média 2,28 gol(o)s por partida
Campeão Argentina River Plate (4° título)
Vice-campeão Argentina Boca Juniors
Melhor marcador 9 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Brasil Cruzeiro – 15 gols
Melhor defesa (fase inicial) Brasil Grêmio – 2 gols
Maior goleada
(diferença)
Cruzeiro 7–0 Universidad de Chile
Estádio MineirãoBelo Horizonte
26 de abril, fase de grupos
◄◄ 2017 Soccerball.svg 2019 ►►

A Copa Libertadores da América de 2018, oficialmente CONMEBOL Libertadores 2018,[1] foi a 59ª edição da competição de futebol realizada anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Participaram clubes das dez associações sul-americanas.

O River Plate sagrou-se campeão pela quarta vez ao derrotar o Boca Juniors na final, após empate em 2–2 no jogo de ida no Estádio La Bombonera, em Buenos Aires; e empate em 1–1 no jogo de volta no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, com vitória por 2–0 na prorrogação. O clube garantiu vaga na Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2018, sendo o representante da CONMEBOL na competição.[2]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação Fase
 Argentina
(6 vagas + campeão da Sul-Americana)[3]
Independiente Campeão da Copa Sul-Americana de 2017 Fase de grupos
Boca Juniors Campeão do Campeonato Argentino 2016-17
River Plate Vice-campeão do Campeonato Argentino 2016-17
Atlético Tucumán Finalista da Copa Argentina 2016-17
Estudiantes 3º colocado do Campeonato Argentino 2016-17
Racing 4º colocado do Campeonato Argentino 2016-17
Banfield 5º colocado do Campeonato Argentino 2016-17 Segunda fase
 Bolívia
(4 vagas)[4]
The Strongest Campeão do Torneio Apertura 2016 Fase de grupos
Bolívar Campeão do Torneio Apertura 2017
Jorge Wilstermann Melhor pontuação no Torneio Clausura 2017 Segunda fase
Oriente Petrolero Melhor pontuação na temporada 2016–17 Primeira fase
 Brasil
(7 vagas + atual campeão)[5]
Grêmio Campeão da Copa Libertadores de 2017 Fase de grupos
Corinthians Campeão do Campeonato Brasileiro Série A 2017
Cruzeiro Campeão da Copa do Brasil 2017
Palmeiras Vice-campeão do Campeonato Brasileiro Série A 2017
Santos 3º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2017
Flamengo 6º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2017
Vasco da Gama 7º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2017 Segunda fase
Chapecoense 8º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2017
 Chile
(4 vagas)[6]
Universidad de Chile Campeão do Torneio Clausura 2017 Fase de grupos
Colo-Colo Campeão do Torneio Transición 2017[7]
Santiago Wanderers Campeão da Copa Chile 2017 Segunda fase
Universidad de Concepción Vencedor do duelo de vice-campeões da temporada 2017
 Colômbia
(4 vagas)[8]
Atlético Nacional Campeão do Torneio Apertura 2017 Fase de grupos
Millonarios Campeão do Torneio Finalización 2017
Santa Fe Melhor pontuação na temporada 2017 Segunda fase
Junior Barranquilla Campeão da Copa da Colômbia 2017
Equador
(4 vagas)[9]
Emelec Campeão do Campeonato Equatoriano 2017 Fase de grupos
Delfín Vice-campeão do Campeonato Equatoriano 2017
Independiente del Valle Melhor pontuação na temporada 2017 Segunda fase
Macará 2ª melhor pontuação na temporada 2017 Primeira fase
 Paraguai
(4 vagas)[10]
Cerro Porteño Campeão do Campeonato Paraguaio 2017 com a melhor pontuação Fase de grupos
Libertad Campeão do Campeonato Paraguaio 2017 com a pior pontuação
Guaraní Melhor pontuação na temporada 2017 Segunda fase
Olimpia 2ª melhor pontuação na temporada 2017 Primeira fase
 Peru
(4 vagas)[11]
Alianza Lima Campeão do Campeonato Descentralizado 2017 Fase de grupos
Real Garcilaso Vice-campeão do Campeonato Descentralizado 2017
Melgar Campeão do Torneio de Verano 2017 Segunda fase
Universitario Melhor pontuação na temporada 2017 Primeira fase
Uruguai
(4 vagas)[12]
Peñarol Campeão do Campeonato Uruguaio 2017 Fase de grupos
Defensor Sporting Vice-campeão do Campeonato Uruguaio 2017
Nacional Melhor pontuação na temporada 2017 Segunda fase
Montevideo Wanderers 2ª melhor pontuação na temporada 2017 Primeira fase
 Venezuela
(4 vagas)[13]
Monagas Campeão do Campeonato Venezuelano 2017 Fase de grupos
Deportivo Lara Vice-campeão do Campeonato Venezuelano 2017
Carabobo Melhor pontuação na temporada 2017 Segunda fase
Deportivo Táchira 2ª melhor pontuação na temporada 2017 Primeira fase

Calendário[editar | editar código-fonte]

O calendário de cada fase foi divulgado em 27 de setembro de 2017 e compreende as seguintes datas:[14][15]

Fase Ida Volta
Primeira fase 22 de janeiro 26 de janeiro
Segunda fase 30 de janeiro a 1 de fevereiro 6–8 de fevereiro
Terceira fase 13–15 de fevereiro 20–22 de fevereiro
Fase de grupos 27 de fevereiro a 24 de maio
Oitavas de final 7–9 de agosto 28–30 de agosto
Quartas de final 18–20 de setembro 2–4 de outubro
Semifinais 23–25 de outubro 30 de outubro a 1 de novembro
Finais 11 de novembro 9 de dezembro

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio foi realizado no dia 20 de dezembro, no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai.[16]

Seguindo o ranking de clubes da CONMEBOL, a distribuição das equipes através dos potes se deu da seguinte maneira (entre parênteses a posição do clube no ranking):[17][18]

Pote 1 Pote 2
Primeira fase
Pote 1 Pote 2
Segunda fase
Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4
Fase de grupos

a. ^ Não definido no momento do sorteio.

Fases preliminares[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por seis equipes provenientes de Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis.[19]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
E1 Montevideo Wanderers Uruguai 0–2 Paraguai Olimpia 0–0 0–2
E2 Macará Equador 1–1 (gf) Venezuela Deportivo Táchira 1–1 0–0
E3 Oriente Petrolero Bolívia 3–3 (gf) Peru Universitario 2–0 1–3

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada por 16 equipes, sendo 13 delas provenientes de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, mais os três vencedores da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis.[19]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
C1 Deportivo Táchira Venezuela 2–3 Colômbia Santa Fe 2–3 0–0
C2 Chapecoense Brasil 0–2 Uruguai Nacional 0–1 0–1
C3 Oriente Petrolero Bolívia 3–4 Bolívia Jorge Wilstermann 1–2 2–2
C4 Carabobo Venezuela 1–6 Paraguai Guaraní 1–0 0–6
C5 Olimpia Paraguai 2–3 Colômbia Junior Barranquilla 1–0 1–3
C6 Universidad de Concepción Chile 0–6 Brasil Vasco da Gama 0–4 0–2
C7 Banfield Argentina 3–3 (gf) Equador Independiente del Valle 1–1 2–2
C8 Santiago Wanderers Chile 2–1 Peru Melgar 1–1 1–0

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase foi disputada pelas oito equipes vencedoras da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Os cruzamentos desta fase foram pré-determinados antes do sorteio. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os vencedores de cada confronto se classificaram à fase de grupos.[19]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Santiago Wanderers Chile 1–5 Colômbia Santa Fe 1–2 0–3
G2 Banfield Argentina 2–3 Uruguai Nacional 2–2 0–1
G3 Vasco da Gama Brasil 4–4 (3–2 p) Bolívia Jorge Wilstermann 4–0 0–4
G4 Junior Barranquilla Colômbia 1–0 Paraguai Guaraní 1–0 0–0

Classificação à Copa Sul-Americana[editar | editar código-fonte]

As duas melhores equipes entre as derrotadas na terceira fase foram transferidas para a segunda fase da Copa Sul-Americana 2018. Apenas as partidas disputadas na terceira fase foram contabilizadas para este ranking.[19]

Equipe Pts J V E D GP GC SG Qualificação
Bolívia Jorge Wilstermann 3 2 1 0 1 4 4 0 Copa Sul-Americana
Argentina Banfield 1 2 0 1 1 2 3 –1
Paraguai Guaraní 1 2 0 1 1 0 1 –1 Eliminados
Chile Santiago Wanderers 0 2 0 0 2 1 5 –4

Fase de grupos[editar | editar código-fonte]

Os vencedores e os segundos classificados de cada grupo avançaram para as oitavas de final, enquanto os terceiros colocados foram transferidos para a Copa Sul-Americana de 2018.[19]

Legenda
Classificados à fase final
Transferidos à segunda fase da Copa Sul-Americana de 2018
Eliminados

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Grêmio 14 6 4 2 0 13 2 +11
2 Paraguai Cerro Porteño 13 6 4 1 1 8 8 0
3 Uruguai Defensor Sporting 4 6 1 1 4 5 7 –2
4 Venezuela Monagas 3 6 1 0 5 5 14 –9
  GRE CPO DEF MON
Grêmio 5–0 1–0 4–0
Cerro Porteño 0–0 2–1 3–2
Defensor Sporting 1–1 0–1 3–1
Monagas 1–2 0–2 1–0

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Colômbia Atlético Nacional 10 6 3 1 2 9 3 +6
2 Chile Colo-Colo 8 6 2 2 2 5 5 0
3 Bolívia Bolívar 8 6 2 2 2 6 9 –3
4 Equador Delfín 7 6 2 1 3 6 9 –3
  ATN BOL COL DEL
Atlético Nacional 4–1 0–0 4–0
Bolívar 1–0 1–1 2–1
Colo-Colo 0–1 2–0 0–2
Delfín 1–0 1–1 1–2

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Paraguai Libertad 13 6 4 1 1 10 4 +6
2 Argentina Atlético Tucumán 10 6 3 1 2 7 6 +1
3 Uruguai Peñarol 9 6 3 0 3 8 5 +3
4 Bolívia The Strongest 3 6 1 0 5 3 13 –10
  PEN LIB STR TUC
Peñarol 2–0 2–0 3–1
Libertad 2–1 3–0 0–0
The Strongest 1–0 1–3 1–2
Atlético Tucumán 1–0 0–2 3–0

Grupo D[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Argentina River Plate 12 6 3 3 0 6 3 +3
2 Brasil Flamengo 10 6 2 4 0 7 4 +3
3 Colômbia Santa Fe 7 6 1 4 1 5 3 +2
4 Equador Emelec 1 6 0 1 5 3 11 –8
  RIV EME FLA SFE
River Plate 2–1 0–0 0–0
Emelec 0–1 1–2 0–3
Flamengo 2–2 2–0 1–1
Santa Fe 0–1 1–1 0–0

Grupo E[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Cruzeiro 11 6 3 2 1 15 5 +10
2 Argentina Racing 11 6 3 2 1 12 6 +6
3 Brasil Vasco da Gama 5 6 1 2 3 3 10 –7
4 Chile Universidad de Chile 5 6 1 2 3 2 11 –9
  CRU UCH RAC VAS
Cruzeiro 7–0 2–1 0–0
Universidad de Chile 0–0 1–1 0–2
Racing 4–2 1–0 4–0
Vasco da Gama 0–4 0–1 1–1

Grupo F[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Santos 10 6 3 1 2 6 4 +2
2 Argentina Estudiantes 8 6 2 2 2 6 4 +2
3 Uruguai Nacional 8 6 2 2 2 7 6 +1
4 Peru Real Garcilaso 6 6 1 3 2 2 7 –5
  SAN EST RGA CNF
Santos 2–0 0–0 3–1
Estudiantes 0–1 3–0 3–1
Real Garcilaso 2–0 0–0 0–0
Nacional 1–0 0–0 4–0

Grupo G[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Corinthians 10 6 3 1 2 11 5 +6
2 Argentina Independiente 10 6 3 1 2 6 4 +2
3 Colômbia Millonarios 8 6 2 2 2 7 4 +3
4 Venezuela Deportivo Lara 6 6 2 0 4 5 16 –11
  COR IND MIL DLA
Corinthians 1–2 0–1 2–0
Independiente 0–1 1–0 2–0
Millonarios 0–0 1–1 4–0
Deportivo Lara 2–7 1–0 2–1

Grupo H[editar | editar código-fonte]

Pos.
Equipe
Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Palmeiras 16 6 5 1 0 14 3 +11
2 Argentina Boca Juniors 9 6 2 3 1 8 4 +4
3 Colômbia Junior Barranquilla 7 6 2 1 3 5 8 –3
4 Peru Alianza Lima 1 6 0 1 5 1 13 –12
  BOC PAL ALI JUN
Boca Juniors 0–2 5–0 1–0
Palmeiras 1–1 2–0 3–1
Alianza Lima 0–0 1–3 0–2
Junior Barranquilla 1–1 0–3 1–0

Fase final[editar | editar código-fonte]

Após a conclusão da fase de grupos, o sorteio que definiu o chaveamento das equipes classificadas a partir das oitavas de final até a final foi realizado em 4 de junho no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai.[20]

As equipes que finalizaram em primeiro lugar na fase de grupos (pote 1 no sorteio) enfrentam as equipes equipes que finalizaram em segundo lugar (pote 2), pondendo ser sorteadas equipes de um mesmo país ou que integram o mesmo grupo na fase anterior. A pontuação obtida na fase de grupos serve para a definição dos mandos de campo até a final, com as equipes melhores posicionadas sempre realizando o jogo de volta como local (numerados de 1 a 16).[21][22]

Equipes classificadas
Primeiros dos grupos Pts SG Gr.
1 Brasil Palmeiras 16 +11 H
2 Brasil Grêmio 14 +11 A
3 Paraguai Libertad 13 +6 C
4 Argentina River Plate 12 +3 D
5 Brasil Cruzeiro 11 +10 E
6 Brasil Corinthians 10 +6 G
7 Colômbia Atlético Nacional 10 +6 B
8 Brasil Santos 10 +2 F
Segundos dos grupos Pts SG GP
9 Paraguai Cerro Porteño 13 0 A
10 Argentina Racing 11 +6 E
11 Brasil Flamengo 10 +3 D
12 Argentina Independiente 10 +2 G
13 Argentina Atlético Tucumán 10 +1 C
14 Argentina Boca Juniors 9 +4 H
15 Argentina Estudiantes 8 +2 F
16 Chile Colo-Colo 8 0 B

Esquema[editar | editar código-fonte]

Os times que estão na parte superior do confronto possuem o mando de campo no primeiro jogo e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 7 a 30 de agosto  18 de setembro a 4 de outubro  23 a 31 de outubro  11 de novembro e 9 de dezembro
                                                 
 Argentina Boca Juniors 2 4 6  
 Paraguai Libertad 0 2 2  
   Argentina Boca Juniors 2 1 3  
   Brasil Cruzeiro 0 1 1  
 Brasil Flamengo 0 1 1
 Brasil Cruzeiro 2 0 2  
   Argentina Boca Juniors 2 2 4  
   Brasil Palmeiras 0 2 2  
 Chile Colo-Colo (gf) 1 1 2  
 Brasil Corinthians 0 2 2  
   Chile Colo-Colo 0 0 0
   Brasil Palmeiras 2 2 4  
 Paraguai Cerro Porteño 0 1 1
 Brasil Palmeiras 2 0 2  
   Argentina Boca Juniors 2 1 3
   Argentina River Plate (pro) 2 3 5
 Argentina Independiente [†] 3 0 3  
 Brasil Santos 0 0 0  
   Argentina Independiente 0 1 1
   Argentina River Plate 0 3 3  
 Argentina Racing 0 0 0
 Argentina River Plate 0 3 3  
   Argentina River Plate (gf) 0 2 2
   Brasil Grêmio 1 1 2  
 Argentina Atlético Tucumán 2 0 2  
 Colômbia Atlético Nacional 0 1 1  
   Argentina Atlético Tucumán 0 0 0
   Brasil Grêmio 2 4 6  
 Argentina Estudiantes 2 1 3 (3)
 Brasil Grêmio (pen) 1 2 3 (5)  
  • ^ Foi atribuída a vitória ao Independiente por 3–0 no jogo de ida devido a escalação irregular de Carlos Sánchez por parte do Santos. Originalmente a partida foi 0–0.[23]

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
11 de novembro[a] Boca Juniors Argentina 2 – 2 Argentina River Plate Estádio La Bombonera, Buenos Aires
16:00 (UTC−3)
Ábila Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33'
Benedetto Gol marcado aos 45 minutos de jogo 45'
Relatório Pratto Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Izquierdoz Gol contra marcado aos 60 minutos de jogo 60' (g.c.)
Público: 49 000[24]
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar
Jogo de volta
9 de dezembro[b] River Plate Argentina 3 – 1 (pro) Argentina Boca Juniors Estádio Santiago Bernabéu, Madrid[b]
20:30 (UTC+1)
Pratto Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Quintero Gol marcado aos 108 minutos de jogo 108'
G. Martínez Gol marcado aos 120+1 minutos de jogo 120+1'
Relatório Benedetto Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' Público: 62 282[25]
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2018
Argentina
RIVER PLATE
Campeão
(4º título)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Argentina Lautaro Martínez Racing Cruzeiro 4–2 27 de fevereiro [28]
Colômbia Ayron del Valle Millonarios Deportivo Lara 4–0 17 de abril [29]
Colômbia Miguel Borja Palmeiras Junior Barranquilla 3–1 16 de maio [30]
Brasil Jadson Corinthians Deportivo Lara 7–2 17 de maio [31]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos do campeonato:

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 62 282 River Plate Argentina 3–1 Argentina Boca Juniors Santiago Bernabéu 9 de dezembro Final [32]
2 62 000 River Plate Argentina 0–1 Brasil Grêmio Monumental de Núñez 23 de outubro Semifinal [33]
3 61 000 River Plate Argentina 0–0 Colômbia Santa Fe Monumental de Núñez 5 de abril Grupo D [34]
4 60 000 River Plate Argentina 3–1 Argentina Independiente Monumental de Núñez 2 de outubro Quartas [35]
5 56 791 Cruzeiro Brasil 1–1 Argentina Boca Juniors Mineirão 4 de outubro Quartas [36]
6 53 571 Grêmio Brasil 1–2 Argentina River Plate Arena do Grêmio 30 de outubro Semifinal [37]
7 52 706 Cruzeiro Brasil 0–1 Brasil Flamengo Mineirão 29 de agosto Oitavas [38]
8 50 000 River Plate Argentina 2–1 Equador Emelec Monumental de Núñez 26 de abril Grupo D [39]
Boca Juniors Argentina 5–0 Peru Alianza Lima La Bombonera 16 de maio Grupo H [40]
River Plate Argentina 3–0 Argentina Racing Monumental de Núñez 29 de agosto Oitavas [41]
Boca Juniors Argentina 2–0 Brasil Cruzeiro La Bombonera 19 de setembro Quartas [42]
Boca Juniors Argentina 2–0 Brasil Palmeiras La Bombonera 24 de outubro Semifinal [43]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Libertadores. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Notas[editar | editar código-fonte]

  • A. ^ Partida originalmente marcada para 10 de novembro às 17:00 (UTC−3), mas adiada para o dia seguinte devido as fortes chuvas em Buenos Aires.[44]
  • B. ^ Partida originalmente marcada para 24 de novembro às 17:00 (UTC−3) no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, mas adiada para o dia seguinte devido a um ataque ao ônibus que transportava a delegação do Boca Juniors ao local da partida.[45] Entretanto foi novamente adiada por falta de condições esportivas.[46] Em 29 de novembro a CONMEBOL confirmou a nova data da partida e a transferência para o Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, por questões de segurança.[47]

Referências

  1. «Conmebol não renova contrato de naming rights da Libertadores». GaúchaZH. 22 de dezembro de 2017. Consultado em 24 de dezembro de 2017 
  2. «River vira sobre o Boca na prorrogação e leva a Libertadores em Madri». UOL Esporte. 9 de dezembro de 2018. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
  3. «Reglamento del Campeonato de Primera División 2016/2017» (PDF) (em espanhol). AFA 
  4. «La Liga se adecua a nuevo calendario, que comenzará el 29 de enero» (em espanhol). LFPB. 3 de janeiro de 2017 
  5. «Campeonato Brasileiro da Série A de 2017 REC - REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO» (PDF). CBF 
  6. «Bases Campeonato Nacional Primera División 2016-2017» (PDF) (em espanhol). ANFP 
  7. «Bases Campeonato Nacional Primera División 2017» (PDF) (em espanhol). ANFP 
  8. «Reglamentación Liga Águila 2017» (PDF) (em espanhol). DIMAYOR 
  9. «Reglamento del Comité Ejecutivo de fútbol Profesional» (PDF) (em espanhol). FEF 
  10. «Reglamento del Campeonato Oficial Año 2017» (em espanhol). APF 
  11. «Bases del Torneo Descentralizado 2017» (PDF) (em espanhol). ADFP 
  12. «Reglamento de Primera División» (em espanhol). AUF 
  13. «Comisión de Torneos Nacionales Normas Reguladoras de Primera División Temporada 2017» (PDF) (em espanhol). FVF 
  14. «Conmebol divulga calendário da Libertadores de 2018, que pode ter final única em um sábado». ESPN. 27 de setembro de 2017. Consultado em 11 de dezembro de 2017 
  15. «CALENDARIO 2018» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  16. «Sorteio define confrontos da Libertadores e Sul-Americana 2018». Yahoo!. 19 de dezembro de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  17. «Ranking CONMEBOL Libertadores Bridgestone 2018» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  18. «Sorteo 2018» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  19. a b c d e «Reglamento CONMEBOL Libertadores 2018» (em espanhol). CONMEBOL. 30 de dezembro de 2017. Consultado em 8 de fevereiro de 2018 
  20. «El 4 de junio se sortean los Octavos de la Libertadores y Segunda Fase de la Sudamericana» (em espanhol). CONMEBOL. 19 de abril de 2018. Consultado em 21 de abril de 2017 
  21. «CONMEBOL LIBERTADORES 2018 SISTEMA DE SORTEO – Octavos de Final» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 5 de junho de 2018 
  22. «Reglamento CONMEBOL Libertadores 2018» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 21 de abril de 2018 
  23. «El Tribunal de Disciplina emite Fallo ante reclamo presentado por el Club Atlético Independiente» (em espanhol). CONMEBOL. 28 de agosto de 2018. Consultado em 28 de agosto de 2018 
  24. «Copa Libertadores 2018 » Final » Boca Juniors - River Plate 2:2». worldfootball.net. 11 de novembro de 2018. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
  25. «Valeu a espera: River vence o Boca na prorrogação e conquista o tetra da Libertadores». GloboEsporte.com. 9 de dezembro de 2018. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
  26. «Copa Libertadores 2018: Goleadores» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 5 de abril de 2018 
  27. «Copa Libertadores 2018: Asistencias» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 5 de abril de 2018 
  28. «Lautaro Martínez faz três, Cruzeiro tenta, mas é batido pelo Racing na Libertadores». GloboEsporte.com. 27 de fevereiro de 2018. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  29. «Millonarios goleia Deportivo Lara com três gols de Del Valle e se recupera». GloboEsporte.com. 17 de abril de 2018. Consultado em 18 de abril de 2018 
  30. «Palmeiras vence o Junior Barranquilla e se garante como o melhor da Libertadores». GloboEsporte.com. 16 de maio de 2018. Consultado em 17 de maio de 2018 
  31. «Com sete gols, três de Jadson, Corinthians goleia e se classifica na Libertadores». GloboEsporte.com. 17 de maio de 2018. Consultado em 17 de maio de 2018 
  32. «Valeu a espera: River vence o Boca na prorrogação e conquista o tetra da Libertadores». GloboEsporte.com. 9 de dezembro de 2018. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
  33. «Copa Libertadores 2018 » Meias-finais » River Plate - Grêmio Porto Alegre 0:1». Worldfootball.net. 23 de outubro de 2018. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  34. «Copa Libertadores 2018 » Grupo 4 » River Plate - Santa Fe 0:0». Worldfootball.net. 5 de abril de 2018. Consultado em 27 de abril de 2018 
  35. «Copa Libertadores 2018 » Quartos-de-final » River Plate - Independiente 3:1». Worldfootball.net. 2 de outubro de 2018. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  36. «Cruzeiro empata com Boca Juniors no Mineirão, e argentinos avançam às semifinais da Libertadores». GloboEsporte.com. 4 de outubro de 2018. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  37. «Em noite infeliz de Bressan, Grêmio leva virada na Arena para o River, cai na semi e adia sonho do tetra». GloboEsporte.com. 30 de outubro de 2018. Consultado em 31 de outubro de 2018 
  38. «Em nova noite de festa, torcida do Cruzeiro bate recorde desta Libertadores no Brasil». Superesportes. 29 de agosto de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2018 
  39. «Copa Libertadores 2018 » Grupo 4 » River Plate - CS Emelec 2:1». Worldfootball.net. 26 de abril de 2018. Consultado em 1 de maio de 2018 
  40. «Copa Libertadores 2018 » Grupo 8 » Boca Juniors - Alianza Lima 5:0». Worldfootball.net. 16 de maio de 2018. Consultado em 23 de maio de 2018 
  41. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » River Plate - Racing Club 3:0». Worldfootball.net. 29 de agosto de 2018. Consultado em 8 de setembro de 2018 
  42. «Copa Libertadores 2018 » Quartos-de-final » Boca Juniors - Cruzeiro EC 2:0». Worldfootball.net. 19 de setembro de 2018. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  43. «Copa Libertadores 2018 » Meias-finais » Boca Juniors - SE Palmeiras 2:0». Worldfootball.net. 24 de outubro de 2018. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  44. «Conmebol adia final da Libertadores entre Boca e River por forte chuva em Buenos Aires». GloboEsporte.com. 10 de novembro de 2018. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  45. «Conmebol adia segundo jogo da final para domingo após ataque ao ônibus do Boca Juniors». GloboEsporte.com. 24 de novembro de 2018. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  46. «Final da Libertadores entre River Plate e Boca Juniors é adiada». GloboEsporte.com. 25 de novembro de 2018. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  47. «Final de la CONMEBOL Libertadores 2018 se jugará el domingo 9 de diciembre en el Santiago Bernabéu de Madrid» (em espanhol). CONMEBOL. 29 de novembro de 2018. Consultado em 29 de novembro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]