Copa Libertadores da América de 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Copa Libertadores da América de 2020
LXI Copa Libertadores de América
CONMEBOL Libertadores 2020
Conmebol Libertadores logo.svg
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Período 21 de janeiro de 2020 – 30 de janeiro de 2021
Gol(o)s 405
Partidas 155
Média 2,61 gol(o)s por partida
Campeão Palmeiras (2º título)
Vice-campeão Santos
Melhor marcador Equador Fidel Martínez (Barcelona) – 8 gols
Melhor ataque (fase inicial) River Plate – 21 gols
Melhor defesa (fase inicial) Boca Juniors – 1 gol
Maior goleada
(diferença)
River Plate 8–0 Binacional
Estádio Monumental de NúñezBuenos Aires
11 de março, fase de grupos
Premiações
Melhor jogador Brasil Marinho (Santos)
◄◄ 2019 Soccerball.svg 2021 ►►

A Copa Libertadores da América de 2020, oficialmente CONMEBOL Libertadores 2020, foi a 61ª edição da competição de futebol realizada anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Participaram clubes das dez associações sul-americanas.

Continuando com a disputa da final em jogo único como implementado na edição anterior,[1] em 17 de outubro de 2019 a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida como sede da final, na reunião do Conselho da CONMEBOL, em Luque no Paraguai, juntamente com a sede da final da Copa Sul-Americana de 2020. O palco foi o Estádio do Maracanã, que recebeu a segunda final de Libertadores de sua história.[2][3]

O Palmeiras conquistou seu segundo título da competição, após vencer o Santos na final por 1–0, 21 anos após a conquista da edição de 1999.[4] Com isso ganhou o direito de representar a CONMEBOL na Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2020 no Catar, enfrentará o campeão da Copa Sul-Americana de 2020 na Recopa Sul-Americana de 2021, assim como se classificou automaticamente para a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2021.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

As seguintes 47 equipes das 10 federações filiadas à CONMEBOL se qualificaram para o torneio:

  • Campeão da Copa Libertadores da América de 2019
  • Campeão da Copa Sul-Americana de 2019
  • Brasil: 7 vagas
  • Argentina: 6 vagas
  • Demais associações: 4 vagas cada

A fase de entrada é determinada da seguinte maneira:

  • Fase de grupos: 28 equipes
    • Campeão da Copa Libertadores de 2019
    • Campeão da Copa Sul-Americana de 2019
    • Equipes qualificadas para as vagas 1 a 5 da Argentina e do Brasil
    • Equipes qualificadas para as vagas 1 e 2 de todas as outras associações.
  • Segunda fase: 13 equipes
    • Equipes qualificadas para as vagas 6 e 7 do Brasil
    • Equipe que qualificou para a vaga 6 da Argentina
    • Equipes qualificadas para as vagas 3 e 4 do Chile e Colômbia
    • Equipes qualificadas para a vaga 3 de todas as outras associações.
  • Primeira fase: 6 equipes
    • Equipes que se qualificaram para a vaga 4 da Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela
Associação Equipe Classificação Fase
 Argentina
(6 vagas)
Racing Campeão da Superliga Argentina de 2018–19 Fase de grupos
Defensa y Justicia Vice-campeão da Superliga Argentina de 2018–19
River Plate Campeão da Copa da Argentina de 2018–19
Tigre Campeão da Copa da Superliga Argentina de 2019
Boca Juniors 3º colocado da Superliga Argentina de 2018–19
Atlético Tucumán 5º colocado da Superliga Argentina de 2018–19 Segunda fase
 Bolívia
(4 vagas)
Bolívar Campeão do Torneio Apertura de 2019 Fase de grupos
Jorge Wilstermann Campeão do Torneio Clausura de 2019
The Strongest Melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
San José 2º melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase
 Brasil

(7 vagas + atual campeão)

Flamengo Campeão da Copa Libertadores de 2019 Fase de grupos
Athletico Paranaense Campeão da Copa do Brasil de 2019
Santos Vice-campeão do Campeonato Brasileiro Série A de 2019
Palmeiras 3º colocado do Campeonato Brasileiro Série A de 2019
Grêmio 4º colocado do Campeonato Brasileiro Série A de 2019
São Paulo 6º colocado do Campeonato Brasileiro Série A de 2019
Internacional 7º colocado do Campeonato Brasileiro Série A de 2019 Segunda fase
Corinthians 8° colocado do Campeonato Brasileiro Série A de 2019
 Chile
(4 vagas)
Universidad Católica Campeão do Campeonato Chileno de 2019 Fase de grupos
Colo-Colo Vice-campeão do Campeonato Chileno de 2019
Palestino 3º colocado do Campeonato Chileno de 2019 Segunda fase
Universidad de Chile Vice-campeão da Copa do Chile de 2019
 Colômbia
(4 vagas)
Junior Barranquilla Campeão do Torneio Apertura de 2019 Fase de grupos
América de Cali Campeão do Torneio Finalización de 2019
Deportes Tolima Melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
Independiente Medellín Campeão da Copa da Colômbia de 2019
Equador
(4 vagas + campeão da Sul-Americana)
Independiente del Valle Campeão da Copa Sul-Americana de 2019 Fase de grupos
Delfín Campeão do Campeonato Equatoriano de 2019
LDU Quito Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 2019
Macará Melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
Barcelona de Guayaquil 2ª melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase
 Paraguai
(4 vagas)
Olimpia Campeão dos Torneios Apertura e Clausura de 2019 Fase de grupos
Libertad Melhor pontuação na temporada de 2019
Cerro Porteño 2ª melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
Guaraní 3ª melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase
 Peru
(4 vagas)
Binacional Campeão do Campeonato Peruano de 2019 Fase de grupos
Alianza Lima Vice-campeão do Campeonato Peruano de 2019
Sporting Cristal 3º colocado do Campeonato Peruano de 2019 Segunda fase
Universitario Melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase
Uruguai
(4 vagas)
Nacional Campeão do Campeonato Uruguaio de 2019 Fase de grupos
Peñarol Vice-campeão do Campeonato Uruguaio de 2019
Cerro Largo Melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
Progreso 2ª melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase
 Venezuela
(4 vagas)
Caracas Campeão do Campeonato Venezuelano de 2019 Fase de grupos
Estudiantes de Mérida Vice-campeão do Campeonato Venezuelano de 2019
Deportivo Táchira Melhor pontuação na temporada de 2019 Segunda fase
Carabobo 2ª melhor pontuação na temporada de 2019 Primeira fase

Calendário[editar | editar código-fonte]

O Estádio do Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, sediou a final da competição.

O calendário de cada fase foi divulgado em 13 de junho de 2019.[5]

Fase Data de sorteio Ida Volta
Primeira fase 17 de dezembro de 2019 21–23 de janeiro de 2020 28–30 de janeiro de 2020
Segunda fase 4–6 de fevereiro de 2020 11–13 de fevereiro de 2020
Terceira fase 18–20 de fevereiro de 2020 25–27 de fevereiro de 2020
Fase de grupos 1ª rodada: 3–5 de março de 2020
2ª rodada: 10–12 de março de 2020
3ª rodada: 15–17 de setembro de 2020 (originalmente 17–19 de março de 2020)
4ª rodada: 22–24 de setembro de 2020 (originalmente 7–9 de abril de 2020)
5ª rodada: 29 de setembro – 1 de outubro de 2020 (originalmente 21–23 de abril de 2020)
6ª rodada: 20–22 de outubro de 2020 (originalmente 5–7 de maio de 2020)
Oitavas de final 23 de outubro de 2020
(originalmente 13 de maio de 2020)
24–26 de novembro de 2020
(originalmente 21–23 de julho de 2020)
1–3 de dezembro de 2020
(originalmente 28–30 de julho de 2020)
Quartas de final 8–10 de dezembro de 2020
(originalmente 18–20 de agosto de 2020)
15–17 de dezembro de 2020
(originalmente 25–27 de agosto de 2020)
Semifinais 5–7 de janeiro de 2021
(originalmente 22–24 de setembro de 2020)
12–14 de janeiro de 2021
(originalmente 29 de setembro – 1 de outubro de 2020)
Final 30 de janeiro de 2021 (originalmente 21 de novembro de 2020)
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

Por conta da pandemia de coronavírus, a competição foi suspensa após a conclusão da segunda rodada da fase de grupos, inicialmente até 21 de março e posteriormente estendida até 5 de maio.[6][7] Em 17 de abril, a CONMEBOL anunciou a suspensão da competição por tempo indefinido.[8] Em 10 de julho, a CONMEBOL anunciou o novo calendário para o restante da competição.[9][10]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio das fases preliminares e da fase de grupos foi realizado em 17 de dezembro de 2019, no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai. Nesse mesmo dia a primeira fase da Copa Sul-Americana de 2020 também foi sorteada.[11][12]

Pote 1 Pote 2
Primeira fase
Pote 1 Pote 2
Segunda fase
Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4
Fase de grupos

Fases preliminares[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por seis equipes provenientes de Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[13]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
E1 San José Bolívia 0–5 Paraguai Guaraní 0–1 0–4
E2 Carabobo Venezuela 1–2 Peru Universitario 1–1 0–1
E3 Progreso Uruguai 1–5 Equador Barcelona de Guayaquil 0–2 1–3

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada por 16 equipes, sendo 13 delas provenientes de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, mais os três vencedores da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[13]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
C1 Universitario Peru 1–2 Paraguai Cerro Porteño 1–1 0–1
C2 Cerro Largo Uruguai 2–6 Chile Palestino 1–1 1–5
C3 Independiente Medellín Colômbia 4–2 Venezuela Deportivo Táchira 4–0 0–2
C4 Macará Equador 0–2 Colômbia Deportes Tolima 0–1 0–1
C5 Universidad de Chile Chile 0–2 Brasil Internacional 0–0 0–2
C6 The Strongest Bolívia 2–2 (5–6 p) Argentina Atlético Tucumán 2–0 0–2
C7 Guaraní Paraguai 2–2 (gf) Brasil Corinthians 1–0 1–2
C8 Barcelona de Guayaquil Equador 5–2 Peru Sporting Cristal 4–0 1–2

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

A terceira fase será disputada pelas oito equipes vencedoras da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa será considerada e, persistindo a igualdade, a vaga será definida na disputa por pênaltis. Os vencedores de cada confronto se classificarão à fase de grupos.[14]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Barcelona de Guayaquil Equador 5–0 Paraguai Cerro Porteño 1–0 4–0
G2 Palestino Chile 1–3 Paraguai Guaraní 0–1 1–2
G3 Independiente Medellín Colômbia 1–1 (4–2 p) Argentina Atlético Tucumán 1–0 0–1
G4 Deportes Tolima Colômbia 0–1 Brasil Internacional 0–0 0–1

Classificação à Copa Sul-Americana[editar | editar código-fonte]

As duas melhores equipes entre as derrotadas na terceira fase serão transferidas para a segunda fase da Copa Sul-Americana 2020. Apenas partidas disputadas na terceira fase serão contabilizadas para este ranking.[14]

Equipe Pts J V E D GP GC SG Qualificação
Argentina Atlético Tucumán 3 2 1 0 1 1 1 0 Copa Sul-Americana
Colômbia Deportes Tolima 1 2 0 1 1 0 1 –1
Chile Palestino 0 2 0 0 2 1 3 –2 Eliminados
Paraguai Cerro Porteño 0 2 0 0 2 0 5 –5

Fase de grupos[editar | editar código-fonte]

Os vencedores e os segundos classificados de cada grupo avançarão para as oitavas de final, enquanto os terceiros colocados serão transferidos para a Copa Sul-Americana de 2020.

Legenda
Classificados à fase final
Transferidos à segunda fase da Copa Sul-Americana de 2020
Eliminados

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Flamengo 15 6 5 0 1 14 8 +6
2 Equador Independiente del Valle 12 6 4 0 2 14 8 +6
3 Colômbia Junior Barranquilla 6 6 2 0 4 8 12 –4
4 Equador Barcelona de Guayaquil 3 6 1 0 5 4 12 –8
  FLA IDV JUN BAR
Flamengo 4–0 3–1 3–0
Independiente del Valle 5–0 3–0 2–0
Junior Barranquilla 1–2 4–1 0–2
Barcelona de Guayaquil 1–2 0–3 1–2

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Palmeiras 16 6 5 1 0 17 2 +15
2 Paraguai Guaraní 13 6 4 1 1 13 7 +6
3 Bolívia Bolívar 4 6 1 1 4 6 13 –7
4 Argentina Tigre 1 6 0 1 5 3 17 –14
  PAL BOL TIG GUA
Palmeiras 5–0 5–0 3–1
Bolívar 1–2 2–0 2–3
Tigre 0–2 1–1 1–3
Guaraní 0–0 2–0 4–1

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Bolívia Jorge Wilstermann 10 6 3 1 2 8 5 +3
2 Brasil Athletico Paranaense 10 6 3 1 2 8 6 +2
3 Uruguai Peñarol 9 6 3 0 3 9 8 +1
4 Chile Colo-Colo 6 6 2 0 4 3 9 –6
  PEN COL ATP JWI
Peñarol 3–0 3–2 1–0
Colo-Colo 2–1 1–0 0–1
Athletico Paranaense 1–0 2–0 0–0
Jorge Wilstermann 3–1 2–0 2–3

Grupo D[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Argentina River Plate 13 6 4 1 1 21 6 +15
2 Equador LDU Quito 12 6 4 0 2 12 8 +4
3 Brasil São Paulo 7 6 2 1 3 14 11 +3
4 Peru Binacional 3 6 1 0 5 3 25 –22
  RIV SPA LDU BIN
River Plate 2–1 3–0 8–0
São Paulo 2–2 3–0 5–1
LDU Quito 3–0 4–2 4–0
Binacional 0–6 2–1 0–1

Grupo E[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Grêmio 11 6 3 2 1 6 3 +3
2 Brasil Internacional 8 6 2 2 2 8 6 +2
3 Chile Universidad Católica 7 6 2 1 3 6 9 –3
4 Colômbia América de Cali 6 6 1 3 2 7 9 –2
  GRE UCA AMC INT
Grêmio 2–0 1–1 0–0
Universidad Católica 2–0 1–2 2–1
América de Cali 0–2 1–1 0–0
Internacional 0–1 3–0 4–3

Grupo F[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Uruguai Nacional 15 6 5 0 1 9 3 +6
2 Argentina Racing 15 6 5 0 1 9 4 +5
3 Venezuela Estudiantes de Mérida 4 6 1 1 4 8 12 –4
4 Peru Alianza Lima 1 6 0 1 5 4 11 –7
  CNF RAC ALI ETM
Nacional 1–2 2–0 1–0
Racing 0–1 1–0 2–1
Alianza Lima 0–1 0–2 2–2
Estudiantes de Mérida 1–3 1–2 3–2

Grupo G[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Santos 16 6 5 1 0 10 5 +5
2 Equador Delfín 7 6 2 1 3 6 7 –1
3 Argentina Defensa y Justicia 6 6 2 0 4 8 10 –2
4 Paraguai Olimpia 5 6 1 2 3 6 8 –2
  OLI SAN DEL DYJ
Olimpia 2–3 0–1 2–1
Santos 0–0 1–0 2–1
Delfín 1–1 1–2 3–0
Defensa y Justicia 2–1 1–2 3–0

Grupo H[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Argentina Boca Juniors 14 6 4 2 0 10 1 +9
2 Paraguai Libertad 7 6 2 1 3 8 11 –3
3 Venezuela Caracas 7 6 2 1 3 8 12 –4
4 Colômbia Independiente Medellín 6 6 2 0 4 9 11 –2
  BOC LIB CAR DIM
Boca Juniors 0–0 3–0 3–0
Libertad 0–2 3–2 2–4
Caracas 1–1 2–1 0–2
Independiente Medellín 0–1 1–2 2–3

Fase final[editar | editar código-fonte]

Após a conclusão da fase de grupos, o sorteio que definiu o chaveamento das equipes classificadas a partir das oitavas de final até a final foi realizado em 23 de outubro no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai.[15]

As equipes que finalizaram em primeiro lugar na fase de grupos (pote 1 no sorteio) enfrentaram as equipes que finalizaram em segundo lugar (pote 2), podendo ser sorteadas equipes de um mesmo país ou que integraram o mesmo grupo na fase anterior. A pontuação obtida na fase de grupos serviu para a definição dos mandos de campo até a semifinal, com as equipes melhores posicionadas sempre realizando o jogo de volta como local (numerados de 1 a 16).[14]

Equipes classificadas
Primeiros dos grupos Pts SG Gr.
1 Brasil Palmeiras 16 +15 B
2 Brasil Santos 16 +5 G
3 Brasil Flamengo 15 +6 A
4 Uruguai Nacional 15 +6 F
5 Argentina Boca Juniors 14 +9 H
6 Argentina River Plate 13 +15 D
7 Brasil Grêmio 11 +3 E
8 Bolívia Jorge Wilstermann 10 +3 C
Segundos dos grupos Pts SG Gr.
9 Argentina Racing 15 +5 F
10 Paraguai Guaraní 13 +6 B
11 Equador Independiente del Valle 12 +6 A
12 Equador LDU Quito 12 +4 D
13 Brasil Athletico Paranaense 10 +2 C
14 Brasil Internacional 8 +2 E
15 Equador Delfín 7 –1 G
16 Paraguai Libertad 7 –3 H

Esquema[editar | editar código-fonte]

Os times que estão na parte superior do confronto possuem o mando de campo no primeiro jogo e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 24 de novembro a 9 de dezembro  8 a 23 de dezembro  5 a 13 de janeiro  30 de janeiro
                                         
 Brasil Athletico Paranaense 1 0 1  
 Argentina River Plate 1 1 2  
   Argentina River Plate 2 6 8  
   Uruguai Nacional 0 2 2  
 Equador Independiente del Valle 0 0 0 (2)
 Uruguai Nacional (pen) 0 0 0 (4)  
   Argentina River Plate 0 2 2  
   Brasil Palmeiras 3 0 3  
 Paraguai Libertad 3 2 5  
 Bolívia Jorge Wilstermann 1 0 1  
   Paraguai Libertad 1 0 1
   Brasil Palmeiras 1 3 4  
 Equador Delfín 1 0 1
 Brasil Palmeiras 3 5 8  
   Brasil Palmeiras 1
   Brasil Santos 0
 Argentina Racing (pen) 1 1 2 (5)  
 Brasil Flamengo 1 1 2 (3)  
   Argentina Racing 1 0 1
   Argentina Boca Juniors 0 2 2  
 Brasil Internacional 0 1 1 (4)
 Argentina Boca Juniors (pen) 1 0 1 (5)  
   Argentina Boca Juniors 0 0 0
   Brasil Santos 0 3 3  
 Paraguai Guaraní 0 0 0  
 Brasil Grêmio 2 2 4  
   Brasil Grêmio 1 1 2
   Brasil Santos 1 4 5  
 Equador LDU Quito 1 1 2
 Brasil Santos (gf) 2 0 2  

Final[editar | editar código-fonte]

Nota: Equipe com melhor campanha na fase de grupos foi designada como equipe "mandante" para fins administrativos.

30 de janeiro de 2021 Palmeiras Brasil 1 – 0 Brasil Santos Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
17:00 (UTC−3)
Breno Lopes Gol marcado aos 90+9 minutos de jogo 90+9' Relatório Público: 2 500[b]
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2020
Brasil
PALMEIRAS
Campeão
(2º título)

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Libertadores. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Luiz Adriano Palmeiras Guaraní 3–1 (C) 10 de março [18]
Colômbia Carmelo Valencia Junior Barranquilla Independiente del Valle 4–1 (C) 22 de setembro [19]
Colômbia Rafael Santos Borré River Plate Nacional 6–2 (F) 17 de dezembro [20]

Seleção da temporada[editar | editar código-fonte]

A seleção dos principais jogadores da competição foi anunciada pela CONMEBOL após o seu término:[21]

Posição Jogador Clube
Goleiro Brasil Weverton Palmeiras
Lateral-direito Argentina Gonzalo Montiel River Plate
Zagueiros Brasil Lucas Veríssimo Santos
Paraguai Gustavo Gómez Palmeiras
Lateral-esquerdo Uruguai Matías Viña Palmeiras
Volantes Brasil Gabriel Menino Palmeiras
Venezuela Yeferson Soteldo Santos
Meias Brasil Marinho Santos
Brasil Rony Palmeiras
Atacantes Brasil Luiz Adriano Palmeiras
Argentina Carlos Tévez Boca Juniors
Craque Brasil Marinho Santos

Notas[editar | editar código-fonte]

  • a. ^ Não definido no momento do sorteio.
  • b. ^ Não foram vendidos ingressos para a final por conta da pandemia de COVID-19, mas 2,5 mil convidados dos clubes foram autorizados pela CONMEBOL.[22]

Referências

  1. «La CONMEBOL Libertadores se definirá en final única a partir de 2019 con mayores beneficios a los clubes y la competencia» (em espanhol). CONMEBOL. 23 de fevereiro de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  2. «Libertadores: Conmebol decide em setembro palco da final de 2020; Brasil disputa com 7 estádios». GloboEsporte.com. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  3. «Maracanã vai receber a final da Copa Libertadores de 2020». GloboEsporte.com. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  4. «A obsessão é verde! Palmeiras vence o Santos e conquista o bi da Libertadores». GloboEsporte.com. 30 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  5. «Calendário 2020 da Libertadores e Sul-Americana aprovado pela CONMEBOL». CONMEBOL. Consultado em 6 de novembro de 2019 
  6. «CONMEBOL Libertadores é suspensa temporariamente». CONMEBOL. 12 de março de 2020. Consultado em 15 de abril de 2020 
  7. «La CONMEBOL Libertadores queda suspendida temporalmente hasta el 05 de mayo» (em espanhol). CONMEBOL. 18 de março de 2020. Consultado em 15 de abril de 2020 
  8. «CONMEBOL reúne a miembros del Consejo para analizar situación e impacto del Covid-19 en el fútbol sudamericano» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de abril de 2020. Consultado em 9 de maio de 2020 
  9. «A Libertadores e a Sul-Americana já possuem datas». CONMEBOL. 10 de julho de 2020. Consultado em 11 de julho de 2020 
  10. «CALENDÁRIO 2020» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 11 de julho de 2020 
  11. «Restam 10 vagas: Libertadores de 2020 já tem 37 classificados; sorteio será em 17 de dezembro». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  12. «CONMEBOL LIBERTADORES 2020 – SISTEMA DE SORTEO – Fase Preliminar y Fase de Grupos» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  13. a b «La hoja de ruta de la Gloria Eterna rumbo Rio de Janeiro 2020». CONMEBOL. 17 de dezembro de 2019. Consultado em 18 de dezembro de 2019 
  14. a b c «Manual de Clubes / Reglamento Libertadores» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de dezembro de 2019. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  15. «Se sortean los Octavos de la CONMEBOL Libertadores y la Segunda Fase de la CONMEBOL Sudamericana» (em espanhol). CONMEBOL. 12 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  16. «Libertadores – Principais artilheiros». GloboEsporte.com. Consultado em 12 de março de 2020 
  17. «Copa Libertadores 2020 – Estatísticas – Mais Assistências» (em espanhol). oGol. Consultado em 27 de outubro de 2020 
  18. «Com três de Luiz Adriano, Palmeiras vence Guaraní e se isola na liderança». GloboEsporte.com. 10 de março de 2020. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  19. «Junior goleia o Del Valle de virada e embola o grupo do Flamengo na Libertadores». GloboEsporte.com. 22 de setembro de 2020. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  20. «River Plate atropela o Nacional no Uruguai e avança para pegar o Palmeiras na semifinal da Libertadores». GloboEsporte.com. 17 de dezembro de 2020. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  21. «Palmeiras domina seleção da Libertadores com seis jogadores». UOL Esporte. 1 de fevereiro de 2021. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  22. «Final da Libertadores tem aglomeração e torcedores sem máscara no Maracanã; veja fotos». GloboEsporte.com. 30 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de janeiro de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]