Copa Libertadores da América de Futebol Feminino de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
CONMEBOL Libertadores Feminina 2019
XI Copa Libertadores Femenina
CONMEBOL Libertadores Femenina 2019
Dados
Participantes 16
Organização CONMEBOL
Anfitrião Equador Equador (Quito)
Período 1128 de outubro
Gol(o)s 131
Partidas 32
Média 4,09 gol(o)s por partida
Campeã Brasil Corinthians (1º título)
Vice-campeã Brasil Ferroviária
Melhor marcadora Brasil Nathane (Ferroviária) – 9 gols
Melhor ataque (fase inicial) Ferroviária – 15 gols
Melhor defesa (fase inicial) Atlético Huila – 2 gols
Maior goleada
(diferença)
Mundo Futuro 1–10 Ferroviária
Estádio Casa BlancaQuito
11 de outubro, primeira fase
◄◄ 2018 Soccerball.svg 2020 ►►

A Copa Libertadores da América de Futebol Feminino de 2019, oficialmente CONMEBOL Libertadores Femenina 2019, foi a décima primeira edição da competição organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). O torneio será disputado em Quito, no Equador, entre os dias 11 e 28 de outubro.[1]

O Corinthians foi o campeão ao derrotar a Ferroviária na final por 2 a 0, sendo esta a primeira final disputada por duas equipes do mesmo país na história da competição.[2][3]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

O formato foi mudado em relação ao torneio anterior e pela primeira vez terá dezesseis equipes: o detentor do título, o representante do país anfitrião, o clube campeão de cada uma das dez associações da CONMEBOL, e uma equipe adicional de cada um dos países que já tiveram times campeões da Libertadores Feminina até a competição de 2018: Brasil, Chile, Paraguai e Colômbia.

Associação Equipe Classificação
CONMEBOL
(2 vagas)
Colômbia Atlético Huila Campeão da Libertadores Feminina de 2018
Equador Deportivo Cuenca Campeão do Campeonato Equatoriano de 2019
 Brasil
(2 vagas)
Corinthians Campeão do Campeonato Brasileiro de 2018
Ferroviária 4º colocado do Campeonato Brasileiro de 2018[a]
 Chile
(2 vagas)
Santiago Morning Campeão do Campeonato Chileno de 2018
Colo-Colo Vencedor do Play-off Pré-Libertadores de 2019
 Colômbia
(2 vagas)
América de Cali Campeão do Campeonato Colombiano de 2019
Independiente Medellín[b] Vice-campeão do Campeonato Colombiano de 2019
 Paraguai
(2 vagas)
Cerro Porteño Campeão do Campeonato Paraguaio de 2018
Libertad[c] Vice-campeão do Campeonato Paraguaio de 2018
 Argentina
(1 vaga)
UAI Urquiza Campeão do Campeonato Argentino de 2018-19
 Bolívia
(1 vaga)
Mundo Futuro Campeão do Campeonato Boliviano de 2019
Equador
(1 vaga)
Ñañas Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 2019 (Vaga adicional ao país anfitrião)
 Peru
(1 vaga)
Municipalidad de Majes Campeão do Campeonato Peruano de 2018
Uruguai
(1 vaga)
Peñarol Campeão do Campeonato Uruguaio de 2018
 Venezuela
(1 vaga)
Estudiantes de Caracas Campeão do Campeonato Venezuelano de 2019

a.^ O Rio Preto, vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 2018, foi desativado e o Flamengo, terceiro colocado, optou por não disputar a competição por questões internas. Assim, sua vaga foi repassada para a Ferroviária, quarta colocada.

b.^ O Independiente Medellín irá disputar esta edição em parceria com o Formas Íntimas.

c.^ O Libertad irá disputar esta edição em parceria com o Sportivo Limpeño, apesar de cada equipe possuir seu próprio departamento de futebol feminino.

Sedes[editar | editar código-fonte]

Estas foram as sedes do torneio:[4]

Quito Quito
Estádio Olímpico Atahualpa Estádio Casa Blanca
Capacidade: 35 742 Capacidade: 41 596

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio foi realizado em 30 de setembro as 16:00 (UTC-5) no Mercure Hotel Alameda Quito em Quito. Os times foram divididos em quatro potes com quatro times cada, sendo que os times do mesmo pote não poderiam cair no mesmo grupo. No primeiro pote foi colocada a equipe campeã do último torneio e o campeão equatoriano, automaticamente nas posições A1 e B1, o campeão colombiano foi colocado no pote 3 e as vagas adicionais foram postas no pote 4, já as outras equipes foram postas de acordo com a posição da sua federação no torneio anterior. Equipes do mesmo país não podem cair no mesmo grupo.

Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4

Colômbia Atlético Huila
Equador Deportivo Cuenca
Brasil Corinthians
Chile Santiago Morning

Argentina UAI Urquiza
Venezuela Estudiantes de Caracas
Equador Ñañas
Uruguai Peñarol

Peru Municipalidad de Majes
Paraguai Cerro Porteño
Bolívia Mundo Futuro
Colômbia América de Cali

Brasil Ferroviária
Chile Colo-Colo
Colômbia Independiente Medellín
Paraguai Libertad

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Os primeiros e segundos colocados de cada grupo avançaram para as quartas-de-finais da competição.

Legenda
Classificados à fase final
Eliminados

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Colômbia Atlético Huila 9 3 3 0 0 8 2 +6
2 Paraguai Cerro Porteño 6 3 2 0 1 4 5 -1
3 Uruguai Peñarol 1 3 0 1 2 3 5 -2
4 Chile Colo-Colo 1 3 0 1 2 5 8 -3

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Data Time 1 Jogo Time 2
11 out Atlético Huila Colômbia 2–1 Uruguai Peñarol
11 out Cerro Porteño Paraguai 3–2 Chile Colo-Colo
15 out Atlético Huila Colômbia 3–0 Paraguai Cerro Porteño
15 out Peñarol Uruguai 2–2 Chile Colo-Colo
18 out Colo-Colo Chile 1–3 Colômbia Atlético Huila
18 out Peñarol Uruguai 0–1 Paraguai Cerro Porteño

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Equador Deportivo Cuenca 9 3 3 0 0 10 3 +7
2 Brasil Ferroviária 6 3 2 0 1 15 4 +11
3 Venezuela Estudiantes de Caracas 3 3 1 0 2 4 7 -3
4 Bolívia Mundo Futuro 0 3 0 0 3 2 17 -15

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Data Time 1 Jogo Time 2
11 out Deportivo Cuenca Equador 3–1 Venezuela Estudiantes de Caracas
11 out Mundo Futuro Bolívia 1–10 Brasil Ferroviária
15 out Deportivo Cuenca Equador 5–1 Bolívia Mundo Futuro
15 out Estudiantes de Caracas Venezuela 1–4 Brasil Ferroviária
18 out Ferroviária Brasil 1–2 Equador Deportivo Cuenca
18 out Estudiantes de Caracas Venezuela 2–0 Bolívia Mundo Futuro

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Corinthians 7 3 2 1 0 8 4 +4
2 Colômbia América de Cali 6 3 2 0 1 8 4 +4
3 Paraguai Libertad 4 3 1 1 1 5 3 +2
4 Equador Ñañas 0 3 0 0 3 2 12 -10

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Data Time 1 Jogo Time 2
14 out Corinthians Brasil 3–1 Equador Club Ñañas
14 out América de Cali Colômbia 1–0 Paraguai Libertad
17 out Corinthians Brasil 3–1 Colômbia América de Cali
17 out Club Ñañas Equador 0–3 Paraguai Libertad
19 out Libertad Paraguai 2–2 Brasil Corinthians
19 out Club Ñañas Equador 1–6 Colômbia América de Cali

Grupo D[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Argentina UAI Urquiza 7 3 2 1 0 10 3 +7
2 Chile Santiago Morning 5 3 1 2 0 8 3 +5
3 Colômbia Independiente Medellín 4 3 1 1 1 8 3 +5
4 Peru Municipalidad de Majes 0 3 0 0 3 0 17 -17

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Data Time 1 Jogo Time 2
14 out Santiago Morning Chile 2–2 Argentina UAI Urquiza
14 out Municipalidad de Majes Peru 0–6 Colômbia Independiente Medellín
17 out Santiago Morning Chile 5–0 Peru Municipalidad de Majes
17 out UAI Urquiza Argentina 2–1 Colômbia Independiente Medellín
19 out Independiente Medellín Colômbia 1–1 Chile Santiago Morning
19 out UAI Urquiza Argentina 6–0 Peru Municipalidad de Majes

Fase final[editar | editar código-fonte]

A fase final foi disputada no Olímpico Atahualpa. Os horários seguem o UTC-5.

Quartas-de-final Semifinais Final
                   
21 de outubro – 17:00        
 Colômbia Atlético Huila  2
24 de outubro – 19:30
 Brasil Ferroviária  3  
 Brasil Ferroviária  2
21 de outubro – 19:30
   Paraguai Cerro Porteño  1  
 Equador Deportivo Cuenca  3 (3)
28 de outubro – 19:30
 Paraguai Cerro Porteño (pen)  3 (4)  
 Brasil Ferroviária  0
22 de outubro – 17:00
   Brasil Corinthians  2
 Brasil Corinthians  2
25 de outubro – 19:30
 Chile Santiago Morning  0  
 Brasil Corinthians  4 Terceiro colocado
22 de outubro – 19:30
   Colômbia América de Cali  0  
 Argentina UAI Urquiza  2  Paraguai Cerro Porteño  1
 Colômbia América de Cali  3    Colômbia América de Cali  3
28 de outubro – 17:00

Final[editar | editar código-fonte]

28 de outubro Ferroviária Brasil 0 – 2 Brasil Corinthians Estádio Olímpico Atahualpa, Quito
19:30 (UTC-5)
Relatório Giovanna Crivelari Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Juliete Gol marcado aos 90 minutos de jogo 90'
Árbitro: VenezuelaVEN Emikar Calderas

Premiação[editar | editar código-fonte]

CONMEBOL Libertadores Feminina 2019
Brasil
Corinthians
Campeão
(1º título)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Libertadores. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Classificação final
Pos. Times P J V E D GP GC SG
Campeão
1 Brasil Corinthians 16 6 5 1 0 16 4 +12
Vice-campeão
2 Brasil Ferroviária 12 6 4 0 2 20 9 +11
Eliminados nas semifinais
3 Colômbia América de Cali 12 6 4 0 2 14 11 +3
4 Paraguai Cerro Porteño 7 6 2 1 3 9 13 -4
Eliminados nas quartas-de-finais
5 Equador Deportivo Cuenca 10 4 3 1 0 13 6 +7
6 Colômbia Atlético Huila 9 4 3 0 1 10 5 +5
7 Argentina UAI Urquiza 7 4 2 1 1 12 6 +6
8 Chile Santiago Morning 5 4 1 2 1 8 5 +3
Eliminados na primeira fase
9 Colômbia Independiente Medellín 4 3 1 1 1 8 3 +5
10 Paraguai Libertad 4 3 1 1 1 5 3 +2
11 Venezuela Estudiantes de Caracas 3 3 1 0 2 4 7 –3
12 Uruguai Peñarol 1 3 0 1 2 3 5 –2
13 Chile Colo-Colo 1 3 0 1 2 5 8 –3
14 Equador Ñañas 0 3 0 0 3 2 12 –10
15 Bolívia Mundo Futuro 0 3 0 0 3 2 17 –15
16 Peru Municipalidad de Majes 0 3 0 0 3 0 17 –17

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CONMEBOL Libertadores Feminina já tem sede e datas confirmadas». CONMEBOL. 3 de junho de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  2. «É campeão! Corinthians bate a Ferroviária e vence sua primeiraLibertadores feminina». 29 de outubro de 2019. Consultado em 29 de outubro de 2019 
  3. «Corinthians vence e fatura o título da Copa Libertadores de Futebol Feminino». Portal R3. 29 de outubro de 2019. Consultado em 29 de outubro de 2019 
  4. «Ecuador, anfitrión de la Libertadores Femenina». Ecuafutbol.org. 16 de setembro de 2019