Copa Montevidéu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Copa Montevidéu (ou Copa Montevideo conforme o nome original em castelhano) foi uma tradicional competição internacional de futebol, não oficial,[1][2][3] realizada em Montevidéu, no Uruguai, durante o verão (meses de janeiro e fevereiro).[4][5][6]

Taça da competição exposta pelo Nacional.

As edições de 1953 e 1954 não são apontadas por alguns como amistosas, e para estes seriam como uma precursora do atual mundial de clubes. Como na Copa Rio, todos os jogos foram arbitrados por ingleses[7][8] (è importante especificar, porém, que os clubes vencedores deste evento nunca receberam a chancela FIFA de clubes campeões mundiais). Nela sempre participaram os dois clubes mais vitoriosos do Uruguai, Nacional e Peñarol, patrocinadores da competição,[9] somados a outros clubes de prestígio da América do Sul e da Europa, representando Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Peru, Áustria, Iugoslávia, Suécia, Tchecoslováquia e URSS, um total de onze nações representadas nas cinco edições realizadas.[10]

Sistema de competição[editar | editar código-fonte]

O sistema de competição foi em formato da liga (todos contra todos). As edições de 1953 e 1954 tiveram 8 participantes, enquanto nas demais edições 6 equipes fizeram parte da disputa.[10]

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

Año Campeão Vice campeão Terceiro lugar Quarto lugar
1953
Nacional
Uruguai
Botafogo
 Brasil
Peñarol
Uruguai
First Vienna
 Áustria
1954
Peñarol
Uruguai
Nacional
Uruguai
Fluminense
 Brasil
Alianza Lima
 Peru
1969
Nacional
Uruguai
Slovan Bratislava
 Eslováquia
Vélez Sarsfield
 Argentina
Peñarol
Uruguai
1970
Nacional
Uruguai
Peñarol
Uruguai
San Lorenzo
 Argentina
Corinthians
 Brasil
1971
Peñarol
Uruguai
Nacional
Uruguai
San Lorenzo
 Argentina
Cruzeiro
 Brasil

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Campeão Vice campeão Terceiro colocado Quarto colocado
Uruguai Nacional 3 (1953, 1969, 1970) 2 (1954, 1971)
Uruguai Peñarol 2 (1954, 1971) 1 (1970) 1 (1953) 1 (1969)
Brasil Botafogo 1 (1953)
Eslováquia Slovan Bratislava 1 (1969)
Argentina San Lorenzo 2 (1970, 1971)
Brasil Fluminense 1 (1954)
Argentina Vélez Sarsfield 1 (1969)
Áustria First Vienna 1 (1953)
Peru Alianza Lima 1 (1954)
Brasil Corinthians 1 (1970)
Brasil Cruzeiro 1 (1971)

Tabela histórica[editar | editar código-fonte]

POS CLUBES PJ PG PE PP GF GC DIF PTS
1 Uruguai Nacional 29 21 5 3 76 34 42 47
2 Uruguai Peñarol 29 20 3 6 69 30 39 43
3 Brasil Fluminense 14 5 4 5 24 17 7 14
4 Argentina San Lorenzo 10 5 2 3 26 24 2 12
5 Brasil Botafogo 7 5 1 1 14 5 9 11
6 Argentina Vélez Sarsfield 9 4 1 4 16 20 -4 9
7 Áustria First Vienna 7 3 1 3 13 12 1 7
8 Eslováquia Slovan Bratislava 5 3 1 1 9 8 1 7
9 Peru Alianza Lima 7 3 1 3 12 16 -4 7
10 Áustria Rapid Viena 7 3 0 4 10 12 -2 6
11 Brasil Cruzeiro 5 2 1 2 13 9 4 5
12 Brasil Corinthians 5 1 2 2 7 5 2 4
13 Argentina River Plate 5 2 0 3 11 15 -4 4
14 Croácia Dinamo Zagreb 7 1 2 4 6 10 -4 4
15 Brasil America 7 2 0 5 9 15 -6 4
16 Suécia Norrköping 7 2 0 5 5 11 -6 4
17 Rússia Torpedo Moscou 5 1 1 3 6 10 -4 3
18 Chile Colo-Colo 7 1 1 5 11 20 -9 3
19 Paraguai Sportivo Luqueño 7 1 1 5 8 27 -19 3
20 Argentina Independiente 4 1 0 3 7 10 -3 2
21 Paraguai Presidente Hayes 7 0 1 6 4 18 -14 1
22 Eslováquia Inter Bratislava 5 0 0 5 6 16 -10 0
23 Jugoslávia Estrela Vermelha 5 0 0 5 3 19 -16 0

Referências

  1. «Fifa Statutes» (PDF) (em inglês). p. 5. De acordo com o estatuto da FIFA, as competições internacionais oficiais são para equipes representativas organizadas pela FIFA ou por qualquer confederação. As equipes representativas são geralmente equipes nacionais, mas também equipes de clubes que representam uma confederação em competições inter-confederais ou uma associação-membro em competições confederais.  cfr.«Statistical kit FIFA Club World Cup UAE 2018» (PDF) (em inglês). 10 de dezembro de 2018. p. 13  cfr. UEFA (ed.). «2018/19 UEFA Champions League regulations» (PDF) (em inglês) 
  2. Union des Associations Européennes de Football (4 de dezembro de 2011). «50 years of the European Cup» (PDF) (em inglês). 5 páginas. Até 1955, a FIFA limitava-se a autorizar a criação de competições internacionais para clubes, apenas se elas fossem organizadas por pelo menos duas associações-membro; a partir de 1955, atribuiu às confederações o direito exclusivo de organizar competições consideradas oficiais pelo estatuto FIFA cfr. 
  3. «FIFA ignora Taça Latina do Benfica, FC Porto é o clube português com mais títulos». 25 de maio de 2011 
  4. Site RSSSF - Copa Montevideo 1954.
  5. Site oficial del C.A. PEÑAROL - Resumen de títulos oficiales del Club Atlético Peñarol.
  6. Site DECANO.com - Final del 52 y el tri 1955-1956-1957, página disponível em 3 de novembro de 2018.
  7. Site TARINGA - 1º Copa Montevideo 1953, página disponível em 3 de novembro de 2018.
  8. «Site PUEBLO TRICOLOR, página disponível em 3 de novembro de 2018.». Consultado em 24 de abril de 2014. Cópia arquivada em 24 de abril de 2014 
  9. JORNAL DOS SPORTS de 9 de janeiro de 1953 (edição eletrônica 07169), capa.
  10. a b Copa Montevideo na RSSSF.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Copa Montevidéu