Copa Sul-Americana de 2017

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Sul-Americana de 2017
XVI Copa Sudamericana
CONMEBOL Sudamericana 2017
Conmebol Sudamericana logo.png
Dados
Participantes 54
Organização CONMEBOL
Período 28 de fevereiro13 de dezembro
Gol(o)s 262
Partidas 106
Média 2,47 gol(o)s por partida
Campeão Argentina Independiente (2° título)
Vice-campeão Brasil Flamengo
Melhor marcador 5 gols:
Maior goleada
(diferença)
Sol de América Paraguai 7–1 Venezuela Estudiantes de Caracas
Estádio Luis Alfonso GiagniAssunção
31 de maio, primeira fase
Público 1 823 890
Média 17 206,5 pessoas por partida
◄◄ 2016 Soccerball.svg 2018 ►►

A Copa Sul-Americana de 2017, oficialmente nomeada CONMEBOL Sul-Americana 2017,[1] foi a 16ª edição da competição de futebol realizada anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Participam clubes das dez associações sul-americanas.

O Independiente, da Argentina, se sagrou campeão pela segunda vez da competição ao derrotar o Flamengo, do Brasil, por 2–1 no jogo de ida, em Avellaneda, e empatar em 1–1 no jogo de volta no Rio de Janeiro.[2] Com o título o clube argentino ganhou o direito de disputar a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2018. Além disso, disputará a Recopa Sul-Americana de 2018 contra o Grêmio, vencedor da Copa Libertadores de 2017, e a Copa Suruga Bank de 2018.

Mudanças[editar | editar código-fonte]

Em 2 de outubro de 2016 foi divulgado o novo formato do torneio, com disputa de fevereiro à dezembro e ocorrendo concomitante à Copa Libertadores da América. Os confrontos locais para clubes da Argentina e do Brasil foram suprimidos, com todos os clubes inicialmente classificados entrando a partir da primeira fase (anteriormente entravam diretamente na segunda fase).[3]

O torneio foi expandido de 47 para 54 equipes, sendo que 44 delas entraram na primeira fase. As dez equipes restantes vieram transferidas da Copa Libertadores de 2017 (dois eliminados na terceira fase preliminar e os oito que terminarem em terceiro lugar na fase de grupos) e entraram na segunda fase. Anteriormente uma mesma equipe poderia se classificar para a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana no mesmo ano em algumas federações, mas as competições ocorriam em semestres distintos.[4]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação[4]
 Argentina
(6 vagas)
Independiente Melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Arsenal de Sarandí 2º melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Defensa y Justicia 3º melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Huracán 4º melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Gimnasia y Esgrima 5º melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Racing 6º melhor classificado do Campeonato Argentino 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Bolívia
(4 vagas)
Bolívar Melhor classificado do Campeonato Boliviano 2015–16
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Oriente Petrolero 2º melhor classificado do Campeonato Boliviano 2015–16
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Nacional Potosí 3º melhor classificado do Campeonato Boliviano 2015–16
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Petrolero 4º melhor classificado do Campeonato Boliviano 2015–16
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Brasil
(6 vagas)
Corinthians Melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Ponte Preta 2º melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
São Paulo 3º melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Cruzeiro 4º melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Fluminense 5º melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Sport 6º melhor classificado do Campeonato Brasileiro Série A 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Chile
(4 vagas)
O'Higgins Perdedor do duelo entre os vice-campeões do Campeonato Chileno 2016
Palestino Melhor classificado do Torneio Apertura 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Universidad de Chile 2º melhor classificado do Torneio Apertura 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Everton Melhor classificado da Copa Chile 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Colômbia
(4 vagas)
Deportes Tolima Melhor classificado da Copa Colômbia 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Deportivo Cali Melhor classificado do Campeonato Colombiano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Patriotas 2º melhor classificado do Campeonato Colombiano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Rionegro Águilas 3º melhor classificado do Campeonato Colombiano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Equador
(4 vagas)
LDU Quito Melhor classificado do Campeonato Equatoriano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Deportivo Cuenca 2º melhor classificado do Campeonato Equatoriano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Universidad Católica 3º melhor classificado do Campeonato Equatoriano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Fuerza Amarilla 4º melhor classificado do Campeonato Equatoriano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Paraguai
(4 vagas)
Cerro Porteño Melhor classificado do Campeonato Paraguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Sol de América 2º melhor classificado do Campeonato Paraguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Nacional 3º melhor classificado do Campeonato Paraguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Sportivo Luqueño 4º melhor classificado do Campeonato Paraguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Peru
(4 vagas)
Alianza Lima Melhor classificado do Campeonato Peruano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Comerciantes Unidos 2º melhor classificado do Campeonato Peruano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Sport Huancayo 3º melhor classificado do Campeonato Peruano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Juan Aurich 4º melhor classificado do Campeonato Peruano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Uruguai
(4 vagas)
Danubio Melhor classificado do Campeonato Uruguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Defensor Sporting 2º melhor classificado do Campeonato Uruguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Liverpool 3º melhor classificado do Campeonato Uruguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Boston River 4º melhor classificado do Campeonato Uruguaio 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
 Venezuela
(4 vagas)
Estudiantes de Caracas Melhor classificado da Copa Venezuela 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Atlético Venezuela Melhor classificado do Torneio Clausura 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Caracas Melhor classificado da Campeonato Venezuelano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017
Deportivo Anzoátegui 2º melhor classificado do Campeonato Venezuelano 2016
não classificado para a Copa Libertadores 2017

Adicionalmente, dez equipes eliminadas da Copa Libertadores da América de 2017 serão transferidas para a Copa Sul-Americana, entrando a partir da segunda fase.

Melhores equipes eliminadas na terceira fase
Paraguai Olimpia
Colômbia Junior Barranquilla
Equipes terceiro colocadas na fase de grupos
Argentina Estudiantes
Colômbia Santa Fe
Colômbia Independiente Medellín
Brasil Flamengo
Argentina Atlético Tucumán
Paraguai Libertad
Brasil Chapecoense
Chile Deportes Iquique

Calendário[editar | editar código-fonte]

O calendário de cada fase foi divulgado em 21 de dezembro de 2016 e compreende as seguintes datas:[5]

Fase Ida Volta
Primeira fase 28 de fevereiro a 1 de junho
Segunda fase 27 de junho a 9 de agosto
Oitavas de final 22 de agosto a 21 de setembro
Quartas de final 24 a 26 de outubro 31 de outubro a 2 de novembro
Semifinais 21 e 23 de novembro 28 e 30 de novembro
Finais 6 de dezembro 13 de dezembro

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio que determinou os cruzamentos da primeira fase da Copa Sul-Americana foi realizado em 31 de janeiro de 2017, no Centro de Convenções da CONMEBOL localizado em Luque, no Paraguai.[6]

Para a segunda fase, onde entrarão as equipes transferidas da Copa Libertadores da América de 2017, será realizado um novo sorteio em 14 de junho.[7]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

A primeira fase foi disputada por 44 equipes, em partidas eliminatórias em ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Nacional Potosí Bolívia 4–3 Peru Sport Huancayo 3–1 1–2
G2 Deportivo Cali Colômbia 2–2 (gf) Paraguai Sportivo Luqueño 1–0 1–2
G3 Petrolero Bolívia 1–6 Equador Universidad Católica 1–3 0–3
G4 LDU Quito Equador 4–3 Uruguai Defensor Sporting 2–2 2–1
G5 Everton Chile 1–1 (3–4 p) Colômbia Patriotas 1–0 0–1
G6 Estudiantes de Caracas Venezuela 3–10 Paraguai Sol de América 2–3 1–7
G7 Cerro Porteño Paraguai 3–2 Venezuela Caracas 1–1 2–1
G8 Deportivo Anzoátegui Venezuela 3–4 Argentina Huracán 3–0 0–4
G9 Oriente Petrolero Bolívia 2–2 (8–7 p) Equador Deportivo Cuenca 1–1 1–1
G10 Corinthians Brasil 4–1 Chile Universidad de Chile 2–0 2–1
G11 Independiente Argentina 1–0 Peru Alianza Lima 0–0 1–0
G12 Ponte Preta Brasil 1–1 (gf) Argentina Gimnasia y Esgrima 0–0 1–1
G13 Boston River Uruguai 4–2 Peru Comerciantes Unidos 3–1 1–1
G14 Juan Aurich Peru 1–8 Argentina Arsenal de Sarandí 0–2 1–6
G15 O'Higgins Chile 1–2 Equador Fuerza Amarilla 1–0 0–2
G16 Deportes Tolima Colômbia 2–2 (gf) Bolívia Bolívar 2–1 0–1
G17 Palestino Chile 1–1 (7–6 p) Venezuela Atlético Venezuela 0–1 1–0
G18 Sport Brasil 3–3 (4–2 p) Uruguai Danubio 3–0 0–3
G19 Racing Argentina 2–1 Colômbia Rionegro Águilas 1–0 1–1
G20 Cruzeiro Brasil 3–3 (2–3 p) Paraguai Nacional 2–1 1–2
G21 Defensa y Justicia Argentina 1–1 (gf) Brasil São Paulo 0–0 1–1
G22 Fluminense Brasil 2–1 Uruguai Liverpool 2–0 0–1

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

A segunda fase foi disputada pelas 22 equipes classificadas da fase anterior mais as dez equipes transferidas da Copa Libertadores, em partidas eliminatórias em ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis.

Equipes classificadas

Equipes classificadas da primeira fase

Melhores equipes eliminadas na terceira fase da Copa Libertadores da América de 2017

Equipes terceiro colocadas na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2017

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 Racing Argentina 6–3 Colômbia Independiente Medellín 3–1 3–2
O2 Deportivo Cali Colômbia 2–2 (2–3 p) Colômbia Junior Barranquilla 1–1 1–1
O3 Palestino Chile 2–10 Brasil Flamengo 2–5 0–5
O4 Nacional Potosí Bolívia 0–3 Argentina Estudiantes 0–1 0–2
O5 Independiente Argentina 6–3 Chile Deportes Iquique 4–2 2–1
O6 Bolívar Bolívia 1–1 (5–6 p) Equador LDU Quito 1–0 0–1
O7 Ponte Preta Brasil 4–1 Paraguai Sol de América 1–0 3–1
O8 Fuerza Amarilla Equador 1–2 Colômbia Santa Fe 1–1 0–1
O9 Huracán Argentina 1–7 Paraguai Libertad 1–5 0–2
O10 Sport Brasil 3–2 Argentina Arsenal de Sarandí 2–0 1–2
O11 Fluminense Brasil 6–1 Equador Universidad Católica 4–0 2–1
O12 Oriente Petrolero Bolívia 2–6 Argentina Atlético Tucumán 2–3 0–3
O13 Nacional Paraguai 3–3 (gf) Paraguai Olimpia 1–1 2–2
O14 Defensa y Justicia Argentina 1–1 (2–4 p) Brasil Chapecoense 1–0 0–1
O15 Cerro Porteño Paraguai 6–2 Uruguai Boston River 2–1 4–1
O16 Patriotas Colômbia 1–3 Brasil Corinthians 1–1 0–2

Fase final[editar | editar código-fonte]

Os times que estão na parte superior do confronto possuem o mando de campo no primeiro jogo e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 22 de agosto a 21 de setembro  24 de outubro a 2 de novembro  21 a 30 de novembro  6 e 13 de dezembro
                                                 
 Paraguai Libertad 1 1 2  
 Colômbia Santa Fe 0 1 1  
   Paraguai Libertad 1 0 1  
   Argentina Racing 0 0 0  
 Brasil Corinthians 1 0 1
 Argentina Racing (gf) 1 0 1  
   Paraguai Libertad 1 1 2  
   Argentina Independiente 0 3 3  
 Paraguai Nacional 1 1 2  
 Argentina Estudiantes 0 0 0  
   Paraguai Nacional 1 0 1
   Argentina Independiente 4 2 6  
 Argentina Atlético Tucumán 1 0 1
 Argentina Independiente 0 2 2  
   Argentina Independiente 2 1 3
   Brasil Flamengo 1 1 2
 Brasil Fluminense (gf) 1 1 2  
 Equador LDU Quito 0 2 2  
   Brasil Fluminense 0 3 3
   Brasil Flamengo 1 3 4  
 Brasil Chapecoense 0 0 0
 Brasil Flamengo 0 4 4  
   Brasil Flamengo 2 2 4
   Colômbia Junior Barranquilla 1 0 1  
 Brasil Sport 3 0 3  
 Brasil Ponte Preta 1 1 2  
   Brasil Sport 0 0 0
   Colômbia Junior Barranquilla 2 0 2  
 Paraguai Cerro Porteño 0 1 1
 Colômbia Junior Barranquilla 0 3 3  

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
6 de dezembro Independiente Argentina 2 – 1 Brasil Flamengo Estádio Libertadores de América, Avellaneda
20:45 (UTC−3)
Giglotti Gol marcado aos 28 minutos de jogo 28'
Meza Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52'
Relatório Réver Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' Público: 50 000[8]
Árbitro: ParaguaiPAR Mario Díaz de Vivar
Jogo de volta
13 de dezembro Flamengo Brasil 1 – 1 Argentina Independiente Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:45 (UTC−2)
Lucas Paquetá Gol marcado aos 29 minutos de jogo 29' Relatório Barco Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39' (pen) Público: 62 567[9]
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Sul-Americana de 2017
Argentina
Independiente
Campeão
(2° título)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Equador Jhon Cifuentes Equador Universidad Católica Bolívia Petrolero 3–0 30 de maio [12]
Chile Isaac Díaz Paraguai Sol de América Venezuela Estudiantes de Caracas 7–1 31 de maio [13]
Argentina Luis Rodríguez Argentina Atlético Tucumán Bolívia Oriente Petrolero 3–0 1 de agosto [14]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Esses são os dez maiores públicos do campeonato:

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 62 567 Flamengo Brasil 1–1 Argentina Independiente Maracanã 13 de dezembro Final [9]
2 50 000 Independiente Argentina 2–1 Brasil Flamengo Libertadores de América 6 de dezembro Final [8]
3 45 977 Fluminense Brasil 1–0 Equador LDU Quito Maracanã 14 de setembro Oitavas [15]
4 45 000 Independiente Argentina 3–1 Paraguai Libertad Libertadores de América 28 de novembro Semifinal [16]
5 41 804 Flamengo Brasil 2–1 Colômbia Junior Barranquilla Maracanã 23 de novembro Semifinal [17]
6 41 087 Flamengo Brasil 3–3 Brasil Fluminense Maracanã 1 de novembro Quartas [18]
7 40 000 Universidad de Chile Chile 1–2 Brasil Corinthians Nacional 10 de maio Primeira fase [19]
8 38 454 Junior Barranquilla Colômbia 0–2 Brasil Flamengo Metropolitano 30 de novembro Semifinal [20]
9 37 145 Fluminense Brasil 2–0 Uruguai Liverpool Maracanã 5 de abril Primeira fase [21]
10 35 000 LDU Quito Equador 2–2 Uruguai Defensor Sporting Casa Blanca 28 de fevereiro Primeira fase [22]
35 000 Estudiantes Argentina 0–1 Paraguai Nacional Ciudad de La Plata 19 de setembro Oitavas [23]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Sul-Americana. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Referências

  1. «CONMEBOL SUL-AMERICANA apresenta seu novo emblema». CONMEBOL. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  2. «Independiente cala Maracanã, segura empate contra Fla e leva Sul-Americana». UOL Esporte. 13 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de dezembro de 2017 
  3. «Conmebol confirma Sul-Americana mais longa e com vagas "repescadas"». GloboEsporte.com. Consultado em 3 de outubro de 2016 
  4. a b «Conmebol anuncia critérios de classificação para edições 2017 de Copa Libertadores e Sul-Americana». CONMEBOL. Consultado em 20 de outubro de 2016 
  5. «CONMEBOL revela os calendários oficiais das copas Bridgestone Libertadores e Sul-Americana». CONMEBOL. 21 de dezembro de 2016. Consultado em 22 de dezembro de 2016 
  6. «CONMEBOL sorteia o calendário de jogos da Copa Sul-Americana». CONMEBOL. 30 de janeiro de 2017. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  7. «2ª fase da CONMEBOL SUL-AMERICANA já conta com 21 equipes classificadas». CONMEBOL. 26 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  8. a b «Copa Sudamericana 2017 » Final » Independiente - Flamengo RJ 2:1». Worldfootball.net. 6 de dezembro de 2017. Consultado em 8 de dezembro de 2017 
  9. a b «Independiente busca empate, segura Fla no Maracanã e conquista a Copa Sul-Americana». GloboEsporte.com. 13 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de dezembro de 2017 
  10. «Conmebol Sudamericana 2017: Goleadores» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 2 de junho de 2017 
  11. «Conmebol Sudamericana 2017: Asistencias» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 2 de junho de 2017 
  12. «Universidad Católica venció 3-0 a Petrolero y avanzó en la Copa Sudamericana» (em espanhol). El Universo. 30 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  13. «Isaac Díaz comandó con potente triplete al Sol de América que goleó y clasificó en la Copa Sudamericana» (em espanhol). RedGol.cl. 31 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  14. «La octava maravilla» (em espanhol). Olé. 1 de agosto de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  15. «Copa Sudamericana 2017 » Round of 16 » Fluminense RJ - LDU Quito 1:0». WorldFootball.net. 15 de setembro de 2017. Consultado em 17 de setembro de 2017 
  16. «Copa Sudamericana 2017 » Meias-finais » Independiente - Libertad 3:1». Worldfootball.net. 28 de novembro de 2017. Consultado em 30 de novembro de 2017 
  17. «Com emoção! Flamengo sai atrás, mas vira no fim e consegue vantagem no Maracanã». GloboEsporte.com. 23 de novembro de 2017. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  18. «À flor da pele: em clássico eletrizante, Fla busca empate no fim e garante vaga na semi». GloboEsporte.com. 1 de novembro de 2017. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  19. «Copa Sudamericana 2017 » 1ª eliminatória » Universidad de Chile - Corinthians SP 1:2». WorldFootball.net. 10 de maio de 2017. Consultado em 12 de maio de 2017 
  20. «Copa Sudamericana 2017 » Meias-finais » Atlético Junior - Flamengo RJ 0:2». Worldfootball.net. 30 de novembro de 2017. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  21. «Na volta ao Maracanã, Flu envolve o Liverpool e leva vantagem ao Uruguai». GloboEsporte.com. 5 de abril de 2017. Consultado em 11 de maio de 2017 
  22. «Copa Sudamericana 2017 » 1ª eliminatória » LDU Quito - Defensor Sporting 2:2». WorldFootball.net. 28 de fevereiro de 2017. Consultado em 10 de maio de 2017 
  23. «Copa Sudamericana 2017 » Oitavos-de-final » Estudiantes - Club Nacional 0:1». WorldFootball.net. 19 de setembro de 2017. Consultado em 25 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]