Copa do Brasil de Futebol Sub-20

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa do Brasil de Futebol Sub-20
Copa do Brasil Sub-20
Dados gerais
Organização CBF
Edições 7
Local de disputa Brasil
Número de equipes 32
Sistema Jogos eliminatórios
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Copa do Brasil Sub-20 é uma competição de futebol organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Realizada anualmente a partir de 2012, o torneio teve sua primeira edição sendo conquistada pelo Vitória, que venceu o Atlético Mineiro na final.

No entanto, o maior vencedor é o São Paulo, que possui três títulos conquistados em 2015, 2016 e 2018. Os demais campeões foram o Internacional (2014) e o Atlético Mineiro (2017).

Todas as edição foram disputada em sistema de jogos eliminatórios por 32 equipes, um torneio seletivo foi criado para dar uma vaga para representantes da região Norte, mas acabou sendo extinto após três edições. O campeão da edição de 2015, o São Paulo, conquistou uma vaga na Copa Libertadores da América Sub-20 como representante brasileiro. A partir de 2017, a competição oferece uma vaga para a Supercopa do Brasil de Futebol Sub-20.

Sistema de disputa[editar | editar código-fonte]

A competição é disputada em sistema de jogos eliminatórios, ou seja, os times são divididos em chaves de dois, decidindo a vaga para a próxima fase em dois jogos, cada jogo com um deles como mandante. Aquele que conseguir mais pontos passa para a fase seguinte, onde o sistema se repete até a final, que decide o campeão.[1]

  • Primeira fase (16ª de final): os 32 clubes são distribuídos em 16 grupos de dois clube cada;
  • Segunda fase (oitavas de final): 16 clubes distribuídos em oito grupos de dois clubes cada;
  • Terceira fase (quartas de final): oito clubes distribuídos em quatro grupos de dois clubes cada;
  • Quarta fase (semifinal): quatro clubes distribuídos em dois grupos de dois clube cada;
  • Quinta fase (final): em um grupo de dois clubes, de onde sairá o campeão da Copa.

Na primeira fase, caso o time visitante vence o primeiro embate por dois ou mais gols de diferença, ele é automaticamente classificado para a fase seguinte.[1]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate de pontos, o critério de desempate é o saldo de gols. No entanto, caso a igualdade persistir, a decisão da vaga acontece através de cobranças de pênaltis ao final do jogo de volta.

Desde a primeira edição, a regra do gol qualificado como visitante era um dos critérios de desempate. Esta regra, inclusive, era válida na decisão até 2014, pois foi revogada no começo de 2015.[2] Em 2018, a regra do gol qualificado foi totalmente revogada.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Na primeira edição, os 32 participantes foram qualificados pelas campanhas dos profissionais na edição anterior dos campeonatos nacionais da Série A e B. Enquanto que os 20 participantes da primeira edição garantiam as vagas, os 12 melhores da segunda também se qualificava.[4] Na edição de 2013, uma das vagas da Série B foi repassada ao vencedor de um torneio seletivo da região norte.[5] Porém, a partir de 2016, retornou o critério anterior, onde os 12 melhores clubes classificados na série B do ano anterior participam.

História[editar | editar código-fonte]

Com o objetivo de valorizar o trabalho realizado pelos clubes nas categorias de bases e colaborar com o surgimento de novos atletas, a primeira edição desta competição ocorreu no ano de 2012.[6] Naquela ocasião, 32 clubes participaram em jogos eliminatórios compostos por cinco fases. Atlético Mineiro, Bahia, Grêmio e Vitória foram os clubes semifinalistas da primeira edição, os mineiros eliminaram o Bahia enquanto o Vitória passou pela equipe gaúcha. Na final, os baianos conquistaram o título, tornando-se o primeiro campeão da competição.[4][7][8]

No ano seguinte, o regulamento permaneceu idêntico à edição anterior, mas com uma vaga destinada ao Remo, campeão do torneio seletivo para a região norte.[5] O Atlético Mineiro novamente chegou a semifinal da competição, desta vez foi eliminado pelo Santos, enquanto o Criciúma eliminou o Botafogo. Na decisão, a equipe do litoral paulista sagrou-se campeã pela regra do gol como visitante.[9][10] Em 2014, a competição permaneceu com o regulamento idêntico ao da edição anterior. Desta vez, Bahia, Internacional, Santos e Vitória compuseram o grupo dos semifinalistas. O Vitória, que buscava o bicampeonato, acabou sendo derrotado para o Internacional na final, a equipe gaúcha conquistou o seu primeiro título.[11][12]

Na quarta edição, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Joinville e São Paulo chegaram até a semifinal. Nos confrontos entre os Atléticos, a equipe paranaense classificou-se para enfrentar o São Paulo, que havia eliminado o Joinville.[13][14] Na decisão, O São Paulo conquistou o título invicto e derrotando seu adversário em ambos os jogos da decisão por 2 a 0,[15][16] vencendo por 4–0 no agregado, e ainda conquistou a vaga para a Copa Libertadores da América Sub-20 de 2016, que posteriormente foi conquistada pelo clube.[17][18] Em 2016, o São Paulo conquistou o bicampeonato ao derrotar o Bahia na decisão.[19][20] Os demais semifinalistas foram o Cruzeiro e o Sport.[21]

Na edição de 2017, Atlético Mineiro, Avaí, Flamengo e Vasco da Gama foram os semifinalistas. Após perder o título da primeira edição, o Atlético venceu o Flamengo nas penalidades e conquistou seu primeiro título.[22] Na edição de 2018, a regra do gol qualificado foi revogada, mas a forma de disputa continuo a mesma desde a primeira edição. Botafogo e São Paulo voltaram a semifinais, que também contou com Corinthians e Palmeiras.[23][24] Na primeira final disputada por um clássico, o Majestoso, o São Paulo goleou o Corinthians na finalíssima e conquistou o tricampeonato.[15][25][26]

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano Final Semifinalistas
Campeão Placares Vice
2012
Detalhes
Bahia
Vitória
4 – 1
1 – 2
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Bahia
Bahia
Rio Grande do Sul
Grêmio
2013
Detalhes
São Paulo
Santos
2 – 0
1 – 3
Santa Catarina
Criciúma
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Rio de Janeiro
Botafogo
2014
Detalhes
Rio Grande do Sul
Internacional
2 – 1
2 – 1
Bahia
Vitória
Bahia
Bahia
São Paulo
Santos
2015
Detalhes
São Paulo
São Paulo
2 – 0
2 – 0
Paraná
Atlético Paranaense
Minas Gerais
Atlético Mineiro
Santa Catarina
Joinville
2016
Detalhes
São Paulo
São Paulo
3 – 1
2 – 2
Bahia
Bahia
Minas Gerais
Cruzeiro
Pernambuco
Sport
2017
Detalhes
Minas Gerais
Atlético Mineiro
1 – 1
0 – 0
3 – 1
(pen)
Rio de Janeiro
Flamengo
Santa Catarina
Avaí
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
2018
Detalhes
São Paulo
São Paulo
1 – 2
4 – 0
São Paulo
Corinthians
Rio de Janeiro
Botafogo
São Paulo
Palmeiras

Títulos por clube[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos Vices Semifinal
São Paulo São Paulo 3 (2015, 2016 e 2018) 0 0
Minas Gerais Atlético Mineiro 1 (2017) 1 (2012) 2 (2013 e 2015)
Bahia Vitória 1 (2012) 1 (2014) 0
São Paulo Santos 1 (2013) 0 1 (2014)
Rio Grande do Sul Internacional 1 (2014) 0 0
Bahia Bahia 0 1 (2016) 2 (2012 e 2014)
Santa Catarina Criciúma 0 1 (2013) 0
Paraná Atlético Paranaense 0 1 (2015) 0
Rio de Janeiro Flamengo 0 1 (2017) 0
São Paulo Corinthians 0 1 (2018) 0
Rio de Janeiro Botafogo 0 0 2 (2013 e 2018)
Rio Grande do Sul Grêmio 0 0 1 (2012)
Santa Catarina Joinville 0 0 1 (2015)
Minas Gerais Cruzeiro 0 0 1 (2016)
Pernambuco Sport 0 0 1 (2016)
Santa Catarina Avaí 0 0 1 (2017)
Rio de Janeiro Vasco da Gama 0 0 1 (2017)
São Paulo Palmeiras 0 0 1 (2018)

Títulos por federação[editar | editar código-fonte]

Federação Títulos Vices Semifinal
 São Paulo 4 1 2
 Bahia 1 2 2
 Minas Gerais 1 1 3
 Rio Grande do Sul 1 0 1
 Rio de Janeiro 0 1 3
 Santa Catarina 0 1 2
 Paraná 0 1 0
 Pernambuco 0 0 1

Artilheiros por edição[editar | editar código-fonte]

Ano Artilheiro Clube Gols Ref.
2012 Vinícius Araújo Minas Gerais Cruzeiro 9 [4]
2013 Diego Cardoso São Paulo Santos 9 [27]
2014 Bruno Gomes Rio Grande do Sul Internacional 7 [28]
2015 Joanderson
David Neres
São Paulo São Paulo 6 [29]
2016 Shaylon São Paulo São Paulo 6 [30]
2017 Paulo Vitor Rio de Janeiro Vasco da Gama 6 [31]
2018 Léo Passos São Paulo Palmeiras 6 [32]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Regulamento da competição» (PDF). Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 2018. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 15 de fevereiro de 2018 
  2. «Gol fora não será mais critério de desempate na final da Copa do Brasil». Globo Esporte. 9 de janeiro de 2015. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2017 
  3. «Gol fora de casa deixa de ser critério de desempate da Copa do Brasil em 2018». Globo Esporte. 1 de dezembro de 2017. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 9 de julho de 2018 
  4. a b c «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2012». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  5. a b «COPA DO BRASIL SUB 20 DE 2013 REC – REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO» (PDF). Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada (PDF) em 31 de julho de 2018 
  6. «'Vitrine', Copa do Brasil Sub-20 é lançada com 32 times». Diário do Rio Doce. 12 de setembro de 2012. Consultado em 16 de abril de 2017.. Cópia arquivada em 16 de abril de 2017 
  7. «Atlético Mineiro e Vitória decidem neste sábado a Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 13 de dezembro de 2012. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  8. «Vitória é campeão da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 15 de dezembro de 2012. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  9. «Criciúma vence o Botafogo e faz a final contra o Santos». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 7 de novembro de 2012. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  10. «Santos conquista título de campeão brasileiro». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 20 de novembro de 2012. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  11. «Internacional e Vitória decidem título da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 25 de novembro de 2014. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  12. «Inter bate Vitória e é campeão da Copa do Brasil Sub-20». O Estado de S. Paulo. 2 de dezembro de 2014. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 7 de maio de 2015 
  13. Emilio Botta (11 de novembro de 2015). «São Paulo vence Joinville e avança para a final da Copa do Brasil sub-20». globoesporte.globo.com. Consultado em 2 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 12 de junho de 2018 
  14. «Atlético-PR vence xará mineiro e é finalista». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 10 de novembro de 2015. Consultado em 3 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 3 de junho de 2018 
  15. a b «São Paulo goleia o Corinthians e é tricampeão da Copa do Brasil sub-20». Gazeta Esportiva. 2 de junho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 23 de julho de 2018 
  16. «Boletim CBF TV». CBF TV. 2015. Consultado em 3 de junho de 2018. 
  17. «São Paulo é campeão da Libertadores Sub-20». O Tempo. 15 de fevereiro de 2016. Consultado em 24 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2016 
  18. «Base do São Paulo conquista título inédito no Morumbi». A Tribuna. 24 de novembro de 2015. Consultado em 2 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2017 
  19. «São Paulo empata com o Bahia e é campeão da Copa do Brasil Sub-20». Portal Terra. 8 de dezembro de 2016. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  20. «São Paulo é bicampeão da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 8 de dezembro de 2016. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  21. «São Paulo e Bahia abrem decisão da Copa do Brasil». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. 24 de novembro de 2016. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 31 de julho de 2018 
  22. «Galo vence o Fla nos pênaltis e é campeão da Copa do Brasil Sub-20». Gazeta Esportiva. 16 de junho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 12 de julho de 2018 
  23. «Corinthians perde para o Bota, mas pegará São Paulo na final do sub-20». Lance!. 17 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 15 de julho de 2018 
  24. «São Paulo empata com Palmeiras no fim e passa para final da Copa do Brasil Sub-20». globoesporte.globo.com. 15 de maio de 2018. Consultado em 5 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 18 de julho de 2018 
  25. «São Paulo atropela Corinthians e conquista o tri da Copa do Brasil sub-20». Portal iG. 2 de junho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 2 de junho de 2018 
  26. «São Paulo goleia o Corinthians e fatura o tri da Copa do Brasil Sub-20». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol20180603040612. 2 de junho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018. 
  27. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2013». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  28. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2014». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  29. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2015». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  30. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2016». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  31. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2017». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 1 de agosto de 2018 
  32. «COPA DO BRASIL DE FUTEBOL SUB-20 - 2018». Website oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 31 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 22 de junho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]