Copa do Mundo CONIFA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Copa do Mundo CONIFA
Mundial CONIFA
Dados gerais
Organização CONIFA
Edições 3
Outros nomes CONIFA World Football Cup
Local de disputa Internacional (Confederação de Futebol de Associações Independentes)
Número de equipes 16
Sistema Torneio concentrado,
Grupos e eliminatória
Edição atual
editar

A Copa do Mundo CONIFA é um torneio internacional de futebol organizado pela CONIFA, uma associação guarda-chuva para os estados, minorias, povos desnacionalizados e regiões não afiliados à FIFA, que ocorre a cada dois anos desde 2014. Este torneio é o sucessor da Copa do Mundo VIVA, que foi realizada de 2006 a 2012.[1]

Hospedagem[editar | editar código-fonte]

A ConIFA é uma organização que fornece uma saída para países, entidades subnacionais, povos sem estado e minorias étnicas para jogar futebol internacional. Como vários de seus membros representam diásporas ou povos deslocados, nem sempre é possível para o anfitrião da Copa do Mundo de Futebol ser capaz de manter a competição em seu próprio "território". Como conseqüência disso, a ConIFA define o "anfitrião" da Copa do Mundo de Futebol como sendo a associação que lidera o comitê organizador, se o torneio é ou não jogado na área geográfica que a associação anfitriã representa ou não.

História[editar | editar código-fonte]

Lapônia 2014[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2013 a ConIFA anunciou que a Lapónia tinha sido escolhido para sediar a Copa do Mundo ConIFA em Östersund, na Suécia. Seria um torneio para convidados[2] disputado entre 1 e 8 de junho de 2014, com todas as partidas sendo realizadas no Jämtkraft Arena, com capacidade para 5 092 pessoas.[3] Doze equipes participaram do torneio.[4][5][6][7][8] A Catalunha[9] e a Ilha de Páscoa[10] foram pensados para serem potenciais participantes, mas acabaram declinando ou se retirando.

Paralelamente ao torneio, realizou-se em Östersund um festival que celebra a diversidade cultural das equipas envolvidas.[11]

Das doze equipes convidadas, oito haviam participado anteriormente da Copa do Mundo VIVA.

Retiradas

O sorteio inicialmente incluía Quebec e Zanzibar. No entanto, em maio de 2014, foi anunciado que tanto Quebec quanto Zanzibar se retirariam do torneio. A equipe de Quebec tinha se afiliado à Federação de Futebol de Quebec, com a intenção de que a FSQ eventualmente se candidate à adesão à CONCACAF. Para este fim, a equipe só jogará internacionalmente contra equipes nacionais principais que são membros da CONCACAF ou da FIFA e deixarão de participar de competições de futebol fora da FIFA.[12] A equipe de Zanzibar foi incapaz de obter vistos para entrar na Suécia e foi assim forçada a sair do torneio. O lugar de Quebec foi tomado por Ossétia do Sul, enquanto Zanzibar foi substituído pelo Condado de Nice.

Abecásia 2016[editar | editar código-fonte]

O torneio de 2016 foi o primeiro a dispor de uma medida de qualificação, em vez de todas as equipes serem convidadas. Em abril de 2015, a ConIFA, durante o anúncio da composição final da Copa Europeia ConIFA de 2015, anunciou que as três melhores equipes nessa competição ganhariam entrada automática no WFC de 2016.[13] Também em abril, a equipe de Ellan Vannin anunciou que iria jogar dois jogos de caridade contra Alderney, que usaria os jogos como jogos de aquecimento para o torneio Island Games, em que Alderney competiria junto com a Ilha de Man.[14] Posteriormente, em maio de 2015, duas semanas antes das datas programadas para os dois jogos, a ConIFA e o MIFA anunciaram a sua expansão para outras quatro equipes, participando também o Panjabe e a Alta Hungria. A ConIFA também anunciou que o vencedor do Niamh Challenge Cup ganharia a entrada automática na competição. Um outro torneio de quatro equipes, o Benedikt Fontana Cup, foi anunciado para ser organizado pela Récia para ocorrer durante a European Football Cup. Isto igualmente caracterizaria a Alta Hungria, bem como os anfitriões e o Arquipélago de Chagos, a também servirem como um torneio de qualificação para a competição.[15]

Barawa 2018[editar | editar código-fonte]

A competição de 2018 viu o torneio ter se expandido de 12 para 16 equipes, e contou com um conjunto completo de critérios de qualificação estabelecidos pela ConIFA. Além dos vários torneios amistosos sancionados como eliminatórias, o torneio de 2018 incluiu pontos no ranking atribuídos a jogos disputados por membros, que foram para a atribuição de vários lugares continentais às várias zonas geográficas da ConIFA. Pela primeira vez, times da América do Norte e Oceania ganharam lugares na competição.

Em junho de 2017, na reunião realizada durante a Copa Europeia ConIFA de 2017 no Chipre do Norte, foi anunciado que Barawa seria o anfitrião da Copa do Mundo ConIFA de 2018, com o anúncio da localização real do torneio (devido à Associação de Futebol de Barawa representar parte da diáspora somali e estar localizada no Reino Unido) posteriormente anunciado como Londres em setembro de 2017.

Macedônia do Norte 2020[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2019, na Assembléia Geral Anual da ConIFA em Cracóvia, na Polônia, a Somalilândia foi votada em uma votação não vinculante antes que a decisão fosse finalizada pelo Comitê Executivo no dia seguinte. A edição de 2020 seria a primeira Copa do Mundo ConIFA a ser realizada fora da Europa, com a ex-anfitriã Barawa realizando a competição em Londres. Entretanto, em 19 de agosto de 2019, a ConIFA anunciou que a copa não seria realizada na Somalilândia devido a dificuldades logísticas. Em dezembro de 2019, a CONIFA anunciou que o torneio realocado ocorreria em Escópia, Macedônia do Norte.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Por edições[editar | editar código-fonte]

# Ano Sede Final Semifinalistas
Campeão Placar Vice 3º lugar Placar 4º lugar
1 2014
Detalhes
Lapônia
Condado de Nice
0 – 0
(5 – 3 pen)

Ellan Vannin

Arameus
4 – 1
Ossétia do Sul
2 2016
Detalhes
Abecásia
Abecásia
1 - 1
(7 - 6 pen)

Panjabe

Chipre do Norte
2 - 0
Padânia
3 2018
Detalhes
Barawa (oficial)
Inglaterra (localização)

Transcarpátia
0 – 0
(3 – 2 pen)

Chipre do Norte

Padânia
0 – 0
(5 – 4 pen)

País Sículo
- 2020
Detalhes
Macedônia do Norte Cancelada devido à pandemia de coronavírus[16]
4 2024
Detalhes
Curdistão

Por seleções[editar | editar código-fonte]

Seleção Títulos Vice Terceiro Quarto
Condado de Nice 1 (2014) - - -
Abecásia 1 (2016) - - -
Transcarpátia 1 (2018) - - -
Ellan Vannin - 1 (2014) - -
Panjabe - 1 (2016) - -
Chipre do Norte - 1 (2018) 1 (2016) -
Arameus - - 1 (2014) -
Padânia - - 1 (2018) 1 (2016)
Ossétia do Sul - - - 1 (2014)
País Sículo - - - 1 (2018)

Participantes[editar | editar código-fonte]

Legenda
  • – Campeão
  • - Vice-campeão
  • - Terceiro lugar
  • - Quarto lugar
  •  ••  – Classificado(a), mas desistiu de participar
  •  •  – Não participou
  •  ×  - Não entrou / Retirou-se / Banido(a) / Entrada não aceita pela CONIFA
  •    – País Sede
  • Q - Qualificado(a) para o próximo torneio
Equipe
2014
(12)

2016
(12)

2018
(16)

2024
(16)
Total
Abecásia
Q 4
Arameus 1
Armênia Ocidental 7º' 2
Arquipélago de Chagos 12º 1
Artsaque 1
Barawa × × 1
 Biafra × × × Q 1
Cabília × × 10º 1
Cascádia × × 1
 Caxemira Q 1
Chameria × × × Q 1
Chipre do Norte 2
Condado de Nice •• 1
Coreanos no Japão 11º 2
 Cornualha × × × Q 1
Curdistão Q 3
Darfur 12º 1
 Duas Sicílias Q 1
Ellan Vannin •• 16º 2
 Hmong × × × Q 1
Lapônia 10º 2
Matabelelândia × × 13º 1
Maule Sur × × × Q 1
Occitânia •• 1
Ossétia do Sul Q 2
Padânia 3
País Sículo Q 3
Panjabe Q 3
Récia 11º Q 2
Somalilândia 10º 1
Tamil Eelam 11º 14º Q 3
Tibete × × 12º Q 2
Transcarpátia × × Q 2
Tuvalu × × 15º 1

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Ano Jogador Gols
2014 Artur Yelbayev 9
2016 Amar Purewal 7
2018 Kamaljit Singh 6

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Martyn-Hemphill, Richard (9 de junho de 2018). «In Alternative World Cup for Would-be Nations, Karpatalya Beats North Cyprus». The New York Times 
  2. «Les Québécois à la ConIFA 2014» (em francês). Sympatico.ca. 23 de outubro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014. Arquivado do original em 1 de maio de 2014 
  3. «VM i fotboll i Östersund!» (em sueco). Samene. 31 de outubro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014. Arquivado do original em 4 de novembro de 2014 
  4. «Älvsbybo vald till världspresident i CONIFA» (em sueco). Älvsbyn. 11 de outubro de 2013. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  5. «Laddat för VM i stan» (em sueco). Sveriges Television. 1 de novembro de 2013. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  6. «Per Anders Blind president i nytt internationellt fotbollsförbund» (em sueco). Sveriges Radio. 7 de janeiro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  7. «سفين كانبي ممثلاً لقارة آسيا في (CONiFA) وكرة المونديال في الدوري الكوردستاني» (em árabe). Sotakhr.com. 15 de janeiro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2014 
  8. «El otro Mundial de fútbol que se juega en 2014» (em espanhol). Pasión Libertadores. 16 de janeiro de 2014. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  9. «La CONIFA organisera sa coupe du monde en Suède» (em espanhol). Football Mercato. 3 de janeiro de 2014. Consultado em 1 de maio de 2014 
  10. Bock, Andreas (6 de dezembro de 2013). «Das ist kein Gag!» (em alemão). 11Freunde. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  11. Adamsson, Niklas (31 de outubro de 2013). «VM i Östersund: "Nästintill ofattbart"» (em sami do norte). Ltz.se. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  12. «Les Québécois s'associeront à la Fédération de soccer du Québec, mais la sélection nationale n'ira pas en Suède.» (em francês). Les Quebecois. Consultado em 11 de abril de 2017. Arquivado do original em 22 de maio de 2014 
  13. «ConIFA European Football Cup Schedule» (em inglês). ConIFA. 27 de abril de 2015. Consultado em 13 de abr de 2017 
  14. https://web.archive.org/web/20150714203256/http://www.niamhsnextstep.com/news--events/niamh-challenge-matches-ellan-vannin-vs-alderney-fa#
  15. «Benedikt Fontana Cup» (em inglês). ConIFA. 27 de dez de 2014. Consultado em 13 de abr de 2017 
  16. https://twitter.com/CONIFAOfficial/status/1255429517109313546?s=20

Ligações externas[editar | editar código-fonte]