Copa do Mundo FIFA de 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sports icon.png
Este artigo ou seção contém informações sobre um evento desportivo que ainda não ocorreu.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente à medida que novas informações estiverem disponíveis.
Copa do Mundo FIFA de 2022
2022 FIFA World Cup / بطولة كأس العالم لكرة القدم 2022
Qatar 2022
Qatar 2022 bid logo.svg.png
Logotipo oficial da candidatura
Dados
Participantes 32
Anfitrião  Catar
Período 21 de novembro18 de dezembro
Gol(o)s Não disponível
◄◄ Rússia 2018 Soccerball.svg 2026 Flag of None.svg ►►

A Copa do Mundo FIFA de 2022 ou Campeonato Mundial de Futebol FIFA de 2022 será a vigésima segunda edição deste evento esportivo, um torneio internacional de futebol masculino organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), que ocorrerá no Catar. Com sete cidades-sede, o campeonato será disputado entre 21 de novembro e 18 de dezembro, primeira vez em que é disputado no final do ano.[1] A edição de 2022 será a primeira realizada no Oriente Médio e a última a ter o formato de 32 equipes, já que a competição terá uma mudança no formato e número de equipes na edição de 2026, passando para 48 equipes.

Acusações de corrupção foram feitas após o Catar ganhar o direito de sediar o campeonato. A FIFA realizou uma investigação interna sobre estas alegações e absolveu o Catar de qualquer crime cometido.[2] Em 27 de maio de 2015, promotores federais suíços abriram uma investigação sobre corrupção e lavagem de dinheiro nas eleições das cidades-sede das edições de 2018 e 2022.[3][4]

Em 7 de junho de 2015, foi anunciado que o Catar poderia perder o direito de sediar o campeonato, após denúncias de suborno. De acordo com Domenico Scala, representante da auditoria da FIFA, as denúncias surgiram após a divulgação do resultado da votação de eleição da cidade-sede.[5] Porém, nenhum indício foi comprovado e o Catar foi confirmado como sede desta edição.[6]

O Catar sofreu diversas criticas sobre as condições dos trabalhadores dos novos estádios para a competição, sendo que a Anistia Internacional referiu-se como trabalho escravo as condições dos trabalhadores, que sofriam abusos de direitos humanos, violando diversas regras da instituição.[7]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Candidatura[editar | editar código-fonte]

O Catar decidiu apresentar a sua candidatura apenas para 2022. Com apenas 1,6 milhão de habitantes, o país pretendeu ser a primeira nação do Oriente Médio a receber tal competição, tentando aproximar os mundos ocidentais e orientais.[8][9]

Uma das preocupações da candidatura foram as temperaturas muito elevadas que se registram naquele país. A Copa do Mundo sempre foi realizada entre junho e julho, exatamente o período de recesso das ligas europeias. Nesse período de tempo, as temperaturas ultrapassam facilmente os 40 graus celsius, nunca baixando para menos de 30 graus celsius.[10][11] O sheik Mohammed bin Hamad bin Khalifa al-Thani, autoridade responsável pela candidatura de 2022, afirmou que está em curso a introdução de uma tecnologia dentro dos estádios de modo a conseguir baixar as temperaturas em cerca de 20 graus celsius.[12]

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, admitiu apoiar a ideia de um país do Oriente Médio recebesse a competição. Ele afirmou que a região merece receber tal competição, já que 22 países da região nunca tiveram uma oportunidade concreta de receber um torneio deste tamanho. Blatter ainda afirma que ficou surpreendido com a evolução desta candidatura e reiterou que o país já mostrou ser capaz de organizar tal competição, quando sediou com sucesso os Jogos Asiáticos de 2006.[13]

Processo de escolha[editar | editar código-fonte]

O processo de escolha para as sedes das edições de 2018 e 2022 iniciou em janeiro de 2009, e as associações interessadas tinham até 2 de fevereiro de 2009 para enviar a documentação necessária.[14] Inicialmente, onze propostas foram recebidas pela FIFA, porém o México decidiu desistir do processo,[15][16] e a candidatura da Indonésia foi rejeitada pela FIFA em fevereiro de 2010, após a Associação de Futebol da Indonésia não apresentar uma carta de garantia do governo indonésio para apoiar a candidatura.[17]

No final, haviam cinco propostas para a competição, a Austrália, Catar, Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão. Os membros do Comitê Executivo da FIFA se reuniram em Zurique em 2 de dezembro de 2010 para votar e selecionar as sedes das duas edições.[18] Dois membros foram suspensos antes da votação após alegações de corrupção em relação aos seus votos.[19]

XXII Copa do Mundo FIFA
Congresso Ordinário da FIFA
2 de dezembro de 2010, em Zurique, Suíça.
Países candidatos 1ª Rodada 2ª Rodada 3ª Rodada 4ª Rodada
 Catar 11 10 11 14
 Estados Unidos 3 5 6 8
 Coreia do Sul 4 5 5
 Japão 3 2
 Austrália 1

A vitória do Catar foi classificada como tendo alto risco operacional pela mídia estadunidense, australiana e britânica.[20][21] Foi severamente criticada após os escândalos de corrupção na FIFA.[22] O Catar é o menor país em área e população que irá sediar uma Copa do Mundo FIFA, superando a Suíça, que havia sediado em 1954.[23]

Eliminatórias[editar | editar código-fonte]

Trinta e duas seleções participam na competição, e a catarense não precisou disputar eliminatórias por ser a anfitriã. A distribuição das vagas pelas confederações continentais foi divulgada pelo Comitê Executivo da FIFA em maio de 2015, sem alterações em relação à edição anterior. A princípio a União das Federações Europeias de Futebol (UEFA) reiterava mais uma vaga para o continente europeu, porém a FIFA não cedeu e manteve inalterada a divisão das vagas. Assim, continuaram treze vagas para a UEFA, cinco para a CAF, quatro para a CONMEBOL, quatro para a AFC (sem incluir a vaga do anfitrião Catar) e três para a CONCACAF. Alem disso, a repescagem intercontinental ocorre entre uma seleção da AFC e da CONCACAF e outra entre uma da CONMEBOL e da OFC, que não possui vaga garantida direta ao mundial.

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Após a entrada de novos membros, todas as 211 nações filiadas à FIFA inscreveram-se para participar das eliminatórias.[24]

  • AFC: 43 times competem por 4 vagas diretas para a Copa e 1 vaga para a repescagem intercontinental, que será disputada em jogos de ida e volta contra o 5º colocado das eliminatórias sul-americanas;
  • CAF: 52 times competem por 5 vagas diretas para a Copa;
  • CONCACAF: 35 times competem por três vagas diretas para a Copa e 1 vaga para a repescagem intercontinental, que será disputada em jogos de ida e volta contra o vencedor das eliminatórias da Oceania;
  • CONMEBOL: 10 times competem por 4 vagas diretas para a Copa e 1 vaga para a repescagem intercontinental, que será disputada em jogos de ida e volta contra o 5º colocado das eliminatórias asiáticas;
  • OFC: 11 times competem por uma vaga para a repescagem intercontinental, que será disputada em jogos de ida e volta contra o 4º colocado das eliminatórias da CONCACAF;
  • UEFA: 53 times competem por 13 vagas diretas para a Copa.

Seleções qualificadas[editar | editar código-fonte]

Confederação Seleção Classificada como Data em que a classificação foi assegurada Aparições em Copas do Mundo Aparições consecutivas Última aparição Melhor resultado anterior
AFC
(4,5 vagas + país-sede)
Flag of Qatar.svg Qatar País-sede 2 de outubro de 2010 Estreante Estreante Estreante

Sedes[editar | editar código-fonte]

A Copa deverá ter oito sedes. A cidade de Doha, a capital e única área urbana do país, aonde haverá seis estádios de médio porte. Outras seis cidades cataris também serão sedes. São elas: A nova área urbana de Lusail que sediará a abertura e a final da Copa,além de novos estádios nas áreas de Al Khor, Madinat ash Shamal, Al Wakrah, Umm Salal e Al Rayyan.[25]

Lusail Doha Doha Doha
Estádio Nacional Lusail Estádio Internacional Khalifa Estádio da Cidade dos Esportes Estádio da Cidade da Educação
Capacidade: 86,250
(planejado)
Capacidade: 40,000
(planos de expansão para 68,030)
Capacidade: 47,560
(planejado)
Capacidade: 45,350
(planejado)
Khalifa International Stadium interior night 2009 Emir Cup.jpg
Al Khor Madinat ash Shamal
Estádio Al-Khawr Estádio Al-Shamal
Capacidade: 45,330
(planejado)
Capacidade: 45,120
(planejado)
Al Wakrah Umm Salal
Estádio Al-Wakrah Estádio de Umm Salal
Capacidade: 45,120
(planejado)
Capacidade: 45,120
(planejado)
Doha Doha Al Rayyan Doha
Estádio do Porto de Doha Estádio Al-Gharafa Estádio Ahmed bin Ali Estádio da Universidade do Qatar
Capacidade: 44,950
(planejado)
Capacidade: 21,282
(planos de expansão para 44,740)
Capacidade: 21,282
(planos de expansão para 44,740)
Capacidade: 43,520
(planos de expansão para 43,520)
Thani bin Jassim.jpg Ahmed bin Ali stadium.jpg Qatar univ stadium Doha.jpg

Fase de grupos[editar | editar código-fonte]

Equipes classificadas para a fase final
Equipes eliminadas

Fase final[editar | editar código-fonte]

Esquema[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
                           
           
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
   Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
    Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
    Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
    Flag of None.svg  
 Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
 Flag of None.svg  
    Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
 Flag of None.svg    
  Flag of None.svg  
    Flag of None.svg     Terceiro lugar
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    
 Flag of None.svg     Flag of None.svg  
    Flag of None.svg       Flag of None.svg  
  Flag of None.svg  
  Flag of None.svg    

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em Junho de 2014 o jornal inglês 'Sunday Times' publicou em sua edição, uma suposta denúncia que põe em cheque a legitimidade do processo de escolha da sede da copa de 2022. De acordo com a matéria o ex-dirigente da Federação asiática de futebol (AFC), Mohammed Bin Hammam, teria pago 5 milhões de dólares a responsáveis pelo futebol africano para comprar a eleição do Qatar como sede da Copa de 2022.[26]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Copa do Mundo FIFA de 2022

Referências

  1. «FIFA Executive Committee confirms November/December event period for Qatar 2022». FIFA.com. 19 de março de 2015 
  2. «Fifa report 'erroneous', says lawyer who investigated corruption claims». BBC Sport British Broadcasting Corporation [S.l.] 13 de novembro de 2014. Consultado em 24 de fevereiro de 2015 
  3. «Criminal investigation into 2018 and 2022 World Cup awards opened». ESPN FC ESPN [S.l.] 27 de maio de 2015. Consultado em 27 de maio de 2015 
  4. «The Office of the Attorney General of Switzerland seizes documents at FIFA». The Federal Council The Swiss Government [S.l.] 27 de maio de 2015. Consultado em 27 de maio de 2015 
  5. «'Russia & Qatar may lose World Cups' – Fifa official». BBC News. 7 de junho de 2015 
  6. Owen Gibson (7 de junho de 2015). «Russia and Qatar may lose World Cups if evidence of bribery is found». The Guardian 
  7. Amnesty says workers at Qatar World Cup stadium suffer abuse Eurosport
  8. «Rússia, em 2018, e Qatar, em 2022, são escolhidos para sediar a Copa». R7. 2 de dezembro de 2010. Consultado em 2 de dezembro de 2010 
  9. «Qatar 2022 announces Bid Committee leadership» (em inglês). Dubai Chronicle. 25 de março de 2009. Consultado em 2 de dezembro de 2010 
  10. Heathcote, Neil (4 de maio de 2010). «Qatar pitches cool World Cup bid» (em inglês). BBC World News. Consultado em 7 de maio de 2010 
  11. «Monthly Averages for Doha, Qatar» (em inglês). The Weather Channel. Consultado em 26 de outubro de 2009 
  12. Tripathi, Raajiv; Nag, Arindam (25 de março de 2009). «Qatar will be great host for WC 2022» (em inglês). Qatar Tribune 
  13. «Blatter reaches out to Arabia» (em inglês). Al Jazeera. 25 de abril de 2010. Consultado em 1 de maio de 2010 
  14. Goff, Steve (16 de janeiro de 2009). «Future World Cups». The Washington Post [S.l.: s.n.] Consultado em 16 de janeiro de 2009 
  15. «2018 and 2022 FIFA World Cup bids begin in January 2009» [S.l.: s.n.] Consultado em 29 de setembro de 2009 
  16. «World Cup 2018». 5 de janeiro de 2015 
  17. «Indonesia's bid to host the 2022 World Cup bid ends» BBC Sport [S.l.] 19 de março de 2010. Arquivado desde o original 20 de março de 2010. Consultado em 19 de março de 2010 
  18. «Combined bidding confirmed» FIFA [S.l.] 20 de dezembro de 2008. Arquivado desde o original 22 de janeiro de 2009. Consultado em 20 de dezembro de 2008 
  19. Wilson, Steve (18 de novembro de 2010). «World Cup 2018: meet Amos Adamu and Reynald Temarii, the Fifa pair suspended over corruption». The Telegraph. London [s.n.] Consultado em 20 de março de 2014 
  20. «World Cup 2022: Blow to Qatar's 2022 bid as FIFA brands it "high risk"». Bloomberg [S.l.: s.n.] 18 de novembro de 2010. Arquivado desde o original 1 de dezembro de 2010. Consultado em 3 de dezembro de 2010 
  21. James, Stuart (2 de dezembro de 2010). «World Cup 2022: 'Political craziness' favours Qatar's winning bid». The Guardian. London [s.n.] Consultado em 3 de dezembro de 2010 
  22. «Qatar world cup part of FIFA corruption scandal» [S.l.: s.n.] 7 de junho de 2015. Consultado em 7 de junho de 2015 
  23. «Population structure». Qatar Statistics Authority. 31 de janeiro de 2013 
  24. «Current allocation of FIFA World Cup™ confederation slots maintained». FIFA.com. 30 de maio de 2015 
  25. Roscoe, Andrew (13 de maio de 2010). «Qatar unveils World Cup building plans» (em inglês). Meed.com. Consultado em 3 de dezembro de 2010 
  26. Qatar pagou propina para levar a Copa de 2022, segundo jornal inglês..Página visitada em 27 de junho de 2014.