Copa do Mundo de Clubes da FIFA Feminino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa do Mundo Feminina de Clubes da FIFA
Mundial de Clubes Feminino
Dados gerais
Organização FIFA
Edições 1 (2010)
Local de disputa Brasil Brasil
Sistema Temporada, eliminatório
Divisões
1ª divisão
editar

A primeira edição do Campeonato Mundial de Clubes de Futebol Feminino da FIFA se realizaria em 2010.[1] Membro da Comissão Permanente da FIFA para assuntos do Mundial, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, participou da reunião do órgão em 16 de março de 2009, em Zurique, Suíça. Teixeira protocolou junto à FIFA o pedido para a criação da Copa do Mundo Feminina de Clubes. Tal ofício foi entregue ao Presidente da FIFA, Joseph Blatter. No documento, Teixeira lembra Blatter no 4º Simpósio da FIFA sobre Futebol Feminino, em 2007, em Pequim, China, pediu para que o mundo do futebol abraçasse a causa do futebol feminino. "Um Mundial de Clubes Feminino é um passo dentro desta ideia do próprio Blatter", disse.[2]

Na América do Sul, a CONMEBOL promove a Copa Libertadores da América de Futebol Feminino e desta competição sairá o representante sul-americano para a Copa do Mundo Feminina de Clubes da FIFA. O representante europeu da UEFA sairá da Copa da UEFA de Futebol Feminino. Outras federações vinculadas à FIFA ainda não possuem campeonatos continentais de clubes femininos e ainda é desconhecido o critério que utilizarão para indicar seus times para o torneio.

Copa do Mundo Feminina de Clubes da FIFA de 2010 no Brasil[editar | editar código-fonte]

Em reunião na sede da FIFA a Comissão de Futebol Feminino da entidade aprovou a realização da primeira Copa do Mundo Feminina de Clubes da FIFA, oficializando sua realização no Brasil, na cidade de Santos, litoral de São Paulo, em março ou abril de 2010,[3] o que não ocorreu no prazo estipulado.

As seis confederações continentais ligadas à FIFA - CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol), UEFA (União das Associações Europeias de Futebol), AFC (Confederação Asiática de Futebol), CAF (Confederação Africana de Futebol), CONCACAF (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe e OFC (Confederação de Futebol da Oceania) - teriam até janeiro para indicar as equipes que disputariam o torneio.

O Santos vai representar a CONMEBOL como primeiro campeão da Copa Libertadores Feminina, em 2009.[4] A UEFA irá indicar o time campeão da Copa da UEFA de Futebol Feminino da temporada 2009-10.

Como o mundial não ocorreu o Santos organizou o Torneio Internacional Interclubes de Futebol Feminino em janeiro de 2011.[5]

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]

indefinido AFC - Critério de classificação a ser definido
Alemanha Turbine Potsdam Copa da UEFA de Futebol Feminino (Campeão de 2009-10)
indefinido CONCACAF - Critério de classificação a ser definido
indefinido CAF - Critério de classificação a ser definido
Brasil Santos Copa Libertadores da América de Futebol Feminino (Campeão de 2009)
indefinido OFC - Critério de classificação a ser definido

Referências

  1. Agencia Estado (29 de Outubro de 2009). «Santos confirma realização de Mundial feminino da Fifa». Estadão. Consultado em 2 de julho de 2018 
  2. «Marcelo Teixeira vai a reunião da FIFA e pedirá Mundial de Clubes Feminino». Consultado em 22 de setembro de 2009. Arquivado do original em 20 de março de 2009 
  3. GLOBOESPORTE.COM (29 de outubro de 2009). «Santos sediará primeiro Mundial de Clubes Feminino em 2010». globoesporte.globo.com. Santos. Consultado em 2 de julho de 2018 
  4. «Fifa apoia Brasil como sede do Mundial de Clubes feminino em 2010». globoesporte.globo.com. 29 de outubro de 2009. Consultado em 2 de julho de 2018 
  5. GLOBOESPORTE.COM (9 de dezembro de 2010). «Santos oficializa contratação de Marta». Santos. globoesporte.com. Consultado em 2 de julho de 2018