Coris (peixe)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o género de plantas, veja Coris.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCoris
Juvenil de Coris aygula (espécie-tipo).
Juvenil de Coris aygula (espécie-tipo).
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Subordem: Labroidei
Família: Labridae
Género: Coris
Lacépède, 1801[1]
Espécie-tipo
Coris aygula
Lacépède, 1801
Espécies
Ver texto.
Sinónimos
Aygula Rafinesque, 1815

Ctenocorissa Whitley, 1931
Hemicoris Bleeker, 1862
Julis Cuvier, 1814
Neanis Gistel, 1848
Tiricoris Whitley, 1955

Juvenil de Coris gaimard.

Coris é um género heterógeno de peixes da família dos Labridae da ordem dos Perciformes que inclui pequenos peixes multicolores, entre os quais o peixe-rei. O género inclui 27 espécies com distribuição natural nas águas costeiras e nos recifes tropicais e subtropicais de todos os oceanos, mas maioritariamente no Indo-Pacífico e no Mar Vermelho.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Coris é um género que inclui um conjunto heterógeno de espécies, provavelmente não monofilético, incluído no grupo Julidinae da actual família Labridae. Entre as 27 espécies aceites como pertencentes ao género, a maioria tem distribuição natural nas águas costeiras tropicais do Indo-Pacífico e do Mar Vermelho, com apenas duas espécies presentes no Atlântico e no Mediterrâneo. Algumas espécies apresentam distribuição natural circunscrita a áreas muito restritas, mas algumas distribuem-se por vastas áreas em torno do Índico e do Pacífico.

As espécie de Coris atingem comprimentos adultos entre os 10 cm e 1 m, com o corpo alongado e recoberto por escamas pequenas e numerosas, com as espécies maiores a apresentarem também corpo alargado na direção dorso-ventral. A generalidade das espécies apresenta uma grande variação de cor entre os juvenis e os animais adultos, com os juvenis geralmente com coloração muito intensa e brilhante.

O habitat preferencial dos peixes deste género são os recifes e os fundos marinhos de areia e cascalho, a baixas profundidades. As fêmeas forma forma frequentemente pequenos grupos, enquanto os machos são territoriais e defendem com denodo o seu território. Para dormir ou para escapar a uma ameaça, a maioria das espécies enterra-se na areia ou esconde-se entre o calhau rolado. Algumas espécies preparam locais de refúgio no seu território através da remoção de pequenas pedras e areia.

Alimentam-se de uma variedade de invertebrados, incluindo moluscos e ouriços-do-mar de carapaça dura. Utilizam os seus fortes dentes para voltar pedras sob as quais se escandam presas e para desalojar caranguejos-eremita das suas conchas. Os juvenis e alguns adultos pertencentes a espécies de pequeno porte comportam-se como peixes-limpadores removendo parasitas e pele morta de peixes de maior porte.

O gênero é muito provávelmente não monofilético. Um estudo filogenético de três espécies de Coris demonstrou que o grupo não forma um clado: Coris batuensis está num clado que inclui espécies do género Halichoeres e Coris gaimard é espécie-irmã de Pseudocoris yamashiroi, com Coris aygula a pertencer ao clado formado por aquelas duas espécies.[2]

Os peixes do género Coris são frequentemente utilizados em aquariofilia pelo seu pequeno porte e coloração vistosa. Os juvenis de Coris gaimard são capturados e comercializados sob a designação de peixe-palhaço, mas como estes animais crescem consideravelmente, a maioria dos aquários domésticos não são adequados para exemplares adultos.

Espécies[editar | editar código-fonte]

O género Coris inclui 27 espécies validamente descritas:[3]

Notas

  1. Plíštil, J., ed. (agosto de 2011). «Coris – AQUATAB» (em checo) 
  2. M. W. Westneat, M. E. Alfaro: Phylogenetic relationships and evolutionary history of the reef fish family Labridae. In: Molecular Phylogenetics and Evolution. Nr. 36, 2005, S. 370–390, (PDF)
  3. Froese, Rainer, and Daniel Pauly, eds. (2011). Espécies de Coris em FishBase. Versão de Agosto de 2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Helfman, G; Collette, B; Facey, D (1997). Blackwell Science, ed. The diversity of fishes (em inglês). Malden, Massachussets (EUA): [s.n.] ISBN 9780865422568 
  • Lacépède, Bernard G. E. de (1801). Plassan, ed. Histoire naturelle des poissons (em francês). Paris: [s.n.] OCLC 233940411 
  • Moyle, P; Cech, J (2004). Fishes. An Introduction to Ichthyology (em inglês) 5 ed. Nova Jersey (EUA): Pearson Prentice-Hall. ISBN 9780131008472 
  • Nelson, J (2006). Fishes of the World (em inglês) 4 ed. Nova Iorque (EUA): John Wiley and Sons. ISBN 9780471250319 
  • Wheeler, A (1985) [1900]. Macdonald, ed. The World Encyclopedia of Fishes (em inglês) 2 ed. Londres: [s.n.] ISBN 9780356107158 
  • Rudie H. Kuiter: Lippfische. Ulmer, Stuttgart 2002, ISBN 3-8001-3973-1.
  • Hans A. Baensch, Helmut Debelius, Horst Moosleitner: Die gemeinsame Pflege von wirbellosen Tieren und tropischen Meeresfischen im Aquarium. Mergus, Melle 1997, ISBN 3-88244-110-0 (Meerwasser-Atlas. Band 1).
  • Ewald Lieske, Robert F. Myers: Korallenfische der Welt. Jahr, Hamburg 1994, ISBN 3-86132-112-2.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Coris