Cornélia Metela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cornélia Metela
Nascimento 73 a.C.
Morte 48 a.C. (25 anos)
Cidadania Roma Antiga
Progenitores Pai:Quinto Cecílio Metelo Pio Cipião Nasica
Cônjuge Públio Licínio Crasso, Pompeu

Cornélia Metela (em latim: Cornelia Metella; c. 73 a.C.–depois de 48 a.C.)[nota 1] era filha de Quinto Cecílio Metelo Pio Cipião Násica, cônsul da República Romana em 52 a.C., com Emília Lépida. Seu nome aparece em várias fontes literárias, incluindo uma inscrição dedicatória oficial em Pérgamo[nota 2]. Plutarco a descreve como uma bela mulher de bom caráter, letrada e habilidosa na lira. Ela também conhecia muito bem geometria e filosofia.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Cornélia se casou primeiro com Públio Licínio Crasso, filho de Marco Licínio Crasso, em 55 ou 54 a.C., quando ele retornou a Roma depois de servir sob o comando de Júlio César nas Guerras Gálicas. Depois da morte de Crasso na Batalha de Carras, Cornélia tornou-se a quinta esposa de Pompeu em 52 a.C.. Ela foi uma leal seguidora do marido e foi ao seu encontro em Mitilene com o filho do casal Sexto Pompeu depois da derrota na Batalha de Farsalos em 48 a.C.. Juntos fugiram para o Egito, onde Pompeu foi assassinado. Quando César chegou ao Egito e soube do destino do rival, ficou horrorizado e furioso; os culpados foram punidos e Cornélia recebeu as cinzas e o anel sinete do marido. Ela retornou para Roma em seguida e passou o resto de seus dias nas propriedades de Pompeu na Itália.

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Ronald Syme nota que, em 74 a.C., o pai de Cornélia foi o rival romântico de Catão, o Jovem, pelo amor de Emília, mãe de Cornélia; o casamento ocorreu logo depois e sua data é a data mais cedo para o nascimento de uma filha. A data mais tarde para o casamento de Cornélia com o jovem Crasso seria 54 a.C., antes de ele partir para se juntar ao pai na malfadada campanha parta; é improvável que Cornélia tivesse menos de 15 anos de idade na época e, portanto, sua data de nascimento seria 69 a.C.[1].
  2. Um texto em grego antigo traduzido para o latim como "Cornelia Q. Metelli Pii Scipionis filia". Apesar da adoção testamentária de seu pai por Metelo Pio, Cornélia nunca aparece como "Cornélia Metela" nas fontes existentes. Münzer supôs que ela manteve o nome da gente Cornélia por ter nascido antes da adoção de seu pai, uma formalidade legal[2].

Referências

  1. Syme, Veja (1980). «The Sons of Crassus». Latomus (em inglês) (39): 403-408 , republicado em «Roman Papers». Oxford: Clarendon Press (em inglês). 3. 1984: 1225 
  2. Linderski, Jerzy (1996). Imperium sine fine: T. Robert S. Broughton and the Roman Republic. Q. Scipio Imperator (em inglês). [S.l.]: Franz Steiner. p. 150