Cornélio Lupo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cornélio Lupo
Cônsul do Império Romano
Consulado 42 d.C.
Morte 47 d.C.

Cornélio Lupo (em latim: Cornelius Lupus; m. 47) foi um senador romano da gente Cornélia nomeado cônsul sufecto em 42 com Aulo Cecina Largo. Antes disto já havia sido procônsul de Creta e Cirenaica durante o reinado de Tibério[1][2]. Seu prenome é desconhecido.

Apesar de ser um amigo do imperador Cláudio, Lupo foi uma das vítimas do notório delator Públio Suílio Rufo em 47, cuja acusação levou à sua execução[3].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Calígula IV

com Cneu Sêncio Saturnino
com Quinto Pompônio Segundo (suf.)
com Quinto Fúcio Lúsio Saturnino (suf.)
com Marco Seio Varano (suf.)
com Quinto Ostório Escápula (suf.)
com Públio Suílio Rufo (suf.)

Cláudio II
42

com Caio Cecina Largo
com Caio Céstio Galo (suf.)
com Cornélio Lupo (suf.)

Sucedido por:
'Cláudio III

com Lúcio Vitélio II
com Sexto Palpélio Histro (suf.)
com Lúcio Pedânio Segundo (suf.)
com Aulo Gabínio Segundo (suf.)
com Quinto Cúrcio Rufo (suf.)
com Lúcio Ópio (suf.)


Referências

  1. Paul Gallivan, "The Fasti for the Reign of Claudius", Classical Quarterly, 28 (1978), pp. 408, 424
  2. Der Neue Pauly, Stuttgardiae 1999, T. 3, c. 195
  3. Tácito, Anais XIII.43