Correio Lageano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Correio Lageano
Razão social Baggio Editora Jornalística Ltda.
Periodicidade diário
Formato tabloide
Sede Lages, SC
Fundação 21 de outubro de 1939
Fundador(es) José Paschoal Baggio
Diretor Isabel C. Baggio

O Correio Lageano[nota 1] é um jornal diário em formato tabloide publicado no estado de Santa Catarina. Fundado em 21 de outubro de 1939, por José Paschoal Baggio, é um dos jornais mais antigos ainda em circulação no Estado, com tiragem média diária de 7.500 exemplares.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A publicação "surgiu das necessidades ambientes e será uma válvula do pensamento em Lages, a refletir a época passante, através de seu progresso: intelectual, social e material. (...), traz em si o estímulo que agita, eleva, desperta e o anseio de lutar pelo engrandecimento desta terra, sugerindo e incentivando tudo que lhe parecer de necessidade”.

Tendo em vista esse pensamento, nomes como Almiro Lustosa Teixeira de Freitas, Indalécio Arruda e João Ribas Ramos imprimiram a primeira edição do Correio Lageano em 21 de outubro de 1939.

Nenhum veículo de comunicação da Serra Catarinense contabiliza período tão longo de atuação. Durante doze anos, o Correio Lageano circulou semanalmente, utilizando os recursos técnicos do antigo Correio de Lages quando em 1951, quatro idealistas assumiram o compromisso de oferecer ao público um veículo “independente e noticioso”.

Os jovens eram José Paschoal Baggio, Evilásio Neri Caon, Edézio Neri Caon e Sirth de Aquino Nicolelli. Nesse mesmo ano estava sendo definida uma nova missão: “O Correio Lageano, enquanto estiver sob nossa orientação, será um órgão livre, independente, sem subordinação a organizações de qualquer espécie. (...) nos endereçando sempre aos anseios do povo, quer das classes produtoras, quer das classes trabalhadoras, humildes e de todas as categorias profissionais”.

Em 1955, o Correio Lageano passou a circular duas vezes por semana, um grande marco para a imprensa local, até então todos os jornais que circulavam em Lages apresentavam edições semanais. Onze anos após a inovação promovida pela equipe chefiada por José Paschoal Baggio, o jornal passou a ser distribuído três vezes por semana, este foi o ensaio para um desafio ainda maior: tornar o CL um jornal com circulação diária, o que aconteceu em 8 de outubro de 1967.

O mais significativo avanço foi a aquisição de uma impressora rotativa em 1990, que dispensou a impressão off-set, tornando o processo muito mais ágil e fazendo do parque gráfico do CL um dos mais modernos de Santa Catarina.

Em 14 de dezembro de 2006, foi lançado o novo projeto gráfico, mostrando que o CL sempre está preocupado com o leitor e de acordo com as evoluções tecnológicas do mercado, para manter-se atualizado.

Editoriais[editar | editar código-fonte]

CL.serviço É a editoria que dá informações úteis ao leitor. Tem sempre uma reportagem voltada ao serviço, para atender contribuintes, consumidores e o cidadão. Informa sobre Loterias, Falecimentos, Indicadores Econômicos, Telefones do CL e tem ainda o Mapa do Tempo com a previsão da Região e de SC, além da seção Estamos de Olho, com o andamento das obras do Aeroporto do Planalto e da BR-282.

CL.últimas Página da informação quente, daquilo que aconteceu por último durante o dia, na Serra, no Brasil e no Mundo. Tem a coluna Último Minuto para a informação mais recente que chegou à Redação.

CL.cotidiano Editoria que cobre a Serra Catarinense. Os assuntos do dia-a-dia, os problemas dos bairros, as reclamações da comunidade. Reportagens especiais, enquetes e nos fins de semana, o CL.entrevista, com os temas atuais.

CL.polícia A cobertura dos acontecimento policiais em Lages e na Região. Na coluna Plantão de Polícia, os fatos que movimentam o dia-a-dia das Polícias Civil e Militar.

CL.interativo.

O leitor ajuda a fazer o jornal. E colabora escrevendo e também mandando fotos para a seção Foto do Leitor. A página tem todo dia um assunto diferente: saúde, jovem, informática, rural e gastronomia.

CL.opinião.

O editorial com a posição do jornal sobre os assuntos que estão em discussão na sociedade. As cartas, as frases e o artigo do leitor. E as colunas: Eron J. Silva e a política regional, Pelo Estado, com as notícias da política, administração e de todas as regiões catarinenses e ainda o artigo de Névio Fernandes.

CL.Clip.

O caderno de arte, cultura, sociedade e entretenimento. Sempre uma reportagem especial de Capa, as colunas de Soleu Filho e o entretenimento para o leitor: Cruzadas, Horóscopo, resumo das novelas e as piadas.

Aos domingos, o CLip vira revista, com páginas para leitura de fundo - música, vídeo, Glitz, Turismo, Ciência & Tecnologia e muitas reportagens e entrevistas nas páginas de TV.

CL.economia.

Reportagens sobre o que está acontecendo nos mercados econômicos da Serra Catarinense e de Santa Catarina. As principais informações econômicas do Brasil e a coluna Vitrine, com produtos e gente que faz o comércio, a indústria e o setor de serviços da nossa região.

CL.panorama.

Os principais acontecimentos do Brasil e do Mundo.

CL.política.

Política regional, estadual e nacional. Os partidos, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário na Serra e em Santa Catarina. As notícias sobre seus representantes da sua região em Brasília, em Florianópolis e nas Câmaras Municipais e Prefeituras.

CL.esporte.

A cobertura dos times de futebol, do esporte amador, do Jocol, automobilismo, futsal e todas as outras atividades esportivas da Serra e de Santa Catarina. O esporte do Brasil e do mundo.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

WAGNER, Jonilda. José Paschoal Baggio da madeira ao jornalismo. Lages: Bampi Editora, 2009.

Notas

  1. Pelas normas ortográficas hoje em vigor, atualizadas pelo Acordo Ortográfico de 2009, o nome deste jornal deveria ser grafado Correio Lajiano.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.