Corrente Sindical Socialista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Corrente Sindical Socialista da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional é a organização que agrupa delegados, dirigentes e activistas sindicais do Partido Socialista que desenvolvem a sua actividade no âmbito dos Sindicatos, Uniões e Federações da CGTP-IN e nos órgãos centrais da Confederação Geral de Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional.

As orientações dos membros da Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN, são as seguintes:

Como activistas sociais: Combaterem a Direita liberal e conservadora que se prepara para destruir direitos laborais e sociais arduamente conquistados pelos trabalhadores, bem como reduzir drasticamente o papel do Estado na Sociedade, seja na economia seja nas funções sociais que deve desempenhar;

Como sindicalistas da CGTP-IN: Continuarem a defender e a aplicar, em todos os campos da sua intervenção sindical, um Sindicalismo de Classe, Democrático, Independente, Autónomo e de Unidade e a continuarem a realizar um combate firme e sem tréguas ao sectarismo e ao radicalismo da corrente sindical do PCP na CGTP-IN;

Como militantes do PS: Contribuírem, na esfera da sua intervenção política, para o fortalecimento do Partido Socialista e do seu combate político à Direita, para que tenha uma participação empenhada, activa e determinante de forma a recuperar a confiança da maioria dos cidadãos e cidadãs.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]