Correos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Correos
A fachada do edifício principal em Madrid.
Razão social Sociedad Estatal Correos y Telégrafos, S.A., S.M.E
empresa de capital aberto
Atividade transporte
Fundação 1716
Sede Madrid, Espanha
Área(s) servida(s) Flag of Spain.svg Espanha
 Andorra
Proprietário(s) Sociedad Estatal de Participaciones Industriales
Presidente Juan Manuel Serrano
Empregados 51 027 (2017)[1]
Lucro Aumento 1.765,71 milhões de € (2015)[2]
Renda líquida Baixa 34,09 milhões de € (2015)
Website oficial www.correos.es

Correos, denominada legalmente por Sociedad Estatal Correos y Telégrafos, S.A., S.M.E é uma empresa de capital aberto, gerida pelo governo espanhol, através da Sociedad Estatal de Participaciones Industriales (SEPI), uma entidade jurídica de direito privado. É considerada a maior empresa pública de Espanha, depois que os governos das décadas de 1980 e 1990 privatizaram as seguintes empresas públicas: Iberia, Endesa, Telefónica, Argentaria, etc.

Territorialmente, estrutura-se em sete zonas. O grupo inclui as filiais: Correos Express Paquetería Urgente, S.A., S.M.E (anteriormente Chronoexprés), Nexea Gestión Documental, S.A., S.M.E (anteriormente Correo Híbrido) e Correos Telecom, S.A., S.M.E, M.P. É o operador responsável por prestar o serviço postal universal em Espanha.

Em janeiro de 2011, passou a ser denominado por Grupo Correos, como resultado da união dos Correos e suas filiais: Correos Express, Correos Telecom e Nexea (anteriormente Correo Híbrido).

Em abril de 2019 a Correos entrou em Portugal com o segmento expresso, através da compra de uma participação na Rangel.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Correos
Ícone de esboço Este artigo sobre Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.