Corrida às compras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prateleiras vazias após uma corrida às compras no Japão desencadeada pela pandemia de COVID-19, em março de 2020.

Designa-se por corrida às compras o açambarcamento feito pelos consumidores de um ou mais produtos através da sua compra em quantidades invulgarmente grandes, antecipando-se à sua eventual escassez, frequentemente causada por um desastre em perspetiva ou pelo esperado aumento de preço ou dificuldade de produção ou fornecimento.

Este fenómeno é de grande interesse na teoria do comportamento do consumidor, um amplo campo de estudo económico que procura estudar as razões para a "ação coletiva como fads e modas, movimentos de mercados de valores, aumento nas compras de bens de consumo, compras excessivas, açambarcamento e pânicos bancários."[1]

As corridas às compras podem ter como alvo escassezes verdadeiras ou motivadas por ondas de pânico.[2]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

A lista seguinte exemplifica alguns fenómenos de corrida às compras ocorridos em ondas de pânico:

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Panic buying».

Referências

  1. William M. Strahle & E. H. Bonfield. Understanding Consumer Panic: a Sociological Perspective, Advances in Consumer Research, Volume 16, 1989, eds. Thomas K. Srull, Provo, UT: Association for Consumer Research, pp. 567-573.
  2. «Toxic leak threat to Chinese city». 8 de março de 2020 
  3. Archibald Percival Wavell (1973). Wavell: The Viceroy's Journal. [S.l.]: Oxford University Press. p. 34 
  4. Alice L. George (2003). Awaiting Armageddon: How Americans Faced the Cuban Missile Crisis. [S.l.]: The University of North Carolina Press. p. 78. ISBN 0807828289 
  5. Mamdouch G. Salameh, "Oil Crises, Historical Perspective" in Concise Encyclopedia of the History of Energy (ed. Cutler J. Cleveland: Elsevier, 2009), p. 196.
  6. Lohr, Steve (1 de janeiro de 2000). «Technology and 2000 – Momentous Relief; Computers Prevail in First Hours of '00» 
  7. FAO (19 de abril de 1999). «The Millenium Bug threatens food supply systems – developing countries are also vulnerable, FAO warns» 
  8. Huiling Ding, Rhetoric of a Global Epidemic: Transcultural Communication about SARS (Southern Illinois University Press, 2014), pp. 70, 72, 83, 103, 111.
  9. Nick Collins (25 de agosto de 2009). «EU ban on traditional lightbulbs prompts panic buying» 
  10. «UK fuel blockades tumble». BBC News. 14 de setembro de 2000. Consultado em 12 de janeiro de 2008 
  11. BBC News (23 de novembro de 2005). «Toxic leak threat to Chinese city» 
  12. «Massive blaze rages at fuel depot». BBC News. 12 de dezembro de 2005. Consultado em 19 de outubro de 2009 
  13. «Fire Rages After Blasts At Oil Depot». 11 de dezembro de 2005. Consultado em 19 de outubro de 2009 
  14. Sirletti, Sonia (24 de fevereiro de 2020). «Virus Outbreak Drives Italians to Panic-Buying of Masks and Food». Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  15. Sydney Morning Herald (8 de março de 2020). «Coles and Woolworths further limit toilet paper purchases as supply sells out in an hour». Consultado em 11 de março de 2020