Corrupção (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Corrupção
Portugal Portugal
2007 •  cor •  90 min 
Realização João Botelho
Argumento João Botelho
Baseado em Eu, Carolina
de Carolina Salgado
Elenco Nicolau Breyner
Margarida Vila-Nova
António Cerdeira
Alexandra Lencastre
Rita Blanco
Nelson Francisco Páscoa da Silva
Género drama, crime
Lançamento 1 de Novembro de 2007
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Corrupção é um filme português que nasceu da ideia de João Botelho, realizador de cinema, fazer uma película baseada no livro best-seller, Eu, Carolina. O livro conta os meandros do futebol português, escrito pela ex-companheira de Jorge Nuno Pinto da Costa, Carolina Salgado. O filme foi protagonizado pela atriz de vinte e quatro anos, Margarida Vila-Nova, na personagem de Carolina, porém com um nome diferente (Sofia) e pelo ator de sessenta e seis anos Nicolau Breyner, que interpretará 'Presidente', uma personagem inspirada pelo presidente do Futebol Clube do Porto. O filme estreou nas salas de cinema em 2007.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O nome Carolina não foi referido no filme, a personagem que retrata a ex-companheira de Pinto da Costa, dá pelo nome de Sofia, contudo as situações são semelhantes ao que vem escrito no livro.

Segundo se sabe, foi gravada uma cena em que o 'Presidente' (Nicolau Breyner), entra em fúria porque o seu clube não vence o campeonato; a primeira noite de Sofia (Margarida Vila-Nova) e do Presidente (Nicolau Breyner); o primeiro beijo; a entrevista à televisão de Sofia; Sofia tentando vender o manuscrito do livro a diversas editoras. O filme deverá estrear a 1 de Novembro em quarenta salas de cinema de todo o país.

Elenco[editar | editar código-fonte]

E ainda: Sónia Balacó, João Cabral, Rita Blanco,Paula Guedes, Luís Soveral, Paula Lobo Antunes, Rui Morrison, Adérito Lopes, Eurico Lopes, Dinarte Branco, João Catarré, Paulo Filipe, Carlos Costa, Jorge Sequerra, Guilherme Lopes, Teresa Ovidio e João Loy, entre outros.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Carolina Salgado, a protagonista da história real, visitou duas vezes a rodagem para ver como está a rodagem do filme a prosseguir. Margarida Vila-Nova, que dá vida à personagem que corresponde a Carolina no filme, encontrou-se com a escritora de Eu, Carolina, várias vezes para determinar pontos da sua personagem.
  • Grande parte da banda sonora do filme esteve a cargo dos Loto, jovem banda de Alcobaça.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.