Costa de Leopoldo e Astrid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Antarctica.svg
Cercle rouge 50%.svg
Localização da costa de Leopoldo e Astrid.

A costa de Leopoldo e Astrid é uma parte da Antártida Oriental que se estende do extremo ocidental da plataforma de gelo Oeste aos 81° 24' Este, no limite com a costa de Ingrid Christensen, até ao cabo Penck (66° 43′ S 87° 43′ E), limite com a Terra de Guilherme II.[1] O mar que banha a costa de Leopoldo e Astrid é o mar de Davis.

De acordo com a nomenclatura da Austrália a costa do Rei Leopoldo e Rainha Astrid (em inglês, King Leopold And Queen Astrid Coast) é a parte oriental da Terra da Princesa Elizabeth e compreende o setor desde os 81° Este até ao cabo Penck. Para a Austrália o setor entre os 81° Este e o extremo ocidental da barreira de gelo Oeste aos 81° 24' Este faz parte da costa do Rei Leopoldo e Rainha Astrid.[2] Embora a área seja reclamada pela Austrália como parte do Território Antártico Australiano, está sujeita às restrições estabelecidas pelo Tratado Antártico.

Esta costa foi descoberta e explorada pelo avião do navio baleeiro norueguês Thorshavn em 17 de janeiro de 1934, tripulado pelo tenente Alf Gunnestad e capitão Nils Larsen. O proprietário do navio, Lars Christensen, deu nome à costa em homenagem ao rei Leopoldo III e à rainha Astrid da Bélgica.

Referências