Costa saxônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O sistema completo de fortificação da costa saxônica se estendeu em ambos os lados do Canal

A costa saxônica (português brasileiro) ou saxónica (português europeu) (em latim: litus Saxonicum) era um comando militar do Império Romano tardio, consistindo de uma série de fortificações em ambos os lados do Canal da Mancha. Foi estabelecido no final do século III e foi liderado pelo "Conde da costa saxônica[1]". No final do século IV, suas funções eram limitadas à Grã-Bretanha, enquanto as fortificações na Gália foram estabelecidas como comandos separados.[2] Vários fortes na costa saxônica sobrevivem no leste e sudeste da Inglaterra.[3] Outras estações até o mar do Norte provavelmente também eram sua responsabilidade. As forças que o exército romano controlou foram classificadas como limítanes, ou tropas fronteiriças. Em 401, muitos de seus soldados parecem ter sido retirados para a defesa de Itália, provavelmente tornando a Grã-Bretanha muito mais vulnerável ao ataque.[4]

Referências

  1. "The Count of the Saxon Shore", English Heritage
  2. Eutrópio, Breviário, IX.21
  3. Fields, Nic (2006). Rome's Saxon Shore - Coastal Defences of Roman Britain AD 250-500 (Fortress 56). [S.l.]: Osprey Publishing. pp. 39–42. ISBN 978-1-84603-094-9 
  4. Amiano Marcelino, Os Feitos, XVIII.2.3; Zósimo, Historia Nova, III.5.2
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.