Costelinha de porco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Costelinha de porco

A "costelinha de porco" é um pedaço de carne de porco e corte em carniçaria, que corresponde às costelas do animal presentes ao nível da caixa torácica abaixo das patas dianteiras.

Preparação[editar | editar código-fonte]

O número de preparações culinárias é muito grande. Assada em churrasco é uma das versões mais populares em muitas culturas. Embora as marinadas sejam populares (geralmente em adobos[1]), defumadas. Elas geralmente são servidas sós, sem nenhum acompanhamento. E é frequente que, auxiliado pelo osso, sejam comidas com os dedos sem a necessidade de talheres. Em algumas preparações, como estufados, cozidos e ensopados,[2] geralmente participam como um ingrediente a mais. É preparada em pratos fervidos em cozinhas europeias, defumados na culinária de Guiana ou Reunião, e grelhados, particularmente na cozinha chinesa e barbecue americano.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Jacques Verroust, Michel Pastoureau e Raymond Buren, Le Cochon. Histoire, symbolisme et cuisine, Éd. Sang de la Terre, col. Saveurs de la Terre, 1987; reimpresso em 1998, 224 p. ISBN 978-2869850934.
  • José Wavreille, F. Pilette, D. Feller, C. Bauraind, M. Laitat e N. Bartiaux-Thill, Le Porc de plein air en Wallonie. De la naissance à la production d'une viande de qualité, Ministère de la Région wallonne, DGA, Les Livrets de l'Agriculture, 2004, {Predefinição:Numéro, p. 52.

Referências

  1. Augusto Jurado, (2008), El cerdo y sus chacinas : voces, refranes, literatura, Primera edición, Salamanca, Página 181
  2. Igone Marrodan, (2000), Cocidos, Ollas y Pucheros, Primera ed., Ed. Mondadori

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal: