Counter-Strike (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Counter-Strike
Logotipo da série.
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Desenvolvedora(s) Valve Corporation
Turtle Rock Studios
Hidden Path Entertainment
Gearbox Software
Ritual Entertainment
Nexon
Distribuidora(s) Valve Corporation
Sierra Entertainment
Namco
Nexon
Plataforma de origem Windows
Plataformas Windows
OS X
Linux
PlayStation 3
Xbox
Xbox 360
Primeiro título Counter-Strike
19 de junho de 1999
Último título Counter-Strike: Global Offensive
21 de agosto de 2012
counter-strike.net
Portal Portal de jogos eletrônicos

Counter-Strike (usualmente abreviado como CS) é uma série de jogos eletrônicos de tiro em primeira pessoa multiplayer, no qual times de terroristas e contra-terroristas batalham entre si, respectivamente, realizando um ato de terror (explodindo bombas, fazendo reféns) e prevenindo-os (desarmando bombas, resgatando reféns). A série iniciou-se no Windows em 1999 com a primeira versão do Counter-Strike. Foi inicialmente lançado como uma modificação do Half-Life e desenvolvido por Minh "Gooseman" Le e Jess "Cliffe" Cliffe, antes que os direitos de propriedade intelectual do jogo fossem adquiridos pela Valve Corporation, os desenvolvedores do Half-Life.

O jogo teve como sequência o Counter-Strike: Condition Zero, desenvolvido pela Turtle Rock Studios e lançado no início de 2004. Mais tarde, no mesmo ano, Counter-Strike: Source foi divulgado pela Valve Corporation. Lançado oito meses após a guerra mundial, Counter-Strike: Condition Zero, em novembro de 2004, foi um remake do Counter-Strike original e o primeiro da franquia a usar o novo motor Source da Valve.[1] O quarto título da série principal foi desenvolvido pela própria Valve, Counter-Strike: Global Offensive, e foi lançado em 2012 para Windows, OS X, Xbox 360 e PlayStation 3. Hidden Path Entertainment, que também trabalhou no pós-lançamento do Counter-Strike: Source, ajudou a produzir o jogo ao lado da Valve.[2] Inúmeros spin-offs foram lançado em terras asiáticas.

Série principal[editar | editar código-fonte]

Counter-Strike[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike

Originalmente sendo uma modificação de Half-Life, os direitos de Counter-Strike, bem como os desenvolvedores que trabalhavam nele, foram adquiridos pela Valve Corporation em 2000.

O jogo recebeu uma versão para Xbox em 2003.[3] Também foi feita uma versão para OS X e Linux em forma de beta em janeiro de 2013, com um lançamento completo em abril de 2013.[4][5]

Counter-Strike: Condition Zero[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike: Condition Zero

Counter-Strike teve como sequência direta o Counter-Strike: Condition Zero, desenvolvido pela Turtle Rock Studios e lançado em 2004. Foi usado o motor GoldSrc do Half-Life, similar a seu predecessor e possui bots com inteligência aprimorada e um novo modo de jogo singleplayer que inclui missões, como "Matar 30 inimigos com bullpup" ou "Salvar 4 reféns". O jogo teve uma recepção fraca em comparação a seu predecessor e foi rapidamente seguido por um novo registro totalmente retrabalhado da série intitulado Counter-Strike: Source.[6]

Counter-Strike: Source[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike: Source

Counter-Strike: Source foi o primeiro título público da Valve Corporation a rodar com o novo motor Source, com redução de alguns erros antigos e novos gráficos. Inicialmente, Counter-Strike: Source foi disponibilizado 11 de agosto de 2004 em versão beta para LAN houses que tivessem feito uma pré-encomenda de Half-Life 2.[1][7][8] Quem havia comprado a versão singleplayer de Counter-Strike: Condition Zero, também ganhou o direito de conferir o jogo com exclusividade na fase beta, assim como alguns clientes da ATi Technologies.[9] Enquanto o lançamento original inclui apenas versão para Microsoft Windows, eventualmente foi portado para OS X em 23 de junho de 2010 e para Linux em 2013.[10][11]

No início havia poucos servidores de Counter-Strike: Source, principalmente servidores brasileiros. Após a divulgação do jogo principal com altas notas na imprensa especializada, novos servidores locais brasileiros surgiram, migrando uma boa parte dos jogadores da versão anterior.

A tecnologia HDR foi introduzida no Counter-Strike: Source em 1 de dezembro de 2005, com o lançamento do primeiro mapa incluindo esta tecnologia, de_nuke. O mapa cs_militia foi lançado no dia 18 de janeiro de 2006.

Counter-Strike: Global Offensive[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike: Global Offensive

Counter-Strike: Global Offensive foi o quarto lançamento da série principal, com novos aprimoramentos e novidades implantados, na mesma engine gráfica Source. Desenvolvido novamente pela Valve, contou com armas, personagens e mapas novos e clássicos.

Foi lançado em 21 de agosto de 2012 para as plataformas Windows e MAC no Steam, Xbox 360 na Xbox Live Arcade e PS3 na PlayStation Network.

Spin-offs[editar | editar código-fonte]

Counter-Strike Neo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike Neo

É uma adaptação arcade japonesa do Counter-Strike. É publicado pela Namco e funciona em sistema Linux.[12] O jogo envolve personagens em design de anime em uma futurística versão desenhada de Counter-Strike. Uma seleção de missões single-player, mini-games e muitos eventos foram adicionados para prolongar o interesse dos jogadores nele.[13]

Counter-Strike: Online[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Counter-Strike: Online

Counter-Strike: Online é um remake do Conter-Strike Condition Zero feito e distribuído pela Nexon Corporation com licença e supervisão da Valve Corporation.[14] Essa versão é gratuita e só está disponível oficialmente na Coreia do Sul, Japão, Taiwan, China, Hong Kong, Singapura, Malásia, Indonésia e Turquia.

Counter-Strike: Online 2[editar | editar código-fonte]

É uma nova versão do Counter Strike Online com o Source Engine 2004 e 2007 melhorado. O foco do jogo é atingir o mercado asiático, assim como o anterior.[15]

Counter-Strike Nexon: Zombies[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2014, a Nexon anunciou Counter-Strike Nexon: Zombies, um spin-off gratuito com temática zumbi, desenvolvido com o motor GoldSrc.[16][17] Em 23 de setembro de 2014, um beta aberto foi divulgado no Steam.[18] O lançamento final ocorreu em 7 de outubro de 2014, contando com 50 mapas e 20 modos de jogo.[19] O game conta tanto com modo PVP como team deathmatch, resgate de reféns, desarmamento de bombas e humanos-vs-infectados, quanto com modo cooperativo em missões de campanha e defesa-de-base.[20] A recepção do jogo foi majoritariamente negativa com críticas a cerca da interface pobre, micro-transações e gráficos datados.[20] [17]

Versões Oficiais da Série[editar | editar código-fonte]

Segue abaixo uma lista de versões do jogo e suas respectivas datas de lançamento.[21]

Referências

  1. a b «Counter-Strike: Source beta begins». GameSpot. CNET Networks. 11 August 2004. Consultado em 1 July 2008  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  2. «VALVE ANNOUNCES COUNTER-STRIKE: GLOBAL OFFENSIVE (CS: GO)». Steam. Valve Corporation. 12 August 2011. Consultado em 21 March 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. Fahey, Rob (6 June 2003). «E3 2003: Counter-Strike». Eurogamer. Consultado em 5 February 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  4. «Counter-Strike 1.6 Beta released». Steam. Valve Corporation. 28 January 2013. Consultado em 5 February 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  5. «Counter-Strike 1.6 update released». Steam. Valve Corporation. 1 April 2013. Consultado em 5 February 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  6. «Counter-Strike: Condition Zero for PC Reviews, Ratings, Credits, and More at Metacritic». Metacritic.com. Consultado em 20 November 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Counter-Strike: Source update history». Valve Corporation. Consultado em 1 July 2008  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Counter-Strike: Source beta begins» (em inglês). GameSpot. 11 de agosto de 2004. Consultado em 10 de outubro de 2008 
  9. «Counter-Strike: Source Strike ATI Customer». Advanced Micro Devices. Consultado em 1 July 2008  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)«Counter Strike: Source ATI customer». December 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  10. «Counter-Strike: Source Update Released». Steam. Valve Corporation. Consultado em 23 June 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. Dawe, Liam (5 February 2013). «Counter Strike Source Has Been Added To The CDR And Apparently Installable Too». GamingOnLinux. Consultado em 5 February 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  12. Niizumi, Hirohiko (27 September 2004). «Nvidia partners with Namco». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  13. Waugh, Eric-Jon (27 March 2006). «GDC: The Localization of Counter-Strike in Japan». Gamasutra. UBM plc. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  14. «Q&A: Valve Explains Why PC Gaming's Gaining Steam». Gamasutra. 6 March 2008. Consultado em 6 March 2008  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  15. Mallory, Jordan (6 April 2012). «Nexon, Valve announce Counter-Strike Online 2 for Asian territories». Joystiq. Consultado em 1 April 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  16. Yin-Poole, Wesley (7 August 2014). «Counter-Strike Nexon: Zombies heads to Steam». Eurogamer. Gamer Network. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  17. a b Köhler, Stefan (26 October 2014). «Tod durch Untote» [Death by Undead]. GameStar (em German). p. 2. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  18. Yin-Poole, Wesley (23 September 2014). «Here's a (very) quick look at Counter-Strike Nexon: Zombies». Eurogamer. Gamer Network. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  19. Prescott, Shaun (7 October 2014). «Counter-Strike Nexon: Zombies ambles onto Steam today». PC Gamer. Future Publishing. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  20. a b O'Connor, Alice (25 September 2014). «Counter-Strike Nexon: Zombies Shambles Into Open Beta». Rock, Paper, Shotgun. Consultado em 25 July 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  21. «version history» (em inglês). CS-Nation. Consultado em 10 de outubro de 2008