Créteil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Créteil
—  Comuna francesa França  —
Vista aérea do lago de Créteil.
Vista aérea do lago de Créteil.
Brasão de armas de Créteil
Brasão de armas
Créteil está localizado em: França
Créteil
Localização de Créteil na França
Coordenadas 48° 47' 28" N 2° 27' 46" E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Val-de-Marne.svg Vale do Marna
Administração
 - Prefeito Laurent Cathala
Área
 - Total 11,43 km²
Altitude máxima 74 m
Altitude mínima 31 m
População (2010) [1]
 - Total 89 985
    • Densidade 7 872,7 hab./km²
Gentílico: Cristoliens
Código Postal 94000
Código INSEE 94028
Sítio ville-creteil.fr

Créteil é uma comuna francesa situada nos arredores de Paris, no departamento do Vale do Marne, região da Ilha de França.

Localização de Créteil no departamento de Val-de-Marne

Situa-se a sudeste de Paris, e, segundo os números de 2014, tinha uma população de 91 042 habitantes. É banhada pelo rio Marne.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

A cidade de Créteil é servida por três modos de transporte : metrô, ônibus e RER.

Créteil tem quatro estações da Linha 8 do Metropolitano de Paris : Créteil - Préfecture, Créteil - Université, Créteil - L'Échat e Pointe du Lac. Esta linha de metrô segue um eixo leste-oeste.

A comuna é servida pelo RER D na estação de Créteil-Pompadour e pelo RER A na estação de Saint-Maur - Créteil (estação situada no território da cidade de Saint-Maur-des-Fossés). O TVM é interconectado com as duas estações.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

O nome gaulês da cidade, Cristoilum, teve por origem o nome de um gaulês Cristos e ogilum[2].

História[editar | editar código-fonte]

Pré-História[editar | editar código-fonte]

Polidor Neolítico de Créteil.

Alguns raros sílex do Paleolítico foram desenterrados ainda no início do século XX no território da comuna. O Neolítico deixou mais vestígios como o polidor que faz o orgulho pré-histórico de Créteil. Este bloco de mais de duas toneladas foi usado para afiar pedras. Pelo menos dois eixos neolíticos também foram encontrados na área de Mont-Mesly. Um deles (machado de jadeíte) está exposto no Museu de Antiguidades Nacionais em Saint-Germain-en-Laye. Dragando o Sena no século XIX, várias armas da Idade do Bronze foram descobertas. Elas estão expostas no British Museum de Londres.

Antiguidade[editar | editar código-fonte]

Camille Jullian colocou no início do século XX a hipótese de um domínio galo-romano em Mesly. Os itens arqueológicos são raros, no entanto. A descoberta de detritos e moedas no final do século XX, no entanto, dão suporte à hipótese de Jullian.

A primeira referência escrita fazendo referência a Créteil remonta aos merovíngios: Vicus Cristolium. O Martirológio de Usuardo datando do século IX indica que esse lugar marca o martírio de um grande número de cristãos nestes termos :

In territorio Parisiacensi, vico Cristoilo, passio Sanctorum Agoardi et Agliberti cum aliis innumeris prosmiscui sexus.

[3] Há também Vico Cristolio. Este topônimo é formado do prefixo crist e do radical Olium. Estes dois termos são gauleses : "clareira" para crist et "pico" para Olium. A "clareira" do "pico" do Mont-Mesly é de antes da romanização na estrada ligando Paris e Sens (estrada nacional 19 hoje).

Uma etimologia mais tradicional era que a palavra crist seria referente a Jesus Cristo devido à cristianização precoce de Créteil e à veneração dos santo Agoard e santo Aglibert, mártires do ano 400 depois de Cristo. Esta lenda hagiográfica hoje é contestada pelos historiadores que a qualificam como "montagem incoerente". A existência de uma igreja em Créteil, no entanto, parece possível a partir do século V.

Geminação[editar | editar código-fonte]

Sinal de entrada da cidade.

Creteil é geminada com :

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales des communes en vigueur au 1er janvier 2013». www.insee.fr (em francês). INSEE. Dezembro de 2012. Consultado em 3 de abril de 2013 
  2. Jules Étienne Joseph Quicherat, De la formation française des anciens noms de lieu, traité pratique suivi de remarques sur des noms de lieu fournis par divers documents, A. Franck, 1867 p. 51 Predefinição:Lire en ligne. Ver também wikt:Cristolien
  3. Histoire de la ville et de tout le diocèse de Paris de Jean Lebeuf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.