Cranichis candida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCranichis candida
Cranichis candida.jpg
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Orchidoideae
Tribo: Cranichideae
Género: Cranichis
Espécie: Cranichis candida

Cranichis candida é uma espécie de planta do grupo Cranichis.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi decrita em 1895 por Alfred Cogniaux.[1]

Os seguintes sinônimos já foram catalogados:[2]

  • Cystochilum candidum Barb.Rodr.
  • Cranichis bradei Schltr.
  • Cranichis micrantha Griseb.
  • Cranichis microphylla Porsch
  • Cranichis nudilabia Pabst
  • Cranichis parviflora L.O.Williams
  • Cranichis similis Rchb.f.

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil.[3]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é endêmica do Brasil e encontrada nos estados brasileiros de Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais,[4] Pernambuco, Paraná,[5] Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.[2] A espécie é encontrada nos domínios fitogeográficos de Cerrado, Mata Atlântica, Pampa, em regiões com vegetação de mata ciliar, floresta estacional decidual, floresta ombrófila pluvial e mata de araucária.[2]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Suas raízes são cobertas por uma epiderme especializada, o velamen, que auxilia na absorção de água e nutrientes.[6]

Referências

  1. «Cranichis candida». www.gbif.org (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. a b c «Cranichis candida (Barb.Rodr.) Cogn.». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  3. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 
  4. DE ABREU, NARJARA LOPES; NETO, LUIZ MENINI (2010). «AS SUBFAMÍLIAS VANILLOIDEAE E ORCHIDOIDEAE (ORCHIDACEAE) EM UM FRAGMENTO DA SERRA DA MANTIQUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL». Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo (1): 15–33. ISSN 0302-2439. Consultado em 21 de abril de 2022 
  5. Macagnan, Tomas André; Smidt, Eric de Camargo; Azevedo, Cecília Oliveira de (setembro de 2011). «A subtribo Cranichidinae Lindl. (Orchidaceae) no Estado do Paraná, Brasil». Brazilian Journal of Botany: 447–461. ISSN 0100-8404. doi:10.1590/S0100-84042011000300017. Consultado em 21 de abril de 2022 
  6. de Cássia Andreota, Rita; de Barros, Fábio; das Graças Sajo, Maria (junho de 2015). «Root and leaf anatomy of some terrestrial representatives of the Cranichideae tribe (Orchidaceae)». Brazilian Journal of Botany (em inglês) (2): 367–378. ISSN 0100-8404. doi:10.1007/s40415-015-0133-2. Consultado em 21 de abril de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.