Cratera de impacto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Cratera, veja Cratera (desambiguação).
Representação artística de um impacto

Em astronomia, cratera de impacto ou astroblema é uma formação crateriforme produzida pela queda do espaço de um meteorito ou cometa. Difere das crateras de origem vulcânicas, que são formadas por materiais e forças oriundas das camadas geológicas do interior da terra.[1]

Crateras de impacto podem ser vistos facilmente em astros como a Lua, onde na pouca erosão podem ser conservados. Na Terra, a erosão fez com que a maior parte dos astroblemas desaparecessem. Poucos são ainda visíveis. O exemplo notável é a Cratera de Barringer, em Flagstaff no Arizona, Estados Unidos, resultante da colisão de um meteorito.[1]

O vocábulo "astroblema" vem das palavras gregas astron = estrela e blema = cicatriz, que leva ao significado de “cicatriz de estrela”,[2] e foi cunhado com grande exatidão poética, em 1961, pelo meteoricologista norte-americano, Robert S. Dietz.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Calvin J. Hamilton. «Terrestrial Impact Craters». Los Alamos National Laboratory. Consultado em 11 de julho de 2019 
  2. Crósta,A.P. «astroblema». Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos (SIGEP). Consultado em 11 de julho de 2019 
  3. Joanne Bourgeois (Janeiro de 1998). «Robert S. Dietz and the Recognition of Impact Structures on Earth». journal of the History of the Earth Sciences Society. Consultado em 11 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]