Crazy Ex-Girlfriend

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Crazy Ex-Girlfriend
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia
Musical
Duração 40–43 minutos
Criador(es) Rachel Bloom
Aline Brosh McKenna
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es) Sarah Caplan
Rachel Specter
Audrey Wauchope
Rene Gube
Produtor(es) executivo(s) Aline Brosh McKenna
Rachel Bloom
Marc Webb
Erin Ehrlich
Sarah Caplan
Michael Hitchcock
Câmera Câmera única
Distribuída por CBS Television Distribution
Elenco Rachel Bloom
Vincent Rodriguez III
Santino Fontana
Donna Lynne Champlin
Pete Gardner
Vella Lovell
Tema de abertura "Crazy Ex-Girlfriend" por
Rachel Bloom (1ª temporada)
"I'm Just a Girl in Love" por Rachel Bloom (2ª temporada) "You Do/You Don't Wanna Be Crazy" por Rachel Bloom (3ª temporada)
Tema de encerramento "Crazy Ex-Girlfriend" (instrumental, 1ª temporada)
"I'm Just a Girl in Love" (instrumental, 2ª temporada)
"You Do/You Don't Wanna Be Crazy" (instrumental, 3ª temporada)
Compositor da música tema Adam Schlesinger
Jerome Kurtenbach
(somente piloto)
Frank Ciampi
Tom Polce
Empresa(s) de produção LeanMachine
webbterfuge
Black Lamb
racheldoesstuff
Warner Bros. Television
CBS Television Studios
Localização West Covina, Califórnia
Exibição
Emissora de televisão original The CW
Transmissão original 12 de outubro de 2015–presente
N.º de temporadas 3
N.º de episódios 44 (lista de episódios)

Crazy Ex-Girlfriend é uma série de televisão americana exibida pela The CW desde 12 de outubro de 2015.[1][2] A série foi criada por Rachel Bloom e Aline Brosh McKenna e é estrelada por Bloom no papel principal. Apesar da baixa audiência, a série acabou sendo renovada para uma segunda temporada, devido às críticas positivas e as indicações à premiações.

Em 2 de abril de 2018, a emissora The CW renovou a série para uma quarta e última temporada.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rebecca Bunch é uma jovem que trabalha em um importante escritório de advocacia em Nova Iorque. Após um encontro com Josh, sua antiga paixão desde os tempos da adolescência, ela decide deixar o emprego, vender o apartamento em Manhattan e se mudar para West Covina, Califórnia, onde Josh mora. O novo objetivo de Rebecca na vida é encontrar o verdadeiro amor.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

  • Rachel Bloom como Rebecca Nora Bunch
  • Vincent Rodriguez III como Joshua "Josh" Felix Chan
  • Santino Fontana como Greg Serrano
  • Donna Lynne Champlin como Paula Proctor
  • Pete Gardner como Darryl Whitefeather
  • Vella Lovell como Heather Davis
  • Gabrielle Ruiz como Valencia Maria Perez
  • David Hull como Josh Wilson
  • Scott Michael Foster como Nathaniel Plimpton II

Recorrente[editar | editar código-fonte]

Elenco secundário[editar | editar código-fonte]

  • Erick Lopez como Hector
  • Tovah Feldshuh como Senhora Bunch
  • Steve Monroe como Scott Proctor
  • Gina Gallego como Senhorita Hernandez
  • Rachel Grate como Audra Levine
  • Rene Gube como pai de Joseph "Josh"
  • Amy Hill como Lourdes Chan
  • Johnny Ray Meeks como Kevin
  • Michael Hyatt como Dr. Noelle Akopian
  • Piter Marek como Dr. Davit Akopian
  • Jay Hayden como Dr. Daniel Shin
  • Michael McMillian como Tim
  • Paul Welsh como Trent Maddock
  • Stephnie Weir como Karen
  • Danny Jolles como George
  • Esther Povitsky como Maya
  • Burl Moseley como Jim
  • Jacob Guenther como Chris
  • Zayne Emory (temporada 1 e 3) e Elijah Nelson (temporada 2) como Brendan Proctor
  • Steele Stebbins como Tommy Proctor
  • Olivia Edward como Madison Whitefeather
  • Ava Acres como Rebecca Nora Bunch (jovem)
  • Cedric Yarbrough como Calvin Young

Convidados[editar | editar código-fonte]

Episódios[editar | editar código-fonte]

TemporadaEpisódiosExibição original
Estreia da temporada Final da temporada
11812 de outubro de 2015 (2015-10-12)18 de abril de 2016 (2016-04-18)
21321 de outubro de 2016 (2016-10-21)3 de fevereiro de 2017 (2017-02-03)
31313 de outubro de 2017 (2017-10-13)16 de fevereiro de 2018 (2018-02-16)
41812 de outubro de 2018 (2018-10-12)TBA

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A série foi originalmente desenvolvida para a Showtime, e um piloto foi produzido, mas a Showtime optou por não prosseguir com ela em 9 de fevereiro de 2015.[4] A The CW escolheu a série em 7 de maio de 2015 para a temporada de outono de 2015 a 2016.[5] A série foi extensivamente retrabalhada para a The CW, expandindo o formato de série de meia hora para uma hora cheia e ajustando o conteúdo para transmissão de televisão, como o piloto original foi produzido por uma TV cabo de assinatura.[6] Em 5 de outubro de 2015, pouco antes da estréia da série, The CW fez um pedido para cinco scripts adicionais.[7] Em 23 de novembro de 2015, a The CW encomendou mais cinco episódios,[8] aumentando o total para a 1 temporada a 18 episódios.[9] Em 11 de março de 2016, Crazy Ex-Girlfriend foi renovada para uma segunda temporada, juntamente com onze outras séries da The CW.[10] A segunda temporada começou em 21 de outubro de 2016. A segunda temporada é exibida no Reino Unido na Netflix com episódios disponíveis no sábado após a data de exibição nos EUA. Em 8 de janeiro de 2017, a The CW renovou a série para uma terceira temporada, que estreou em 13 de outubro de 2017.[11]

Seleção do elenco[editar | editar código-fonte]

Em 30 de setembro de 2014, Santino Fontana, Donna Lynne Champlin, Vincent Rodriguez III e Michael McDonald se juntaram a Rachel Bloom no elenco regular da série.[12] Com a mudança para The CW, a série passou por mudanças de elenco e McDonald deixou o elenco.[6] Logo depois, Vella Lovell e Pete Gardner foram adicionados como regulares; com Lovell no papel de Heather; e Gardner substituindo McDonald no papel de Darryl, o novo chefe de Rebecca.[13]

Em 23 de maio de 2016, foi anunciado que Gabrielle Ruiz, que interpreta Valencia, foi promovida a série como regular para a segunda temporada.[14] Em novembro de 2016, foi anunciado que Santino Fontana estaria saindo da série, com o episódio quatro da segunda temporada resultando como seu último como papel regular da série.[15]

Em 5 de abril de 2017, foi anunciado que David Hull e Scott Michael Foster, que representaram White Josh e Nathaniel respectivamente, foram promovidos a regulares para a terceira temporada.[16]

Música[editar | editar código-fonte]

Cada episódio contém duas a quatro músicas originais. São cantados por Rebecca ou um personagem com quem ela está tendo uma interação direta, parodiando o conceito de teatro musical de personagens explodindo em música em momentos significativos da trama. Em "Josh Has No Idea Where I Am", é revelado que Rebecca tem essas fantasias musicais por paixão por seu amor pelo teatro musical. Nos episódios posteriores, vários outros personagens cantam enquanto Rebecca não está presente.

Algumas das músicas da série são filmadas duas vezes, uma versão limpa e uma versão explícita. As versões explícitas são publicadas no canal de Bloom no YouTube.[17]

"Crazy Ex-Girlfriend: Original Television Soundtrack (Season 1 - Volume 1)" foi lançado em 19 de fevereiro de 2016 nas versões explícita e limpa. Inclui todas as músicas dos oito primeiros episódios da primeira temporada, juntamente com as demos a cappella de Bloom: "Feeling Kinda Naughty", "I Have Friends", "Settle for Me," e "Sex with a Stranger" bem como a versão demo de Adam Schlesinger de "What'll It Be".[18]

"Crazy Ex-Girlfriend: Original Television Soundtrack (Season 1 - Vol. 2)" foi lançado em 20 de maio de 2016. Inclui todas as músicas dos últimos 10 episódios da primeira temporada, além de demos como "JAP Battle", "I Could If I Wanted To", "Women Gotta Stick Together", "Group Hang", e "You Stupid Bitch".[19]

Para a segunda temporada, as músicas foram lançadas como singles no dia de sua exibição original. A trilha sonora da segunda temporada completa foi lançada em 3 de março de 2017. Ela apresentava todas as músicas importantes da segunda temporada, assim como duas músicas deletadas:"It's Not Difficult to Define Miss Deuche" e "Sex Toys," um solo para o personagem recorrente Karen. Também incluiu demos para "Santa Ana Winds", a música tema "I'm Just a Girl in Love" e "Rebecca's Reprise".[20]

Todas as músicas da 3ª temporada foram lançadas como singles após a exibição, com exceção de "The End of the Movie", de Josh Groban, que foi destaque no episódio, "Josh Ex-Girlfriend Is Crazy". O álbum completo ainda não foi lançado.

Temas[editar | editar código-fonte]

Doença mental[editar | editar código-fonte]

Indiscutivelmente o mais importante tema recorrente de Crazy Ex-Girlfriend é o retrato do programa de doença mental e tratamento.[21][22][23][24][25][26] Este aspecto de Crazy Ex-Girlfriend recebeu elogios ao longo da indústria cinematográfica e televisiva e dentro do próprio fandom da série.[27][28][29][30][31][32][33][34][35] Psychology Today também reconheceu e elogiou este aspecto da série.[36]

Além da avaliação psicológica e desenvolvimento de Rebecca, outros personagens principais são similarmente descritos como sofrendo de traumas psicológicos que influenciam suas personalidades e relacionamentos.[37][38] Esses personagens incluem Valencia,[39][40][41][42] Paula,[43][44][45] Darryl,[46][47][48] Greg,[49][50] Nathaniel,[51] Scott,[44] e Heather.[52]

Isso também inspirou o fandom da série a se engajar em discussões sobre doenças mentais, especificamente em relação aos estigmas sociais e tratamento de tais doenças.[53][54][55][56][57]

Sexualidade feminina e o sistema reprodutivo[editar | editar código-fonte]

Outra característica definidora de Crazy Ex-Girlfriend é seu retrato franco da sexualidade feminina e do sistema reprodutivo, ambos os quais servem como fontes do humor encolerizado do programa. Em Crazy Ex-Girlfriend, ambos os tópicos são amplamente normalizados na conversa. Em particular, as personagens femininas são retratadas como sendo sexualmente liberadas e sem vergonha de sua sexualidade. No episódio "To Josh, with Love", os personagens têm discussões francas e honestas sobre sexualidade feminina e estimulação clitoriana.[58][59][60][61][62]

O sistema reprodutivo recebe o mesmo tratamento em Crazy Ex-Girlfriend. A menstruação e as doenças associadas à anatomia feminina são frequentemente discutidas sem julgamento, evidenciadas melhor quando Paula fez um aborto na segunda temporada e seus amigos e familiares se concentraram no impacto emocional de sua decisão, em vez de questioná-la ou envergonhá-la.[63][64][65][66][67][68][69][70]

Cuidados parental[editar | editar código-fonte]

Cuidado parental é um tema importante retratado na série, já que muitas personalidades de vários personagens principais são moldadas pelos comportamentos desatentos ou frios e distantes dos pais. Em particular, Rebecca, Paula, Nathaniel, Darryl e Greg são todos afetados por pais que exibem esses comportamentos. A mãe excessivamente arrogante e crítica de Rebecca[71][72] e o pai negligente[73][74] afetou muito seu senso de auto-estima. Em contraste, tanto Paula[75] e Nathaniel[76] os pais revelaram ter sido emocionalmente abusivos, resultando no complexo de inferioridade de Nathaniel e na falta de autoconfiança de Paula. A mãe ausente de Greg[77][78] após o divórcio de seus pais resultou em sua ressentimento e ajudou Greg a desenvolver sua personalidade cínica.

No extremo oposto desse espectro está o modo como os pais de Heather a criaram. Os pais de Heather eram muito atenciosos, amorosos e solidários, a ponto de a mimarem e nunca a encorajaram a fazer algo de si mesma.[79][80] Isso acabou resultando em Heather desenvolvendo uma personalidade preguiçosa, sem objetivo, sem entusiasmo e um pouco apática, demonstrando a complexidade da parentalidade.[81]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção critica[editar | editar código-fonte]

Crazy Ex-Girlfriend foi aclamada pela crítica, com críticos elogiando a escrita do programa, os números musicais e o desempenho de Bloom. No Metacritic, que atribui uma classificação de 100 às críticas dos críticos tradicionais, a primeira temporada recebeu uma pontuação média de 78 com base em 23 avaliações, o que indica "avaliações geralmente favoráveis".[82] O site de agregação de revisão Rotten Tomatoes deu a primeira temporada uma avaliação positiva de 96%, com uma classificação média de 7.7 de 10 com base em comentários de 49 críticos, com o consenso do site afirmando: "Números musicais animados e uma liderança refrescante e energética, Rachel Bloom, fazem de Crazy Ex-Girlfriend um comentário encantador e excêntrico sobre relacionamentos humanos."[83]

A segunda temporada continuou a receber aclamação, com Bloom, Fontana e Champlin recebendo elogios. A temporada tem uma classificação de 100% no Rotten Tomatoes, com uma classificação média de 9 de 10 com base em 13 revisões. O consenso crítico do site diz, "Crazy Ex-Girlfriend continua deliciosamente esquisito, envolvente e ainda mais corajoso e confiante em sua saída do segundo ano".[84] Em Metacritic, tem uma pontuação de 86 em 100 com base em 8 comentários, indicando "aclamação universal".[85]

A aclamação continuou com a 3ª temporada; esta temporada em particular foi amplamente elogiada por seu retrato da doença mental. As atuações de Bloom, Champlin[86] e Foster foram particularmente elogiados. A química entre os personagens de Gardner e Hull foi amplamente elogiada também. A temporada possui uma classificação de 95% em Rotten Tomatoes, com uma classificação média de 9.0 de 10 com base em 22 avaliações.[87]

Margaret Lyons, do New York Times, escolheu Crazy Ex-Girlfriend como uma de suas escolhas para os melhores programas de TV de 2017.[88] A série também foi listado como um dos principais programas de 2017 por inúmeros críticos da Variety, USA Today, The A.V. Club, The Guardian, The Independent, Business Insider, Paste, The Daily Beast, NPR, Pittsburgh Post-Gazette e Vulture, entre outros.[89][90][91][92][93][94][95][96][97][98][99][100][101] Alguns dos críticos notáveis incluem James Poniewozik e Maureen Ryan.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicado(s) Resultado Ref.
2016 68th Primetime Emmy Awards Melhor Coreografia Kathryn Burns ("I'm So Good at Yoga", "A Boy Band Made Up of Four Joshes" e "Settle for Me") Venceu [102]
Melhor Música e Letra Originais Adam Schlesinger, Rachel Bloom e Jack Dolgen ("Settle for Me") Indicado
Tema de Abertura Rachel Bloom e Adam Schlesinger Indicado
Melhor Edição de Câmera Individual em Série de Comédia Kabir Akhtar ("Josh Just Happens to Live Here") Venceu
Critics' Choice Award Melhor Atriz em Série de Comédia Rachel Bloom Venceu [103]
Dorian Awards Série esquecida do ano Crazy Ex-Girlfriend Indicado [104]
Gold Derby Awards Melhor atriz de comédia Rachel Bloom Indicado [105]
Melhor Revelação do Ano Indicado
Golden Globe Award Melhor Atriz em Série de Comédia ou Musical Rachel Bloom Venceu [106]
Gotham Awards Melhor Série de Longa Duração Crazy Ex-Girlfriend Venceu [107]
HMMA Awards Supervisão Musical Excepcional - Televisão Jack Dolgen Indicado [105]
OFTA Awards Melhor atriz em série de comédia Rachel Bloom Indicado [105]
Melhor música tema em uma série Crazy Ex-Girlfriend Indicado
People's Choice Awards Nova Série Cômica Crazy Ex-Girlfriend Indicado [108]
Poppy Awards Melhor Série de Comédia Crazy Ex-Girlfriend Indicado [109]
Melhor atriz em comédia Rachel Bloom Indicado
Melhor Ator Coadjuvante em Comédia Santino Fontana Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante em Comédia Donna Lynne Champlin Indicado
TCA Awards Melhor Série de Comédia Crazy Ex-Girlfriend Indicado [110]
Melhor Programa Novo Indicado
Melhor Performance Individual em Comédia Rachel Bloom Venceu
Young Artist Award Ator Jovem Recorrente (13 anos ou menos) Steele Stebbins Indicado [111]
2017 69th Primetime Emmy Awards Melhor Música e Letra Originais Adam Schlesinger, Rachel Bloom e Jack Dolgen ("We Tapped That Ass") Indicado [112]
Artios Awards Melhor Elenco em um Piloto de Televisão e Primeira Temporada de Comédia Felicia Fasano, Bernard Telsey, Tim Payne e Tara Nostramo Venceu [113]
Dorian Awards Comédia de TV do Ano Crazy Ex-Girlfriend Indicado [105]
GLAAD Media Award Série de Comédia Excepcional Crazy Ex-Girlfriend Indicado [114]
Gold Derby Awards Melhor Série de Comédia Crazy Ex-Girlfriend Indicado [115]
Melhor Atriz de Comédia Rachel Bloom Indicado
Golden Globe Award Melhor Atriz em Série de Comédia ou Musical Rachel Bloom Indicado [116]
Golden Reel Awards Melhor Edição de Som – TV Short Form Musical Crazy Ex-Girlfriend ("When Will Josh See How Cool I Am?") Indicado [117]
Gracie Awards Comédia – TV Nacional Crazy Ex-Girlfriend Venceu [118]
Atriz em um Papel de Apoio - Comédia ou Musical Donna Lynne Champlin Venceu
Hollywood Music in Media Awards Canção Original - Programa de TV/Série Limitada Adam Schlesinger, Rachel Bloom, and Jack Dolgen ("We Tapped That Ass") Indicado [119]
Women's Image Network Awards Série de Comédia Excepcional Crazy Ex-Girlfriend Venceu [120]
2018 Eddie Awards Melhor Série de Comédia Editada (comercial) Kabir Akhtar e Kyla Plewes ("Josh’s Ex-Girlfriend Wants Revenge") Indicado [121]
GLAAD Media Award Série de Comédia Excepcional Crazy Ex-Girlfriend Indicado [122]

Referências

  1. Bibel, Sara (24 de junho de 2015). «The CW Announces Fall 2015 Premiere Dates; October Launches for All Scripted Series Including The Flash & Supernatural». TV by the Numbers (em inglês). Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  2. Kondolojy, Amanda (31 de julho de 2015). «The CW Moves 'Jane the Virgin' &'Crazy Ex-Girlfriend' Premieres Up to Monday October 12». TV by the Numbers (em inglês). Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  3. Goldberg, Leslie (2 de abril de 2018). «'Riverdale,' 'Flash,' 'Supernatural' Among 10 CW Renewals». The Hollywood Reporter. Consultado em 2 de abril de 2018. 
  4. Andreeva, Nellie (9 de fevereiro de 2015). «Crazy Ex-Girlfriend Pilot Not Going Forward; Roadies & Billions Looking Good At Showtime». Deadline Hollywood. Consultado em 8 de maio de 2015. 
  5. Andreeva, Nellie (7 de maio de 2015). «CW Picks Up Crazy Ex-Girlfriend As Hourlong Series, DC's Legends Of Tomorrow & Cordon». Deadline Hollywood. Consultado em 8 de maio de 2015. 
  6. a b Andreeva, Nellie (14 de maio de 2015). «'Crazy Ex-Girlfriend': How Did Racy Showtime Comedy Land At CW, What Will Be Changed, Who Is Leaving The Cast?». Deadline Hollywood. Consultado em 18 de junho de 2015. 
  7. Swift, Andy (5 de outubro de 2015). «The CW's iZombie, Crazy Ex-Girlfriend Get 5 Additional Script Orders Each». TVLine. Consultado em 5 de outubro de 2015. 
  8. Thomas, Kaitlin (23 de novembro de 2015). «The CW Orders More iZombie and Crazy Ex-Girlfriend, but Doesn't Give Them Full Seasons». TV.com 
  9. Kumari Upadhyaya, Kayla (23 de novembro de 2015). «The CW orders more episodes of Crazy Ex-Girlfriend and iZombie». The A.V. Club. Consultado em 23 de novembro de 2016. 
  10. Kissell, Rick (11 de março de 2016). «The CW Renews Full Series Slate, Including 'The 100,' Season 12 of 'Supernatural'». Variety. Consultado em 11 de março de 2016. 
  11. Welch, Alex (8 de janeiro de 2017). «'Arrow', 'The Flash', 'Crazy Ex-Girlfriend', 'Jane The Virgin' & more renewed by The CW». TV by the Numbers. Consultado em 8 de janeiro de 2017. 
  12. «Showtime(R) Comedy Pilot "Crazy Ex-Girlfriend" Sets Cast». The Futon Critic. 30 de setembro de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2015. 
  13. Pedersen, Erik (17 de julho de 2015). «Vella Lovell & Pete Gardner Join CW's 'Crazy Ex-Girlfriend'; Ray Proscia Recurs In Amazon's 'The Man In The High Castle'». Deadline Hollywood. Consultado em 18 de julho de 2015. 
  14. Swift, Andy (23 de maio de 2016). «Crazy Ex-Girlfriends Gabrielle Ruiz Promoted to Series Regular». TVLine. Consultado em 23 de maio de 2016. 
  15. Thomas, Kaitlin (11 de novembro de 2016). «Why Crazy Ex-Girlfriend's Latest Heartbreaking Decision Was Also the Right One». TV Guide. Consultado em 11 de novembro de 2016. 
  16. Calvario, Liz (6 de abril de 2017). «'Crazy Ex-Girlfriend': Scott Michael Foster Upped To Series Regular For Season 3». Deadline Hollywood 
  17. «racheldoesstuff». YouTube. Consultado em 27 de outubro de 2015. 
  18. «'Crazy Ex-Girlfriend' Soundtrack Released Today». The Futon Critic. 19 de fevereiro de 2016. Consultado em 19 de fevereiro de 2016. 
  19. «Crazy Ex-Girlfriend: Original Television Soundtrack» – via Amazon 
  20. «Crazy Ex-Girlfriend: Original Television Soundtrack» – via Amazon 
  21. Capewell, Jillian (9 de fevereiro de 2017). «'Crazy Ex-Girlfriend' Isn't Afraid To Admit That Love Doesn't Fix Anything». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Huff Post 
  22. «"Crazy Ex-Girlfriend" Is Doing Important Work With Mental Health This Season». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  23. Turchiano, Danielle (18 de novembro de 2017). «'Crazy Ex-Girlfriend' Boss on Rebecca's Diagnosis, Nathaniel's Backstory and Josh's 'Quarter-Life Crisis'». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  24. Martinelli, Marissa (20 de novembro de 2017). «Crazy Ex-Girlfriend Explains Why, When It Comes to Mental Illness, Labels Aren't Always a Bad Thing». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Slate 
  25. Bradley, Laura. «How Crazy Ex-Girlfriend Found an Even Stronger Voice in Season 3». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  26. https://www.facebook.com/alyssa.rosenberg?fref=nf&pnref=story. «Opinion - The radical promise of TV's mentally ill women». Washington Post. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  27. «The quietly revolutionary way 'Crazy Ex-Girlfriend' addresses mental health». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  28. Bucksbaum, Sydney. «'Crazy Ex-Girlfriend' Finally Diagnosed Rebecca, And Nailed The Reality Of Living With Mental Illness». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  29. «How Crazy Ex-Girlfriend Became One of the Best Portraits of Mental Illness on TV». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  30. Simons, Seth. «At This Point, 'Crazy Ex-Girlfriend' is Subverting Way More Than Its Title - IndieWire». Indiewire.com. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  31. «'Crazy Ex-Girlfriend' is talking about mental illness in a way you never see on TV». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  32. «Inside Crazy Ex's Sobering Examination of Suicide». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  33. «How TV Is Slowly Getting Mental Health Right». 3 de outubro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  34. Dahl, Melissa. «How Crazy Ex-Girlfriend Illustrates the Psychology of Romantic Obsession». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  35. «Crazy Ex-Girlfriend is the best depiction of mental health on television today». 21 de novembro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  36. «Crazy Like an Ex». Psychology Today. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  37. «Crazy Ex-Girlfriend Diagnosed Rebecca While Highlighting How Mental Illness Affects Everyone». 17 de dezembro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  38. Fallon, Claire (25 de maio de 2016). «How 'Crazy Ex-Girlfriend' Uses Empathy To Make Better Comedy». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Huff Post 
  39. Gemmill, Allie. «Valencia & Rebecca Took A Bonding Trip On 'Crazy Ex-Girlfriend,' Leading To A Major Feminist Moment». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  40. «Crazy Ex-Girlfriend's Gabrielle Ruiz on Valencia's New Girl Squad, Eating 15 Donuts, and the Unexpected Ways She Relates to Her Character». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  41. «'Crazy Ex-Girlfriend': Valencia's back & her transformation is incredible». 28 de janeiro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  42. «Crazy Ex-Girlfriend Season Finale Recap: A Fairy-Tale Ending». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  43. «Could Paula's law school dreams change everything about 'Crazy Ex-Girlfriend'?». 6 de novembro de 2016. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  44. a b Gemmill, Allie. «Paula's Husband Cheated On 'Crazy Ex-Girlfriend' & It Repaired Her Friendship With Rebecca». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  45. Purcell, Carey. «Crazy Ex-Girlfriend's Paula Is Serving Up Sweet Revenge and Cathartic Rage». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  46. Zuckerman, Esther. «Watch Crazy Ex-Girlfriend's ode to unrequited friendship in this exclusive clip». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  47. «'Crazy Ex-Girlfriend' star talks 'Gettin' Bi': Darryl's 'sexuality isn't the butt of the joke'». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  48. «Crazy Ex-Girlfriend's Darryl Is TV's Most Darling Bisexual». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  49. Gemmill, Allie. «'Crazy Ex-Girlfriend' Revealed Greg's Secret In The Season 2 Premiere And It Will Mean Big Changes For Him». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  50. «Why Crazy Ex-Girlfriend's Latest Heartbreaking Decision Was Also the Right One». 11 de novembro de 2016. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  51. Young, Sage. «How 'Crazy Ex-Girlfriend' Is Teaching Stoic Dudes To Access Their Emotions». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  52. «'Crazy Ex-Girlfriend' star Vella Lovell talks her 'hilarious' musical number and Heather's 'growing season'». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  53. Bagels After Midnight (30 de setembro de 2017). «We Are All Rebecca Bunch». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via YouTube 
  54. Bagels After Midnight (5 de agosto de 2017). «Crazy Ex-Girlfriend: Issues to Address». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via YouTube 
  55. maebefictional (19 de novembro de 2017). «Crazy Ex-Girlfriend Has Diagnosed Rebecca With BPD». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via YouTube 
  56. Bloom, Rachel. «I am not only blown away by the personal stories people are sharing on here in response to last night's #CrazyExGirlfriend, but also by the way fans of the show are commenting on different threads and helping EACH OTHER.». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  57. Bastién, Angelica Jade. «What Crazy Ex-Girlfriend's Depiction of Mental Illness Means to Me». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  58. «'Crazy Ex-Girlfriend' creator Rachel Bloom thinks we need to talk about clitoral orgasms». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  59. LaConte, Stephen. «"Crazy Ex-Girlfriend" Just Made Television History By Saying The Word "Clitoris"». BuzzFeed. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  60. Furdyk, Brent (10 de março de 2017). «'Crazy Ex-Girlfriend' Star Rachel Bloom Talks Orgasms, The Importance Of Sex Education In Candid Tweets». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  61. Logan, Elizabeth. «24 Times 'Crazy Ex-Girlfriend' Nailed What It's Like to Be a Woman in This World». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  62. Martinelli, Marissa (23 de outubro de 2017). «Crazy Ex-Girlfriend's Newest Batch of Songs Elevates Double Entendre to an Art Form». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Slate 
  63. Vagianos, Alanna (30 de janeiro de 2017). «This 'Crazy Ex-Girlfriend' Song About Period Sex Was Too Dirty For TV». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Huff Post 
  64. Lutkin, Aimée. «Here's the Crazy Ex-Girlfriend 'Period Sex' Anthem That Was Too Dirty for TV». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  65. «Crazy Ex-Girlfriend Releases the 'Period Sex' Video You Definitely Aren't Going to See on TV». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  66. Logan, Elizabeth. «This 'Crazy Ex-Girlfriend' Song About Period Sex Is Bloody Great». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  67. Vincent, Alice (13 de outubro de 2017). «Rachel Bloom on Crazy Ex-Girlfriend series 3: 'We're using a word for the female anatomy that has never been said on TV before'». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via www.telegraph.co.uk 
  68. Hatch, Jenavieve (12 de abril de 2016). «A Celebration Of The UTI, Brought To You By 'Crazy Ex-Girlfriend'». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via Huff Post 
  69. Hamedy, Saba. «'Crazy Ex-Girlfriend' joins shows that are dealing with abortion in a refreshing, honest way». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  70. «Jane the Virgin and Crazy Ex-Girlfriend's understated abortion plots show the value of choice». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  71. «'Crazy Ex-Girlfriend' Guest Star Tovah Feldshuh Is a Real Mother - Awards Daily». 15 de junho de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  72. Walker, Alice. «'Crazy Ex Girlfriend' Addresses Overbearing Mom Guilt & The Results Are Hilarious». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  73. «'Crazy Ex-Girlfriend' Boss Reveals What's Next For Rebecca After That Crazy Season 2 Finale». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  74. Zuckerman, Esther. «Crazy Ex-Girlfriend's Aline Brosh McKenna on the finale and Rebecca's new resolve». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  75. Bagels After Midnight (1 de maio de 2017). «Paula With a Thousand Faces - Crazy Ex-Girlfriend Analysis». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via YouTube 
  76. «Should Rebecca & Nathaniel Be A Thing In 'Crazy Ex-Girlfriend' Season 3?». 13 de outubro de 2017. Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  77. «'Crazy Ex-Girlfriend' recap: Can Rebecca survive the holidays with her mother?». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  78. «Crazy Ex-Girlfriend Review: "My Mom, Greg's Mom and Josh's Sweet Dance Moves" (1.08)». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  79. Gemmill, Allie. «Heather & Rebecca Are Moving In Together On 'Crazy Ex-Girlfriend' & That's Not The Only Surprise Heather Delivered». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  80. «'Crazy Ex-Girlfriend' Song Recap: Things Aren't Looking Good for Greg and Rebecca». Consultado em 2 de dezembro de 2017. 
  81. Bagels After Midnight (4 de junho de 2017). «Heather: A Definition of Cool - Crazy Ex-Girlfriend Analysis». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via YouTube 
  82. «Crazy Ex-Girlfriend - Season 1 Reviews». Metacritic. Consultado em 10 de outubro de 2015. 
  83. «Crazy Ex-girlfriend: Season 1 (2015)». Rotten Tomatoes. Consultado em 10 de outubro de 2015. 
  84. Crazy Ex-Girlfriend: Season 2, consultado em 9 de novembro de 2016. 
  85. Crazy Ex-Girlfriend, consultado em 9 de novembro de 2016. 
  86. Bastién, Angelica Jade. «The Top 10 Underrated TV Performances of 2017» 
  87. Crazy Ex-Girlfriend: Season 3, consultado em 17 de dezembro de 2017. 
  88. Lyons, Margaret. «Margaret's Picks for the Best TV of 2017 (So Far)». Consultado em 2 de dezembro de 2017. – via www.nytimes.com 
  89. [1] [ligação inativa]
  90. «The A.V. Club's 20 best TV shows of 2017». Avclub.com. Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  91. «The 50 best TV shows of 2017: 50-2». 30 de novembro de 2017. Consultado em 18 de dezembro de 2017. – via www.theguardian.com 
  92. Fallon, Kevin (14 de dezembro de 2017). «Top 20 TV Shows of 2017: A Best-of List in a Year of Ickiness». Consultado em 18 de dezembro de 2017. – via www.thedailybeast.com 
  93. «NPR's Favorite TV Shows Of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  94. Seitz, Matt Zoller. «The 10 Best TV Shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  95. «Best of 2017: Television Critic Top Ten Lists». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  96. Owen, Rob. «My Top 10 TV shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  97. «The 25 Best TV Shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  98. «Our critic Kelly Lawler picks the 10 best TV shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  99. «The 21 best TV shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  100. «The 17 best TV shows of 2017 that you need to be watching». 4 de junho de 2017. Consultado em 18 de dezembro de 2017. 
  101. Poniewozik, James; Hale, Mike; Lyons, Margaret (4 de dezembro de 2017). «The Best TV Shows of 2017». Consultado em 18 de dezembro de 2017. – via NYTimes.com 
  102. «Creative Arts Emmys: 'Murderer' & 'Grease Live' Lead The Field On Night 2». Deadline Hollywood. 11 de setembro de 2016. Consultado em 12 de setembro de 2016. 
  103. «Critics' Choice Awards Nominations: 'Mad Max' Leads Film; ABC, HBO, FX Networks & 'Fargo' Top TV». Deadline Hollywood. 14 de dezembro de 2015. Consultado em 14 de dezembro de 2015. 
  104. «Galeca 2015/16 Dorian Awards». Gay & Lesbian Entertainment Critics Association. 19 de janeiro de 2016. Consultado em 25 de maio de 2016.. Arquivado do original em 14 de abril de 2016 
  105. a b c d «Gay and Lesbian Entertainment Critics Association (GALECA)». IMDb. Consultado em 16 de junho de 2017. 
  106. «Golden Globes Nominations Live Stream – Watch». Deadline Hollywood. 10 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015. 
  107. Cox, Gordon (20 de outubro de 2016). «Gotham Awards Nominations: 'Manchester by the Sea' Leads With Four». Variety. Consultado em 20 de outubro de 2016. 
  108. «People's Choice Awards 2016: Full List of Nominees». People's Choice Awards. 3 de novembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015. 
  109. «Poppy Awards 2016». Entertainment Weekly. 13 de setembro de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  110. Gelman, Vlada (22 de junho de 2016). «TCA Awards: Mr. Robot, People v. O.J., Americans, Crazy-Ex Lead Nominees». TVLine. Consultado em 22 de junho de 2016. 
  111. «Young Artist Awards Nominations». Young Artist Awards. 13 de março de 2016. Consultado em 25 de maio de 2016. 
  112. «Emmys 2017: Full List of Nominations». Variety. 13 de junho de 2017. Consultado em 13 de junho de 2017. 
  113. «Casting Society of America's 2017 Artios Awards Winners». The Hollywood Reporter. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 20 de janeiro de 2017. 
  114. N'Duka, Amanda (31 de janeiro de 2017). «'Moonlight', 'Orphan Black', & 'Shameless' Among 2017 GLAAD Media Award Nominees». Deadline Hollywood. Consultado em 1 de janeiro de 2017. 
  115. Beachum, Chris (26 de junho de 2017). «2017 Gold Derby TV Awards nominations: 'This is Us,' 'Veep,' 'The Leftovers,' 'Stranger Things' among top contenders». Gold Derby. Consultado em 27 de junho de 2017. 
  116. «Golden Globe Nominations Announcement Livestream». Deadline Hollywood. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de dezembro de 2016. 
  117. Pond, Steve (27 de janeiro de 2017). «'Arrival,' 'Hacksaw Ridge' and 'Rogue One' Top Golden Reel Awards Nominations». TheWrap. Consultado em 3 de fevereiro de 2017. 
  118. «2017 Gracie Winners - Alliance for Women in Media». Alliance for Women in Media (em inglês). Consultado em 29 de março de 2017. 
  119. «Hollywood Music in Media Awards: Full Winners List». The Hollywood Reporter. 17 de novembro de 2017. Consultado em 18 de novembro de 2017. 
  120. «18th Annual WIN Awards at the Skirball Center». Press Pass LA. 20 de janeiro de 2017. Consultado em 20 de fevereiro de 2017. 
  121. Giardina, Carolyn (3 de janeiro de 2018). «'Dunkirk,' 'Shape of Water,' 'Baby Driver' Among ACE Eddie Awards Nominees». The Hollywood Reporter. Consultado em 4 de janeiro de 2018. 
  122. «And the #glaadawards nominees are...». GLAAD. 23 de janeiro de 2018. Consultado em 26 de janeiro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]