Creedence Clearwater Revival (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Creedence Clearwater Revival
Álbum de estúdio de Creedence Clearwater Revival
Lançamento 5 de julho de 1968
Gravação  Estados Unidos Outubro de 1967, Janeiro-Fevereiro de 1968,Coast Recorders, São Francisco, Califórnia
Gênero(s) Rock psicodélico, roots rock, swamp rock, blues rock, southern rock, acid rock
Duração 33:17 (original)
54:48 (40th Anniversary Edition)
Gravadora(s) Fantasy Records
Produção Saul Zaentz
Cronologia de Creedence Clearwater Revival
Bayou Country
(1969)

Creedence Clearwater Revival é o álbum de estreia da banda Creedence Clearwater Revival, lançado em 1968.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloLetra Duração
1. "I Put a Spell on You"  Screamin' Jay Hawkins 4:33
2. "The Working Man"  John Fogerty 3:04
3. "Susie Q"  Eleanor Broadwater, Dale Hawkins e Stanley Lewis 8:37
4. "Ninety-Nine and a Half (Won't Do)"  Steve Cropper, Eddie Floyd e Wilson Pickett 3:39
5. "Get Down Woman"  John Fogerty 3:09
6. "Porterville"  John Fogerty 2:24
7. "Gloomy"  John Fogerty 3:51
8. "Walk on the Water"  John Fogerty e Tom Fogerty 4:40
Duração total:
33:17
Bônus da Edição de 40 Anos
N.º TítuloLetra Duração
9. "Call It Pretending" (B-Side de Porterville)  2:09
10. "Before You Accuse Me" (1968 Outtake)  3:24
11. "Ninety-Nine and a Half (Won't Do)" (Live at The Fillmore, 14 de março)  3:47
12. "Susie Q" (Live at The Fillmore, 14 de março)  11:45
Duração total:
54:48

Créditos[editar | editar código-fonte]

Banda[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

  • Saul Zaentz: produtor
  • Walt Payne: gravação
  • Tamaki Beck: supervisor de masterização
  • Kevin Gray, Steve Hoffman, Shigeo Miyamoto: masterização
  • Laurie Clifford: capa

Recepção e crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas.[1]

Stephen Thomas Erlewine, crítico do Allmusic.com, disse que o álbum estava "gloriosamente fora de passo com a época, repleto com o fascínio de John Fogerty pela cultura interiorana dos Estados Unidos".[1]

Referências

  1. a b Stephen Thomas Erlewine. «Creedence Clearwater Revival: Creedence Clearwater Revival> Review» (em inglês). Allmusic. Consultado em 26 June 2011.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)