Creepy (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.
Creepy
クリーピー 偽りの隣人
 Japão
2016 •  cor •  130[1] min 
Direção Kiyoshi Kurosawa
Roteiro Kiyoshi Kurosawa
Chihiro Ikeda[2]
Baseado em Kurīpī por Yutaka Maekawa
Elenco Hidetoshi Nishijima
Música Yuri Habuka[2]
Cinematografia Akiko Ashizawa[2]
Edição Koichi Takahashi[2]
Lançamento 13 de Fevereiro de 2016 (Berlinale)
18 de Junho de 2016 (Japão)
Idioma Japonês

Creepy (クリーピー 偽りの隣人?) é um thriller japonês de 2016 dirigido por Kiyoshi Kurosawa, estrelando Hidetoshi Nishijima e baseado no livro de suspense de Yutaka Maekawa.[3] O filme teve sua première em 13 de Fevereiro de 2016 no 66º Festival Internacional de Filme de Berlim, e foi lançado no Japão, pela Shochiku, em 18 de Junho de 2016.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Após demitir-se como um profilador por causa de uma lesão, Koichi Takakura e sua esposa mudam-se para mais próximo de seu novo trabalho, mas após o reencontro com um antigo colega à procura de ajuda em um caso misterioso, Koichi começa a especular que seus vizinhos podem estar envolvidos no crime.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Hidetoshi Nishijima como Koichi Takakura[2]
  • Yuko Takeuchi como Yasuko Takakura
  • Teruyuki Kagawa como Mr. Nishino
  • Haruna Kawaguchi como Saki Honda
  • Masahiro Higashide como Nogami
  • Ryōko Fujino
  • Toru Baba
  • Takashi Sasano

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme é baseado no livro de suspense escrito por Yutaka Maekawa.[1]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve sua première em 13 de Fevereiro de 2016 no 66º Festival Internacional de Filme de Berlim.[1][3] Foi lançado no Japão, pela Shochiku, em 18 de Junho de 2016.[2][4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O filme teve uma recepção positiva em sua première norte-americana, recebendo 96% de aprovação no agregador de críticas Rotten Tomatoes, baseado em 23 críticas.[5] No Metacritic, o filme tem uma pontuação média de 76 em um total de 100, baseado em 10 críticas, indicando "críticas geralmente favoráveis".[6]

Deborah Young, do The Hollywood Reporter, escreveu que com Creepy "Kiyoshi Kurosawa retorna de suas obras autorais para o clássico do terror que o fez um nome cult."[2]

A crítica Manohla Dargis, do The New York Times, elogiou o filme, escrevendo: "Fiel ao seu título em inglês, o filme é completamente assustador, em parte pois o Sr. Kurosawa sabe como causar provocação, mas também porque seus filmes transcendem as classificações (e limites) estimados pelos críticos e provedores de conteúdo. “Creepy” certamente funciona — parece e se assemelha — como um filme de terror, mas também contém os enigmas de uma história de detetive, as tendências emocionais de um drama doméstico e o pulso acelerado de um terror psicológico, uma combinação que cria um tipo de destabilização."[7]

Referências

  1. a b c d «Creepy». berlinale.de. Consultado em 25 de Fevereiro de 2016 
  2. a b c d e f g h Young, Deborah (13 de Fevereiro de 2016). «'Creepy': Berlin Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 25 de Novembro de 2016 
  3. a b Shackleton, Liz (24 de Fevereiro de 2016). «HKIFF to open with Trivisa, Chongqing Hotpot». Screen Daily. Consultado em 25 de Fevereiro de 2016 
  4. «クリーピー 偽りの隣人». eiga.com (em Japanese). Consultado em 25 de Fevereiro de 2016 
  5. «CREEPY (KURIPI: ITSUWARI NO RINJIN) Reviews». Rotten Tomatoes. Consultado em 1 de Novembro de 2016 
  6. «Creepy Reviews». Metacritic. Consultado em 1 de Novembro de 2016 
  7. Dargis, Manohla (20 de Outubro de 2016). «Review: In 'Creepy,' a Cold Case Turns Red Hot, but Don't Tell the Neighbors». The New York Times. Consultado em 1 de Novembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]