Crença verdadeira justificada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Crença verdadeira justificada é uma definição de conhecimento que afirma para uma pessoa possuir conhecimento de uma coisa, essa coisa deve ser verdadeira, a pessoa deve acreditar que tal coisa é verdadeira, e a crença deve ser justificada. Em termos mais formais, um sujeito S sabe que a proposição P é verdadeira se e só se:

  1. P é verdadeiro
  2. S acredita que P é verdadeiro, e
  3. S e justificado em acreditar que P é verdadeiro

A teoria da crença verdadeira justificada sofreu um revés significativo devido à descoberta do problema de Gettier, situações em que as condições apresentadas acima eram alcançadas mas nas quais muitos filósofos discordavam que alguma coisa fosse conhecido.[1] Robert Nozick sugeriu uma clarificação da "justificação", que acreditava eliminar o problema: a justificação deve ser tal que em situações onde a justificação for falsa, o conhecimento também o será.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Chisholm, Roderick (1982). «Knowledge as Justified True Belief». The Foundations of Knowing (Minneapolis: University of Minnesota Press). ISBN 0816611033. 
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.