Crioulo de Reunião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Crioulo de Reunião (kreol)
Falado em: Reunião
Total de falantes: 550 000 em Reunião (1987)[1][2]
Família: Crioulo de base francesa
 Crioulo bourbonnais
  Crioulo de Reunião
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---

O crioulo de Reunião (em crioulo de Reunião: kréol réyoné, em francês: reunionense créole) é uma língua crioula baseada no francês falada em Reunião. É atualmente falada por cerca de 550 mil pessoas.[1][2] Atualmente ela é a língua materna de 90% da população da ilha.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Foi durante os primeiros cinquenta anos da povoação de Reunião que este crioulo começou a ser formado.[4] A maioria das pessoas que vivem em Reunião eram ou franceses, malgaxes ou indo-portugueses.[4] A maioria das famílias ainda tinham pelo menos um falante de francês como primeira língua.[5]

Características e uso[editar | editar código-fonte]

Esta língua crioula é derivada principalmente do francês e inclui um número de termos de outras línguas (malgaxe, hindi, português, guzerate e tâmil).[4] Nos últimos anos, alguns grupos têm tentado chegar a um dicionário para a ortografia e regras gramaticais, mas ainda não há uma versão oficial. Em parte por causa da falta de uma ortografia oficial, mas também porque as escolas são ministradas em francês, o crioulo de Reunião raramente é escrito. Notavelmente, existem duas traduções de Asterix que foram publicados.[6]

O crioulo de Reunião é usado diariamente e é muito difundido na ilha de Reunião, ambos em casa e no local de trabalho, mas não está em conflito com o francês - língua nacional - nem em concorrência com ele. Dependendo das circunstâncias, o palestrante irá usar um ou o outro, ou mesmo ambos. Ao contrário do crioulo de Maurício, que era mais próximo do francês, mas que está em processo de distanciamento do mesmo, o crioulo de Reunião está se aproximando do francês por causa da influência contínua da cultura francesa sobre os meios de comunicação e do francês na vida cotidiana.

Escrita[editar | editar código-fonte]

O Crioulo de Reunião usa uma forma do alfabeto latino com certas semelhanças com a língua francesa.

  • Usam-se as vogais A, E, Ë, É, I, Ï, O, OU (O U isolado não é usado).
  • Não se usam as consoantes C, J, Q, X. Usa-se a forma Nÿ.

Toute bann zumin y né lib et égo dan la dignité ek dans le bann droi. Zot nana la rézon ek la conscians et zot y doi aji lé zin enver lé zot dan zin lespri de fraternité.

Português

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Eles são dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade (Art. 1º Declaração Universal Direitos Humanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gunet, Armand (2003). Le Grand Lexique Créole De l'Ile de la Réunion. Azalées Éditions. ISBN 2-913158-52-8.

Referências

  1. a b «Réunion Creole French» (em inglês). Ethnologue. Consultado em 24 de setembro de 2016. 
  2. a b «Réunion» (em inglês). Ethnologue. Consultado em 24 de setembro de 2016. 
  3. «Insee - Conditions de vie-Société - Le créole encore très largement majoritaire à La Réunion» (em francês). Consultado em 4 de março de 2015. 
  4. a b c Chaudenson, Robert (1974). Le lexique du parler créole de La Réunion. Paris: [s.n.] 
  5. Holm, John. Pidgins and Creoles. Volume II: Reference Survey. Cambridge: Cambridge University Press, 1989.
  6. «Asterix around the World | Asterix speaks Reunion Creole» (em inglês). Consultado em 4 de março de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]